A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
APOL   Problemas Metafísicos

Pré-visualização | Página 5 de 7

( )  A Filosofia, por ser uma reflexão, pode identificar-se como algumas das ciências particulares e até substituí-las em seu objeto e método.
II. ( )  Na prática, é muito simples identificar qual é o sistema filosófico  que as ciências devem defender para manter sua neutralidade, objetividade e imparcialidade.
III.( ) Para merecer amizade das ciências naturais, um sistema filosófico precisa oferecer uma explicação satisfatória e harmoniosa das questões que investiga.
IV. ( ) O contato permanente com a realidade estudada pelas ciências naturais é um dos pressupostos básicos para uma boa relação  ente elas e a filosofia.
Agora assinale a alternativa com a sequência correta:
Nota: 10.0
	
	A
	V – V – V - F
	
	B
	V – V – F – F
	
	C
	F – F – V – V
Você acertou!
As assertivas I e II são FALSAS e as assertivas III e IV são VERDADEIRAS. “Além disso, a filosofia não pode, em absoluto, identificar-se com algumas das ciências particulares, ou ser substituída por ela. A diferença entre os respectivos objetos e métodos da filosofia e das ciências “exatas” é profunda demais para se recorrer a esta solução simplista de identificar a ambas [...] . É extremamente difícil dizer, na prática, qual o sistema filosófico a que as ciências devem aliar-se. [...]. Certo ainda é que um sistema filosófico, a fim de merecer a amizade das ciências naturais, tem de não somente dar uma explicação satisfatória e harmoniosa da realidade em toda a sua extensão, mas ainda estar permanentemente em contato com aquela realidade física, concreta, que sob outro ponto de vista, também as ciências estudam”(Livro base, p. 36).  
	
	D
	F – V – F – V
	
	E
	V – F – V – F
Questão 2/12 - Filosofia Geral: Problemas Metafísicos
Atente para o fragmento de texto a seguir:
“A filosofia é, para Husserl, a ciência que deve partir de fundamentos últimos ou, o que é o mesmo, de uma responsabilidade última indissociável de um espírito de radicalismo (como aquele manifestado nas Meditações cartesianas), de uma ‘vitalidade primitiva’, cujo ímpeto não perde de vista as evidências últimas, encontrando nelas próprias a sua justificativa absoluta”.
Após esta avaliação caso queira ler o texto integramente ele está disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revispsi/article/view/8224/5975 Acesso em: 22 fev. 2016
Considerando o excerto anterior e conteúdo do livro-base Os caminhos da reflexão metafísica: fundamentação e crítica, assinale a alternativa que responde corretamente à pergunta a seguir: o que significa ter como pressuposto que o pensamento humano é essencialmente filosófico?
Nota: 0.0
	
	A
	Significa que a filosofia é a doutrina natural e inata que guia o pensamento de todo ser humano disposto a refletir.
	
	B
	Significa que o espírito humano busca descobrir as causas das coisas, ampliando o número de fenômenos que pode conhecer.
“[...] toda pessoa sensata concorda - ao menos que queiramos nos contentar com a simples constatação de fatos e com a coordenação estatística destes – que o pensamento humano é, essencialmente, filosófico. Quer dizer o espírito humano, desperto e livre de preconceitos, não descansa em suas investigações até que não tenha descoberto as últimas causas do maior número possível de fenômenos” (Livro base, p. 35).
	
	C
	Significa que  o pensamento humano ao refletir sobre si mesmo descobre as leis do universo.
	
	D
	Significa que  a filosofia é uma maneira de ver o mundo que só os iniciados conseguem desenvolver.
	
	E
	Significa que  o pensamento é aquilo que diferencia os homens dos animais, assim, ao filosofar acontece  um ato racional do animal humano.
Questão 3/12 - Filosofia Geral: Problemas Metafísicos
Analise o excerto a seguir:
“Tratado, em anterior estudo, o problema do estatuto predicativo das diferenças e esclarecidos os sentidos sob os quais a diferença pode e não pode ser reconduzida ao quadro dos predicáveis, importaria agora empreender idêntica  análise relativamente ao acidente”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integramente ele está em: MESQUITA, A. P. O problema da definição do acidente em Aristóteles. Philosophica 17/18. Lisboa, 2001, pp. 103-149.
A partir da análise do excerto anterior e dos conteúdos do livro-base Os caminhos da reflexão metafísica: fundamentação e crítica, com relação ao conceito de acidente analise as proposições a seguir:
I. Acidentes são entes secundários inerentes à substância que é o ser primário.
II. Acidentes são a parte essencial do ser, aquilo que não muda em sua essência.
III. Acidentes são as características que existem independentemente da substância, atributos invisíveis aos olhos, mas somente perceptíveis pelo intelecto.
IV. Acidentes são uma série de qualidades reais dos seres que nos permitem diferenciá-los.
Estão corretas apenas as proposições:
Nota: 0.0
	
	A
	I e II.
	
	B
	II e III.
	
	C
	I e III.
	
	D
	I e IV.
Estão CORRETAS as preposições I e IV. “Ao lado desse ser propriamente dito há uma série de qualidades a que, embora reais, se aplica o nome ser, por uma espécie de metonímia. São entes secundários, inerentes ao ser primário que é a substância, os quais não podem existir separados dela. Estas realidades são denominadas acidentes. Aristóteles e os escolásticos conhecem nove categorias de acidentes, sendo as principais a quantidade (extensão), as determinações qualitativas, a relação, o agir e o padecer. Um acidente pode estar unido à substância de modo permanente, como propriedade, de certa maneira ‘necessariamente’ (sem, entretanto, ser idêntico à substância)”. (Livro-base, p. 43).
	
	E
	III e IV.
Questão 4/12 - Filosofia Geral: Problemas Metafísicos
Atente para a afirmação a seguir:
“A unidade da natureza, e da operação, a continuidade da existência, o bem, a verdade, o ser outro, acham-se nos viventes de uma maneira muito mais perfeita que no mundo inorgânico”.
Após esta avaliação caso queira ler o texto integramente ele está em: SIMÕES, M. C. Os caminhos da reflexão metafísica. Curitiba: InterSaberes, 2015. p. 49.
Com base na afirmação anterior e nos conteúdos do livro-base Os caminhos da reflexão metafísica: fundamentação e crítica, com relação à máxima  “a natureza opera sempre de um mesmo modo, a menos que encontre obstáculos”, analise as proposições a seguir:
I. Se aplicado aos seres vivos, esse princípio ajuda a compreender em grande parte a questão que envolve os processos evolutivos na natureza, sobre sua determinação ou indeterminação.
II. O ambiente, as condições mudadas jamais poderão fazer o vivente mudar de rumo, pois a vida sempre segue sua sina; os processos vitais são determinados e inflexíveis.
III. A vida sempre atualiza os meios que lhe convém, para se conservar e se propagar.
Estão corretas apenas as proposições:
Nota: 10.0
	
	A
	I e II.
	
	B
	II e III.
	
	C
	I e III.
Você acertou!
Estão CORRETAS as proposições I e III. “[...] ‘a natureza opera sempre de um e mesmo modo, a menos que encontre obstáculos’. Aplicado aos seres vivos, este princípio, dirime em grande parte a questão sobre ‘determinismo ou indeterminismo’ biológico. Embora o vivente tenha, de si, a tendência de agir uniformemente, ‘necessariamente’: o ambiente, as condições mudadas, podem fazê-la mudar de rumo. Mas sempre a ‘vida’ atualiza aquelas energias, sempre ela há de selecionar aqueles meios que lhe convêm para se conservar e intensificar”. (Livro base, p. 49-50).
	
	D
	I, II e III.
	
	E
	I.
Questão 5/12 - Filosofia Geral: Problemas Metafísicos
Analise a citação a seguir:
“O homem não se poderia ver completamente fora da humanidade; nem a humanidade fora da vida, nem a vida fora do universo.  Subjetivamente, para começar, somos inevitavelmente centro de pesquisa em relação à nós mesmos”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integramente ele está em: CHARDIN, T. O Fenômeno humano. São Paulo: Cultrix, 1955.
A respeito do pressuposto segundo o qual “o ser humano representa