Buscar

APANHADO RELAÇÕES ETNICAS

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 21 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 21 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 21 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

RELACOES ETNICAS RACIAIS
1)Um trabalho pedagógico que leva em conta a diversidade étnico-racial e cultural é uma das tarefas mais difíceis a serem enfrentadas pela escola e pelas instituições brasileiras. Todos os envolvidos no processo educacional devem:
A)Estar atentos à desconstrução de estereótipos raça/cor
b)Desmistificar os mitos raciais existentes na sociedade brasileira
c)Demonstrar relações não discriminatórias
d)Ter atitudes eqüitativas em sala de aula
e)Todas as alternativas anteriores são corretas GABARITO
2)De acordo com os dados censitários do PNAD, em 2008 a soma entre pretos e pardos totalizou 51,1% da população brasileira. No entanto, um dos dados que aponta para a desigualdade social dessa população é a distribuição racial entre as regiões do Brasil: os negros concentram-se nas regiões menos desenvolvidas social e economicamente. De acordo com essas considerações, assinale a alternativa correta quanto à distribuição racial pelas diferentes regiões:
Os negros concentram-se nas regiões Norte e Sul
Os brancos concentram-se nas regiões Sul e Sudeste gabarito
Os indígenas distribuem-se nas regiões Norte e Centro-Oeste
Negros e brancos estão igualmente concentrados na região Sudeste
Os índios encontram-se em sua maioria no Norte do país
3) A Lei nº 11.645/2008 insere no contexto curricular a matriz indígena, estabelecendo os conteúdos referentes à historia e cultura afro-brasileira, bem como dos povos indígenas brasileiros, que serão ministrados no âmbito de todo currículo escolar, em especial nas áreas de:
História e Geografia
Literatura, História e Geografia
Literatura e História
História, Literatura e Educação Artística
História e Educação Artística
4) A Constituição Federal de 1988, em seu artigo 5º, determina: “A prática de racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito a pena de reclusão, nos termos da lei”. Sendo assim, a prática do racismo é um crime que não é passível de fiança, ou seja, ______________, não prescreve, quer dizer, _____________.
Assinale a alternativa que apresenta os trechos adequados para completar as lacunas:
A) só pode ser punido por prisão/ pode ser punido mesmo depois de passados muitos anos ocorrido. GABARITO
B) a vítima poderá ser indenizada / não há necessidade de testemunha
C) poderá ser paga multa ao Estado / o réu poderá defender-se sem advogado
D) a pessoa denunciada poderá oferecer-se a serviços comunitários / a denúncia deverá ocorrer por escrito
E) não é obrigatória a utilização de recursos pelo condenado / a reeducação antirracista deverá ser objeto de atenção por parte do denunciado
5) Entre as estratégias para a educação e promoção da Igualdade racial, cabe em especial aos professores , estarem mais próximos da realidade sociocultural de seus alunos, conhecendo:O
 A) Sua familia. seus parentes e amigos mais próximos.
B) As práticas religiosas da população local.
C) entorno da escola e os principais problemas do bairro e da cidade, bem como manifestações culturais da comunidade. GABARITO
D) A liderança partidária da região. 
E) O aluno líder da sala de aula, responsável pelas formas de organização da classe e pela socialização do grupo. 
6) A etnicidade apresenta uma Intencionalidade na prática do sujeito, não podendo ser definida de maneira estática ou definitiva, mas dependendo sempre das inter-relações entre os sujeitos envolvidos. Sendo assim, a etnicidade é como um processo simbólico: 
A)No qual as experiências significativas da infância adquirem papel exclusivo na construção do sujeito.
B) Que permeia a vivência em sociedade influenciada por grupo social dominante. 
C) que adquire valores. conteúdos significativos e compartilhados, a partir das experiências e inter-relações experienciadas pelos sujeitos. GABARITO
 D)Construido na socialização da sala de aula, na interação professor-aluno. 
E)Elaborado pelas experiências entre os atores sociais de determinada etnia.
7)Os pressupostos do racismo são as perspectivas, pensamentos e atitudes que mantém intactas as estruturas de desigualdades sociais e econômicas no Brasil. São pressupostos do racismo:
I-Hierarquização: doutrina racialista que prevê a existência de raças humanas com diferentes qualidades de habilidades
II-Inferiorização: inferiorização de certos grupos dentro da ordem social
III-Preconceito: crença internalizada que nem sempre é formalizada ou expressa logicamente.
IV- Discriminação: atitudes ou ações individuais concretas que diferenciam grupos ou pessoas segundo critérios raciais
V- Desigualdades- sistema de desigualdade de oportunidade
Assinale a alternativa correta:
Somente as alternativas I e II são corretas, tendo em vista que um sistema social constituído por hierarquização pode ter como entendimento a inferiorização dos subordinados
Somente as alternativas II e IV são corretas, haja vista a definição do crime de racismo, sendo denunciado por prática de preconceitos e discriminatórias.
A afirmação V é incorreta pois a desigualdade de oportunidade é regionalizada e está vinculada ao PIB de cada região do país
As afirmativas I, II e V são incorretas, pois racismo se traduz única e simplesmente em prática discriminatória
Todas as afirmativas são corretas
8) Com o objetivo de incentivar e promover a implantação da Lei nº10.639/2003, o Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União, para ciência, acompanhamento e execução de toda comunidade educacional:
Portaria interministerial com ações efetivas entre o MEC e a Secretária de Promoção para a Igualdade Racial
A oferta de cursos de especialização em educação das relações étnico-raciais aos professores da rede pública de ensino
As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico- Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana gabarito
A legalização das organizações não governamentais envolvidas com a temática racial
A reorganização curricular do ensino básico no país.
9)A Lei n° 10.639/2003 altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996 o inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-Brasileira. De acordo com essa lei, o conteúdo programático do ensino de história e cultura afro-brasileira deverá Incluir: 
 I - O estudo da História da África e dos africanos.
 II -A luta dos negros e índios no Brasil.
 III -A cultura brasileira e o negro na formação da sociedade nacional. 
IV - A contribuição do povo negro na área social. econômica e política pertinente a História do Brasil. 
Assinale verdadeiro ou falso de acordo com a procedência das afirmativas. 
V, F, F, V
V,V,V,V
F, F , V ,V gabarito
V,V,V,F 
F, V,V,V
 
10) A presença africana na formação do Brasil e na construção da identidade cultural brasileira e fato relevante não evidenciado na literatura didática no processo de escolarização. A influencia africana revela-se :
I - No campo econômico, pela construção das riquezas que deram sustentação econômica a empresa colonial portuguesa
II – No campo demográfico, pelo trabalho de povoamento do novo pais
III - No campo cultural, pela influencia lingüística e pelas religiões de matriz religiosa
IV – no campo das artes, por meio de instrumentos musicais, ritmos e danças 
São corretas:
I, II
I, II, III
I, IV
II, III
I, II, III. IV GABARITO
11)O quilombo foi uma unidade básica do resistência do escravo, segundo descreve Moura (1992. P 25) . Assinale a alternativa INCORRETA sobre a caracterização dos quilombos:
	
Quilombo refere-se a uma associação de homens aberta a todos.
O principal objetivo dos quilombos era a implantação de uma nova forma de vida e organização social diferente daquelas próprias da estrutura política colonial
Faziam parte dos quilombos todas as pessoas consideradas oprimidas pelo sistema colonial e imperial reinantes.
O quilombo foi um movimento abolicionista considerado conservador e que colaborou com as seguintes leis: Ventre livre, Sexagenenose Áurea.
Nos quilombos conviviam negros fugitivos, Índios perseguidos, mulatos, brancos pobres e mulheres sem profissão GABARITO
12) Silva (2003), no artigo Africanidades Brasileiras: Esclarecendo Significados e definindo Procedimentos Pedagógicos, sugere aos professores algumas estratégias bastante úteis para urna mudança de paradigma, partindo da compreensão e aplicação do que sabemos sobre africanidades brasileiras. Além disso, a autora resume em três pontos os princípios da pedagogia anti-racista, que seriam: 
A)Respeito, reconstrução do ideal do branqueamento e do mito da democracia racial.
B) Respeito, reconstrução do discurso pedagógico e estudo da recriação das diferentes raízes da cultura brasileira. 
C)Respeito as diferenças, reelaboração do currículo escolar e aplicação de estratégias que dão ênfase a crenças e hábitos de um único grupo social. 
 D)Articulação com um saber politicamente construído, reprodução de uma ideologia dominante e investimento na prática pedagógica excludente. 
E)Nenhuma das alternativas anteriores apresentam princípios de uma pedagogia antirracista.
13) O conceito de raça, de acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, aprovadas em junho de 2004 pelo Ministério da Educação, significa:
 I - A construção social forjada nas tensas relações entre brancos e negros. 
II - Informar como as características físicas influenciam, interferem e determinam o destino e o lugar social dos sujeitos no interior da sociedade brasileira. 
III - Reforçar preconceitos e discriminações de acordo com as concepções científicas desenvolvidas a partir do século XVI.
 IV - Demonstrar que a genética indica as diferenças biológicas, portanto a diversidade biológica determina as diferenciações raciais. Assinale a alternativa correta: 
A)São corretas apenas as alternativas I, II e III
 B)Apenas a afirmativa IV é correta. 
C)São corretas apenas as afirmações I e II. GABARITO
D)Apenas a afirmativa II é incorreta.
 E)penas a afirmativa I está correta, pois o conceito raça indica conflitos sociais.
14) Ao ingressarem nas escolas, as crianças são educadas para a reprodução de um conhecimento branco, numa língua que não lhe é conhecida, com tradições que não são do seu povo" (BANIWA, 2006, p. 51). A partir dessa afirmação e das análises do livro-texto, aponte o grupo étnico descrito nesse contexto: 
A)Filhos de imigrantes que vivem no Sul do país, onde a maioria da população é descendente de europeus nórdicos. 
B)Filhos de refugiados dos conflitos nas terras árabes.
C) filhos de famílias vitimas dos países em guerra
D) crianças indígenas brasileiras GABARITO
E) filhos de famílias quilombolas
15) Observe a frase a seguir e aponte o instrumento pedagógico a que se refere:
(.) “ os resultados demonstram que a maioria ____faz uma representação muito simplificada dos fatos históricos, acabando por estigmatizar ou caricaturar segmentos sociais como mulheres, negros, idosos e trabalhadores (.) “
a)Dos documentos pedagógicos produzidos pelo MEC, como as Diretrizes Curriculares Nacionais. 
b) Dos livros didáticos. GABARITO
c) os livros complementares de literatura infanto-juvenil: as obras paradidáticas. 
d) dos documentários produzidos pelos Institutos de Pesquisa. 
e) Dos movimentos sociais de luta pela cidadania. 
16) A LDB 9394/96 estabelece a implementação de escolas bilíngües nas terras indígenas. Para tanto, faz-se necessária a produção de material específico para estas escolas, garantindo: 
valorização, respeito e manutenção da diversidade cultural indígena. gabarito 
A homogeneidade da população indígena. 
Calendário escolar de acordo com as manifestações culturais das aldeias, em respeito aos ciclos da natureza. 
participação efetiva dos líderes indígenas na elaboração do planejamento do ensino. 
A inclusão das diretrizes apontadas no Estatuto do índio.
17) O conceito de “etnia” implica posicionamento, pertencimento,opção, escolha e autodeterminação do sujeito, tendo por referencia determinado grupo étnico. Quando o próprio sujeito afirma pertencer a determinado grupo étnico , numa relação endógena de etnia, podemos afirmar:
Essa decisão define a identidade étnica da pessoa
O pertencimento significa fidelidade aos princípios estabelecidos pela relação familiar
A etnia limita-se ao conceito de individualidade da pessoa
Isso indica defender o grupo de pertencimento impondo hábitos, valores a outros grupos étnicos 
A relação endógena por si só estabelece uma relação dialética de etnicidade.
18) Os grupos eugenistas afirmavam que as mazelas sociais, o fracasso político e a economia brasileira eram resultado do processo de miscigenação 	entre as etnias brancas, no entanto, Gilberto Freyre, em sua obra clássica Casa grande & senzala, contrapõem-se a .. ( esta cortada)..apresentar a miscigenação como grande alavanca de formação da cultura brasileira . A ..933) trouxe fundamentos para a criação:
a) de políticas publicas para promoção da igualdade racial
b) de ações de grupos sociais comprometidos com a superação do racismo
c) Do mito da democracia racial GABARITO
d)das datas comemorativas de 19 de abril e 13 de maio
e) de documentos pedagógicos que incidiram nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a educação étnico-raciais.
19) Numa análise da condição social dos indígenas no Brasil. podemos afirmar que:
A população indígena corresponde a quase 5 milhões de habitantes
A maioria dos habitantes das terras indígenas são pessoas idosas em decorrência das experiências vividas na região nativa
Não existe analfabetismo entre os índios com mais de 50 anos de idade 
Nos domicílios indígenas predomina a língua Portuguesa e uma única língua nativa desse grupo étnico. 
Em todas as faixas etárias os níveis de analfabetismo entre os índios são superiores ao índices de alfabetização. GABARITO
20) A força do movimento negro contra todas as formas de discriminação por raça ou cor e pela garantia de direitos sociais fundamentais da população afro-brasileira acabou se traduzindo de duas formas: legislação penal e ações afirmativas. De acordo com o propósito de promoção de igualdade de oportunidades a grupos desfavorecidos socialmente, indique as especificidades da política de ações afirmativas: 
I - Garantir cotas para afro descendentes em universidades e empresas, visando ã inclusão justa desse segmento populacional. 
II - Políticas públicas que pretendem corrigir desigualdades socioeconômicas procedentes de discriminação, atual ou histórica, sofrida por algum grupo de pessoas (BERNARDINO, 2002, p. 256-257).
 III - Medida paliativa, transitória e, portanto, temporária, devendo ser extinta assim que as condições sociais estiverem mais equilibradas para os grupos minorizado: negros. índios, mulheres etc. 
IV - Denomina-se discriminação positiva. no sentido de proporcionar algumas vantagens aos grupos historicamente em desvantagem. Assinale a alternativa correta: 
somente afirmativa I pois ações afirmativas e sinônimo de cotas. 
afirmações I e II são corretas, tendo em vista que ambas indicam os negros como único ator social beneficiário das políticas públicas.
somente a afirmativa III é correta, na medida em que inclui negros, índios e mulheres no contexto dos excluídos e. portanto. foco de investimento das ações afirmativas. 
 afirmativa IV é correta, pois as ações afirmativas beneficiando alguns grupos sociais revertem-se numa discriminação ao contrario
Todas são corretas. GABARITO
21) Nos estudos sobre a construção da identidade, alguns conceitos são de fundamental entendimento para a formação e reflexão do professor. Assinale a alternativa correta cujo contexto corresponda à conceituação citada. 
O processo de construção da ideologia do branqueamento continua presente nas imagens e representações feitas sobre os negros e índios, seja na mídia, na literatura ou no ambienteescolar. 
 Estereótipos são assimilados como verdade pela criança, garantindo a eficácia da dominação social pela violência simbólica. 
A identidade se constrói no plano simbólico, no conjunto de significações, valores, crenças e gostos que vão sendo assumidos em relação aos outros
A interculturalidade é uma prática de vida que pressupõe a possibilidade de convivência e coexistência entre culturas e identidades (BANIWA, 2006, p. 15). 
São corretas apenas as afirmativas: 
I, II, III
II, III
II, III, IV
I, III, IV
I, II, III, IV
 22) Com o objetivo de incentivar e promover a implantação da Lei n°', .10.63912003,,) o Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União, para ciência, acompanhamento e execução de toda comunidade educacional:
 A)Portaria interministerial com ações efetivas entre o MEC e a Secretaria de Promoção para a Igualdade Racial.
 B)A oferta de cursos de especialização em educação das relações étnico-raciais aos professores da rede pública de ensino. 
c) As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana GABARITO
D)A legalização das organizações não governamentais envolvidas com a temática racial
E)A reorganização curricular do ensino básico no país.
CORRIGI, PAG 75 ines
23) Afirma Paes (2005, p.458): “São diferentes as configurações dos mais de duzentos grupos indígenas espalhados pelo território brasileiro, sendo que um grande número destes vivem sob forma hibrida [...]”. Assinale a alternativa INCORRETA sobre a vivência hibrida de grande número das famílias indígenas:
Utilizam utensílios domésticos industrialmente manufaturados e adquiridos no comércio das cidades.
As casas nas aldeias são construídas de madeira ou mesmo de tijolos
Os aparelhos eletrônicos fazem parte do seu cotidiano
O vestuário da comunidade se assemelha ao vestuário comum da sociedade abrangente
As únicas fontes de renda são a caça e a pesca, bem como a agricultura, base de sustentação das aldeias indígenas
24) Pierre Bourdieu, sociólogo francês, denominou violência simbólica os mecanismos sutis de dominação social utilizados por indivíduos, grupos ou instituições e impostos sobre outros. Diante de pesquisas acadêmicas como a realizada por Eliane Cavaleiro na obra Do Silêncio do Lar ao Silêncio Escolar (Ed. Contexto, 6ª edição, 2012), sabe-se que na escola também ocorre a violência simbólica quando: 
Não cumpre a obrigatoriedade de acesso ao ensino fundamental
Articula-se com o poder judiciário na visibilidade das práticas de violência no cotidiano escolar
Organiza-se com os conselhos de pais, na tentativa de expulsão dos alunos considerados violentos e agressivos.
Trata iguais indivíduos que são desiguais, procurando encobrir as diferenças de raça, cor, classe, origem etc.
Evita discutir a questão racial com os meios de comunicação
25) O racismo científico empregou o conceito de raça com base de justificação das desigualdades, bem como de naturalização das hierarquias sociais. Esta concepção racialista representada, por exemplo, pela teoria positivista, defendia que:
A diferença entre as raças explicava naturalmente a organização social, com a superioridade de uns sobre outros
Não havia diferentes raças, apenas uma: a raça humana
Somente as mulheres brancas eram semelhantes aos homens em inteligência, sendo as mulheres de outras etnias inferiores em capacidade.
As escolas deveriam ser segregadas, mantendo uma educação especial à elite
Os Índios, como cidadãos de direitos, precisavam ter sua cultura respeitada e apoiada pelo poder público.
26) Para que a educação pela igualdade das relações étnicos raciais seja uma realidade no processo educacional brasileiro, faz-se necessário que os agentes envolvidos professores, coordenadores, diretores-administradores tomem uma decisão política e realizem mudanças estruturais no ensino, reformulando: 
(A)Os currículos.
 B)Os projetos pedagógicos. 
C)Os planos de aula.
D) os materiais didáticos e paradidáticos. 
E) todas as alternativas são corretas. Gabarito
27) Quando se discute a qualidade do ensino oferecido à população, observa-se um grave problema chamado de analfabetismo funcional, onde o aluno aprende os códigos lingüístico e numérico mas não consegue compreender textos ou mesmo produzi-los. Tendo em vista que os brancos tem em média 8 anos de estudo contra 6 anos dos negros, podemos afirmar que:
O alfabetismo funcional é uma realidade das escolas bilíngües indígenas
O alfabetismo funcional é um investimento dos países da América do Norte e dos estados brasileiros.
O alfabetismo funcional ocorre em sua maioria entre a população negra e parda, tendo em vista o tempo reduzido de escolarização gabarito
É nulo o índice de analfabetos funcionais na educação brasileira
O alfabetismo funcional ocorre quando a escolarização é oferecida com diferenciação segregacionista entre as etnias.
28) Estatuto é um regulamento ou código com significado e valor de lei ou de norma. "Incentivar as ações afirmativas, adotadas pelo Estado ou pela Iniciativa privada, para a promoção da Igualdade de oportunidades" é um dos objetivos de qual documento? 
Estatuto do Idoso. 
estatuto da Igualdade Racial.
Estatuto da Criança e do Adolescente. 
Estatuto do índio. 
E)Constituição Federal de 1988.
29) Passados 6 anos de criação da Lei n° 10.639/2003, poucas escolas incluíram em seus currículos a temática da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Sondo assim, em 2009, o Ministério da Educação publicou um Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais. Este documento enfatizou problemáticas que Justificavam a implementação da Lei, como:
 I - Formação dos professores para o trabalho em sala de aula na perspectiva das relações étnico-raciais. 
II Produção de material didático adequado, que desfaça os estereótipos de raça/cor/gênero. III - Sensibilização de todos os agentes envolvidos nesse processo de implantação da igualdade racial na escola.
 IV - Desarticulação entre as esferas do poder público, no entendimento da necessidade de se trabalhar a educação para promoção da igualdade racial. 
Neste contexto, assinale a alternativa correta:
I. II e III. 
III.
A afirmativa IV não corresponde ã necessidade de implementação da lei.
 III e IV. 
Todas as afirmativas são corretas porque correspondem as necessidades de implementação da lei. 
30) O poder público brasileiro tem reconhecido que há uma necessidade urgente de incluir no currículo da educação básica a problemática das relações étnico-raciais, inclusive na formação dos professores. Esse reconhecimento político tem sua representatividade:
A) No discurso demagógico partidário
B) legislação, por meio das Leis nº 10.639/2003 e 11.645/2008
C) Nas articulações do movimento negro
D) Nas iniciativas isoladas das universidades e sistemas de ensino preocupados com a formação inicial e continuada dos professores 
E) Nos documentos obrigatórios como as Diretrizes Curriculares Nacionais para as Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana 
31) Ao estudarmos os processos de construção de estereótipos raciais, entendemos que se faz necessário, por parte da população afro descendente, um movimento de "tornar-se negro". Assinale a alternativa que melhor define 0 significado dessa expressão, segundo Os pressupostos teóricos de Kabengele Munanga (2003).
A) A expressão compreende a idéia de que todas as pessoas nascem brancas e vão "tornando-se negros" ao longo de sua Vida.
B) Pressupõe-se, nesse movimento de "tornar-se negro', uma aceitação dos estereótipos raciais por parte da população afro descendente.
C) Munanga preocupa-se em preparar os afro descendentes para viverem numa realidade social que os coloque numa condição social inferior aos brancos.
D) Essa idéia é decorrente do processo nacional de branqueamento ocorridono Brasil, responsável pela construção do ideal do branco como superior, numa lógica que pressupõe que quanto mais branco, melhor; quanto mais claro, superior.
E) Segundo essa perspectiva, as identidades se constroem no plano simbólico, isto é, no conjunto de significações, valores, crenças e gostos que o indivíduo vai assumindo na sua relação com o outro, relações estas permeadas por estereótipos raciais, preconceitos e desigualdades.
ACHEI LETRA E EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
32) Adaptação de concurso FCC - 2010) Leia o texto em seguida:
Contribuição de um antropólogo
A maior contribuição do antropólogo Claude Lévi-Strauss (que, ainda jovem, trabalhou no Brasil, e morreu centenário, em 2009) é de uma simplicidade fundamental, e se expressa na convicção de que não pode existir uma civilização absoluta mundial, porque a própria idéia de civilização implica a coexistência de culturas marcadas pela diversidade. O melhor da civilização justamente, essa "coalizão" de culturas, cada uma delas preservando a sua originalidade. Ninguém deu um golpe mais contundente no racismo do que Lévi—Strauss e poucos pensadores nos ensinaram, como ele, a ser mais humildes.
Lévi-Strauss, em suas andanças pelo mundo, foi um pensador aberto para influencias de outras disciplinas, como a lingüística. Foi ele também quem abriu as portas da antropologia para as ciências de ponta, como a cibernética, que era então como se chamava a informática, conectando-a com novas disciplinas, como a teoria dos sistemas e a teoria da informação. Isso deu um novo perfil à antropologia, que propiciou uma nova abertura para as Ciências exatas, e reuniu-a com as ciências humanas.
Em 1952, escreveu o livro Raça e história, a pedido da UNESCO, para combater o racismo. De fato, foi um ataque feroz ao etnocentrismo, materializado num texto onde se formulavam de modo claro e inteligível teses que excediam a mera discussão acadêmica e se apoiavam em fatos. Comenta o antropólogo brasileiro Viveiros de Castro, do Museu Nacional "Ele traz para diante dos olhos ocidentais a questão dos índios americanos, algo que nunca antes havia sido feito. O colonialismo não mais podia sair nas ruas como costumava fazer. Foi um critico demolidor da arrogância ocidental: os Índios deixaram de ser relíquias do passado, deixaram de ser alegorias, tornando-se nossos contemporâneos. Isso vale mais do que qualquer análise."
Reconhecer a existência do outro, a identidade do outro, a cultura do outro - eis a perspectiva generosa que Lévi-Strauss abriu e consolidou, para que nos víssemos a todos como variações de uma mesma humanidade essencial.
(Adaptado de Carlos Haag, Pesquisa Fapesp, dezembro 2009).
Assinale a única alternativa cujo tema não mostra relação com o teor do texto:
A) Racismo
B) Etnocentrismo
C) Antropologia
D) Diversidade cultural
E) Violência policial
ACHEI LETRA E EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
33) Leia atentamente a letra da música O Mestre-Sala dos Mares, de Aldir Blanc e João Bosco conhecida na interpretação de Elis Regina:
Há muito tempo nas águas da Guanabara
O dragão do mar reapareceu
Na figura de um bravo feiticeiro
A quem a história não esqueceu	
Conhecido como o navegante negro Tinha a dignidade de um mestre-sala E ao acenar pelo mar na alegria das regatas
Foi saudado no porto pelas mocinhas francesas
Jovens polacas e por batalhões de mulatas
Rubras cascatas
Jorravam das costas dos santos entre cantos e chibatas
Inundando o coração do pessoal do porão
Que, a exemplo do feiticeiro, gritava então
Gloria aos piratas
As mulatas, às sereias
Glória a farofa à cachaça, às baleias
Glória a todas as lutas inglórias
Que através da nossa história não esquecemos jamais
Salve o navegante negro
Que tem por monumento as pedras pisadas do cais
Mas salve
Salve o navegante negro
Que tem por monumento as pedras pisadas do cais
Mas faz muito tempo
Um professor que queira utilizar essa letra para trabalhar questões étnico-raciais com seus alunos poderá estabelecer as seguintes relações, exceto;
A) afirmarem que o negro "foi saudado no porto pelas mocinhas francesas, jovens polacas e por batalhões de latas", os compositores explicitam o contexto festivo e glorioso em que se deu a chegada dos negros às terras brasileiras, então colônia de Portugal.
B) "rubras cascatas" podem ser interpretadas como o sangue dos negros escravizados derramado nas praças públicas e pelourinhos, onde eram castigados a chibatadas.
C)Na última estrofe, as "pedras pisadas do cais" tomadas como único monumento dos negros, mostram a sistemática ausência da história e da cultura africanas na construção de nossos símbolos nacionais e monumentos históricos.
D)Nos versos "Gloria aos piratas, às mulatas, às sereias; Glória à farofa, à cachaça, às baleias", a palavra -glória" representa a valorização e o resgate dos valores e da cultura dos afro descendentes no Brasil, historicamente esquecidos pelos livros, estudiosos e professores.
E)A reivindicação na canção de "Glória a todas as lutas inglórias" retrata a importância de contarmos às nossas crianças e jovens as lutas dos afro descendentes no Brasil na resistência à condição de escravizados.
ACHEI LETRA A EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
34 ) (adaptada de concurso FCC - 2004)Leia o texto: Limites das cotas
As regras anunciadas pela UnB (Universidade e Brasília) para seu programa de cotas raciais para negros e pardos dão bem a medida da inconsistência desse sistema. Os candidatos que pretendem beneficiar-se das cotas serão fotografados "para evitar fraudes"
uma comissão formada por membros de movimentos ligados à questão da igualdade racial e por "especialistas no tema" decidirá se o candidato possui a cor adequada para usufruir da prerrogativa.
Para além do fato de que soa algo sinistra a criação de comissões encarregadas de avaliar a "pureza racial" de alguém, faz-se oportuno lembrar que, pelo menos para a ciência, o conceito de raça não é aplicável a seres humanos. Os recentes avanços no campo da genômica, por exemplo, já bastaram para mostrar que pode haver mais diferenças genéticas entre dois indivíduos brancos do que entre um branco e um negro.
Esta Folha se opõe à política de cotas por entender que nenhuma forma de discriminação, nem mesmo a chamada discriminação positiva, pode ser a melhor resposta para o grave problema do racismo, A filosofa por trás das cotas ê a de que se pode reparar uma injustiça através de outra, manobra que raramente dá certo. (Folha de S. Paulo. 22/03/2004, p. A-2)
 Em nossos estudos, discutimos sobre a polêmica questão das cotas raciais nas universidades públicas brasileiras. Esse editorial do jornal Folha de São Paulo, publicado em 2004, posiciona-se claramente contra a política de cotas, mas sabemos que essa posição não é uma unanimidade na arena política. Sobre esse debate, assinale a alternativa incorreta:
A)A discussão sobre as ações afirmativas procedem dos Estados Unidos, Onde o movimento negro lutou e conseguiu a garantia de leis que promovessem a igualdade racial naquele país.
B)As cotas são como uma espécie de "ressarcimento" das perdas de oportunidades vividas pelos negros em conseqüência de políticas segregacionais.
C) A ‘“aceleração” do lento processo histórico, para a inclusão social em curto prazo de segmentos populacionais excluídos, bem como a ascendência de minorias étnicas, raciais e sexuais, pode ser considerada um dos objetivos chamadas ações afirmativas, corno as cotas.
D) A reserva de vagas exclusivas para negros nas universidades federais tomou-se obrigatória no Brasil a partir da provação do Estatuto da Igualdade Racial, em 2010.
E) As ações afirmativas podem ser consideradas como uma medida paliativa, transitória e, portanto, temporária, devendo ser extinta assim que as condições sociais estiverem mais equilibradas para grupos sociais em desvantagem, como negros, indígenas e mulheres.
ACHEI LETRA D EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
	
35) (adaptada de concurso VUNESP - 2009): Leia atentamente a charge e o texto, para responderà questão.
ONU pede ampliação de programas sociais do Brasil
SÃO PAULO - Os programas adotados no governo federal ainda não são suficientes para lidar com problemas de desigualdade. reforma agrária, moradia, educação e trabalho escravo, informou ontem a Organização das Nações Unidas (ONU). Comitê da entidade pelos direitos econômicos e sociais pede uma revisão do Bolsa-Família, uma maior eficiência do programa e sua "universalização". Por fim, constata: a cultura da violência e da impunidade reina no Pais.
A ONU sugere que o Brasil amplie o Bolsa-Família para camadas da população que não recebem os benefícios, incluindo os indígenas. E cobra a "revisão" dos mecanismos de acompanhamento do programa para garantir acesso
de todas as famílias pobres, aumentando ainda a renda distribuída.
Há duas semanas, o comitê sabatinou membros do governo em Genebra, na Suíça_ O documento com as sugestões é resultado da avaliação dos peritos do comitê que inclui o exame de dados passados pelo governo e por cinco relatórios alternativos apresentados por organizações não governamentais (ONGs)_
Os peritos reconhecem os avanços no combate à pobreza, mas insistem que a injustiça social prevalece. Um dos pontos considerados como críticos é a diferença de expectativa de vida e de pobreza entre brancos e negros. A sugestão da ONU é que o governo tome medidas "mais focadas". Na visão do órgão, a exclusão é decorrente da alta proporção de pessoas sem qualquer forma de segurança social, muitos por estarem no setor informal da
economia.
(www.estadao.com.br/nacional/not_nac377078.O.htm. 26.05.2009. Adaptad0)
A respeito do texto do Estadão, assinale a alternativa correta:
A) Não mantêm uma relação temática com a charge, pois enfoca a necessidade de revisão dos programas sociais.
B)Trata do mesmo assunto apresentado na charge, mostrando a superação dos problemas sociais mais graves e urgentes.
C) Ajusta-se à idéia expressa na charge de que os avanços tecnológicos trouxeram inúmeros benefícios aos menos favorecidos.
D) Discute a questão dos direitos econômicos e sociais, o que o distancia do assunto da charge, ou seja, a exclusão social.
E) Harmoniza-se com a charge, já que o relatório apresentado pela ONU aponta a existência da injustiça social no país.
ACHEI E EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
36) Analise o gráfico em seguida, que mostra dados comparativos do IBGE de 1999 e de 2009, publicados pelo jornal Folha de São Paulo:
A partir da interpretação desses dados, é incorreto afirmar que:
A) Entre 1% da população mais rica no Brasil, os negros são minoria absoluta, representando menos de 2% nessa faixa.
B) A concentração de renda no Brasil possui traços claramente raciais, sendo possível afirmarmos que a pobreza em nosso país "tem cor".
C) Observando esses dados, podemos afirmar que as diferenças étnico-raciais são muito sutis, se comparadas às diferenças econômico-sociais na sociedade brasileira.
D)Apesar de constituírem quase 50% da população brasileira em geral, quando observada a faixa dos 10% mais pobres, os brancos aparecem em minoria, em relação a pretos e pardos.
e) praticamente inexpressiva a presença
 de negros entre aqueles que se encontram entre 0 1 % da população mais rica no Brasil.
ACHEI C EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
37) (adaptação de concurso CETRO - 2008) Ao tratarmos a presença de racismo, preconceito e discriminação, nas escolas brasileiras, é correto ar que:
A)As formas de discriminação de qualquer natureza têm 0 seu nascedouro na escola: o racismo, as desigualdades correntes na sociedade nascem ali.
B)Uma educação antirracista prevê um cotidiano escolar que respeite apenas, em seu discurso, as diferenças étnico-raciais.
C)Toda e qualquer reclamação de ocorrência de discriminação e preconceito no espaço escolar deve ser evitada, s os protagonistas dessas situações não são culpados por tais acontecimentos.
D) Os currículos são fruto de escolhas políticas, dai a importância de se incluir em nossos currículos a problemática as relações étnico-raciais em todos os níveis escolares.
E) O comportamento discriminatório é considerado mais grave, do ponto de vista legal, que o preconceito racial vivido nas relações sociais vivenciadas na escola.
ACHEI D EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
38) Segundo nossos estudos, os significados de racismo cobertos pela legislação brasileira atuai podem ser apresentados nas afirmações abaixo, exceto:
A) As ações de preconceito ou discriminação raciais praticadas no âmbito privado.
B)O preconceito racial, expresso verbalmente por meio de ofensas pessoais.
C)A discriminação racial, ou seja, o tratamento desigual de pessoas, nos mais diversos âmbitos da vida social.
D)Qualquer atitude que traga restrição ao amplo e liquido direito constitucional e legal à isonomia de tratamento.
E)A expressão doutrinária do racismo ou a incitação pública do preconceito.
ACHEI A EM UMA PROVA CORRIGIDA ines
39) Em nossos estudos foram abordados alguns aspectos da história dos negros no Brasil.A partir da compreensão desses conteúdos, em especial relativos ao processo republicano, assinale a alternativa incorreta:
Nos estertores do regime monárquico, a abolição do trabalho escravo pela Lei Aurea, ainda que tenha desagradado a uma significativa parcela da classe proprietária, não foi capaz de promover a inclusão social dos negros recém-libertados, reforçando um quadro de subalternidade dos afrodescendentes ainda visível em pleno início do século XXI.
Após a abolição da escravidão (1888), porque não se preparou nenhuma condição para que os negros recém-libertos estivessem em igualdade de direitos e oportunidades no então mercado de trabalho, milhares de imigrantes brancos forma trazidos, a partir principalmente do início do século XX, para que ocupassem esses postos de trabalho.
O ideal de branqueamento produziu as chamadas ideologias raciais do negro e mulato e do branco, colocando de forma evidente negros e brancos em lugares sociais desiguais e hierarquizados.
Os quilombos foram muito importantes como elementos de pressão social para a abolição da escravidão no Brasil, uma vez que milhares de escravos negros se refugiavam nesses locais, bem afastados e de difícil acesso aos senhores brancos, abrindo espaço para o imigrante branco no mercado de trabalho 
Uma das consequências do projeto nacional do branqueamento foi a marginalização social das populações negras, uma vez que, sem possibilidade de trabalho remunerado, acabaram se instalando nas periferias das cidades, nas regiões mais pobres do Brasil
40) As Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental destacam que é preciso reverter o quadro de discriminação e exclusão existente no interior das escolas, perpetrado pelo racismo, sexismo e preconceitos originados por situações socioeconômicas, regionais, culturais e étnicas. É possível também encontrar relações entre tais Diretrizes e as Leis 10.639/2003 e 11.645/2008, diversas vezes citadas e discutidas em nossos estudos. Sendo assim, uma escola que pretenda cumprir tais determinações legais, em busca da promoção da igualdade de ambiente escolar, deve, ao definir suas propostas pedagógicas, explicitar, dentre outros aspectos:
O reconhecimento da identidade pessoal de alunos e professores
Um código de conduta para toda a comunidade escolar
Estratégias trançadas para minimizar as dificuldades econômicas da comunidade
Medidas disciplinares severas visando a garantir o respeito a toda a comunidade escolar
Os limites precisos da atuação de cada profissional que atua na escola.
41)	Há muito tempo o Rio de Janeiro não recebia notícias tão boas de seu passado. É provável que uma equipe de arqueólogos do Museu Nacional tenha encontrado, nas escavações da zona portuária, as lajes de pedra do cais do Valongo. Entre 1758 e 18 ( esta cortado) por aquelas pedras passaram pelo menos 600 mil escravos trazidos d’África. Metade deles tinham entre 10 e 19 anos. Devolvido a superfície, o caisdo Valongo trará ao século 21 o maior porto de chegada de escravos do mundo. Se ele foi soterrado e esquecido: isso se deveu à astuta amnesia que expulsa o negro da história do Brasil. A própria construção do cais teve proposito de tirar do coração da cidade o mercado de escravos. A região do Gamboa tornou-se um mercado de gente, mas as melhores descrições do que la acontecia saíram todas da pena de viajantes estrangeiros. Os negros ficavam expostos no térreo de sobrados da rua do Valongo ( atual Caremino). Em 18(cortado) contaram-se 50 salas onde ficavam 2.000 negros (peças, no idioma da época). Os milhares de africanos que morreram por conta da viagem ou de padecimentos posteriores forma jogados numa área que se denominou Cemitério dos Pretos Novos. 
Ao referir-se à “astuta amnésia que expulsava o negro da história do Brasil, o autor:
Critica o deliberado esquecimento, por parte da historiografia brasileira, de tudo o que se vincula à presença do negro em no passado.
Lamenta a falta de memória dos próprios negros em relação ao papel fundamental que os escravos desempenharam na história do Brasil
Alude à retirada dos escravos por intermédio do cais do Valongo, que foram então enviados do Brasil para diversos lugares mundo todo
Demonstra empatia para com os historiadores que, diante do horror da escravidão, optaram pelo apagamento de tudo o que é relacionado à história do negro no Brasil
Constata que, em nossa historiografia, o ponto de vista dos afrodescendentes tem prevalecido sobre o daqueles que tem origem europeia 
42) Nos estudos sobre a construção da identidade, alguns conceitos são fundamental entendimento para a formação e reflexão do professor. Assinale a alternativa correta cujo contexto corresponda à conceituação citada.
I- o processo de construção da ideologia do branqueamento continua presente nas imagens e representações feitas sobre os negros e índios, seja na mídia, na literatura ou no ambiente escolar.
II- Estereótipos são assimilados como verdade pela criança, garantindo a eficácia da dominação social pela violência simbólica.
III- a identidade se constrói no plano simbólico, no conjunto de significações, valores, crenças e gostos que vão sendo assumidos em relação aos outros.
IV- A interculturalidade é uma pratica de vida que pressupõe a possibilidade de convivência e coexistência entre culturas e identidades.
I,
II e III
II e III
II, III e IV
I, III e IV
I, II, III e IV
43) O MEC, juntamente com Subsecretaria de Politica de Açoes Afirmativas da Seppir (SubAA), toma a iniciativa de publicar, em 13 de maio de 2009, o Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Etnico-Raciais para o Ensino de Hitoria e Cultura Afro-Brasileira Africana. É um documento que detalha cada uma das responsabilidades dos poderes publicos, seja no ambito federal, estadual ou municipal, além de enfatizar tres problematicas prinicpais em relação à implantação da Lei 10.639/2003, saber:
I-A formação dos professores para o trabalho em sala de aula, na perspectiva das relações étnico-raciais
II-A proibição e censura de livros didaticos com trechos ou tendencias racistas
III- A produção de material didatico adequado, que desfaça os estereotipos de raça/cor/genero
IV- A serisibilização de todos os agentes envolvidos nesse processo, para um compromisso efetivo com a implantação da igualdade racial na escola e em nosso país
V- A elaboração de um discurso antirracista que conveça o maior número de pessoas possível
Esta correta a alternativa:
As afirmações II, III e IV estão corretas
As afirmações I, II e III estão corretas 
As afirmações I, III e IV estão corretas
As afirmaçoes II, III e IV estão corretas
As afirmações III, IV e V
44)	Com a queda da monarquia, em 1889, ainda que preservada a dominação oligárquica, o novo regime acaba beneficando se dos efeitos modernizadores, decorrentes da abolição da escravatura (1888), sobre o desenvolvimento da economia cafeeira que se dinamiza com a introdução do trabalho libre e de imigrantes europeus. Com a Primeira Republica extingue-se o sistema consitario, mas os analfabetos são excluidos totalmente do direto de voto. As primeiras pressoes democratizantes buscando alterar a ordem liberal excludente se desencadeiam apenas na decada de 20, quando se inicia a crise da Republica Velha, que, com a Revolução de 1930, submerge no centro de suas proprias contradições.
A partir do texto acima, jugue os itens que se seguem, relativos à evolução historica do Brasil republicano, e assinale a alternativa incorreta:
Nos estertores do regime monarquico, a abolição do trabalho escravo pela Lei Aurea, ainda que tenha desagradado a uma significativa parcela da classe proprietaria, não foi capaz de promover a inclusão social dos negros recem-libertados, reforcando um quadro de subalternidade dos afrodescendentes ainda visivel, em pleno inicio do século XXI.
Após a abolição da escravidão (1888), porque não se preparou nenhuma condição para que os negros recém-libertados estivessem em igualdade de direitos e oportunidades no então mercado de trabalho, milhares de imigrantes brancos foram trazidos a partir, principalmente, do inicio do seculo XX, para que ocupassem esses postos de trabalho
O ideal de branqueamento produziu as chamadas ideologias raciais do negro e mulato e branco, colocando de forma evidente, negros e brancos em lugares sociais desiguais e hierarquizados 
Os quilombos foram muito importantes como elementos de pressão social para a abolição da escravidão no Brasil, uma vez que milhares de escravos negros se refugiavam nesses locais, bem afastados e de difícil acesso aos senhores brancos, abrindo espaço para o imigrante branco no mercado de trabalho 
Uma das consequências do projeto nacional do branqueamento foi a marginalização social das populações negras, uma vez que, sem possibilidade de trabalho remunerado, acabaram se instalando nas periferias das cidades, nas regiões mais pobres do Brasil
45) Estudamos na unidade I que o racismo possui alguns pressupostos, e estes estão explicitados nas alternativas que se seguem, exceto:
A doutrina racialista prevê a existência de raças humanas, ordenadas de modo hierarquizado, a partir das diferenças moral psicológicas, físicas e intelectuais
Uma vez que os seres humanos são colocados num gradiente hierárquico, consequentemente, uns serão considerados superiores aos outros, criando por conseguinte a inferiorização de alguns grupos.
Quando convicções preconceituosas são expressas publicamente, podem ser consideradas como discriminação
O estado de desigualdade social em que se encontra a população negra no Brasil é uma demonstração evidente do racismo ainda vigente em nossa sociedade
No Brasil, uma pessoa preconceituosa pode expressar publicamente seus pensamentos racistas, pois não existe uma legislação especifica a respeito dessa questão
46) No que se refere ao racismo no Brasil, assinale a opção correta
O racismo mascarado desempenhou importante papel na manutenção das desigualdades na sociedade brasileira
Após os golpes de Estado de 1964 e 1968, o mito da democracia racial continua a servir como ideal ou inspiração à sociedade brasileira
C) a formulação de Gilberto Freire sobre o país constituir uma democracia social foi, historicamente, rejeitada no Brasil
D) a existência de mobilidade social e de abertura racial significa a ausência de preconceitos e de discriminação
E) o racismo brasileiro deve ser entendido como reação à igualdade legal entre cidadãos formais e informais que se instalou com o fim da escravidão
47)Com o objetivo de incentivar e promover a implantação da Lei nº 10.639/2003, o Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União, para ciência, acompanhamento e execução de toda comunidade educacional:
Portaria interministerial com ações efetivas entre o Mec e a Secretaria de Promoção para a Igualdade Racial
A oferta de cursos de especialização em educação das relações étnico-raciais aos professoresda rede pública de ensino
As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana
A legalização das organizações não governamentais envolvidas com a temática racial
A reorganização curricular do ensino básico no país
48)	As alternativas abaixo apresentam argumentos a favor da reserva de vagas para negro nas universidades brasileiras. Assinale a única alternativa que é discordante dessa opinião:
Na luta por ações afirmativas e pelo Estatuto da Igualdade Racial, defende- se muito mais do que o aumento de vagas para trabalho e o ensino, defende-se um projeto político contra a opressão e a favor do respeito às diferenças
A cota não tira direitos, mas rediscute a distribuição dos bens escassos da nação, até que a distribuição igualitária dos serviços públicos seja alcançada.
Pesquisas revela que, para as Universidades que já adotaram o sistema de cotas, não há diferenças de rendimento entre alunos cotistas e não-cotistas; os números revelam, inclusive, que, no quesito frequência, os cotistas estão em vantagem (são mais assíduos)
As universidades públicas no Brasil sempre operaram num velado sistema de cotas para brancos afortunados, visto que a metodologia dos vestibulares acaba por beneficiar os alunos egressos em escolas particulares e dos cursinhos caros
Se esse artigo fosse incluído no Estatuto da Igualdade Racial, o país passaria a definir os direitos das pessoas, com base na tonalidade de pele e a História já condenou, veementemente, essas tentativas.
QUESTÕES DO APANHADÃO DA INTERNET 
49) A reserva de vagas para negros nas Universidades públicas é um dos pontos polêmicos nas discussões e lutas do movimento negra atual no Brasil. O movimento negro se divide, a mídia se coloca muitas vezes de maneira parcial, e a questão inflama debates na opinião pública. Para estimular sua reflexão, leia a opinião da nova ministra Luiza Bairros, publicada pelo jornal Folha de São Paulo:
Cota não é “dá ou desce”, diz nova ministra.
C-   A reserva de vagas exclusivas para negros nas universidades federais se tornou  obrigatória no Brasil a partir da aprovação  do estatuto de Igualdade racial em 2010
50 - Observe a ilustração e o gráfico em seguida:
A primeira ilustração é de um livro didático muito antigo, de 1975, enfatizando a figura de uma negra na posição de empregada doméstica. Os dados são recentes, de 2009,  e confirmam que a maioria das mulheres negras ocupa cargo de doméstica. Com base nessas informações, reflita a respeito das seguintes afirmações:
I – Não é possível estabelecer relação entre a ilustração e o gráfico apresentados, pois no livro didático, trata-se de uma situação fictícia, e no gráfico do IBGE os dados são levantados a partir da realidade.
II-        Professores e professores devem estar atentos para os estereótipos presentes nos livros didáticos, uma vez que suas ilustrações podem expressar, induzir ou reforçar preconceitos raciais.
III-           Tanto a ilustração quanto o gráfico indicam que são as mulheres negras quem continuam a desempenhar em sua maioria, as tarefas domésticas no Brasil, como uma espécie de “continuidade” da condição das escravas negras do Brasil colonial.
IV-          Em todas as regiões do Brasil, as mulheres negras continuam a desempenhar as funções domésticas nos lares brasileiros, ou seja, o número de mulheres negras ocupando cargo de empregada doméstica é sempre superior a media em cada região.
I, IV, V
II, IV, V
 Estão corretas as afirmativas II, III e IV
D) I, II, IV
E) II, III, IV E V
51)	 “Trata-se de um processo de valorização e resgate da história e cultura africana e afro-brasileira a fim de desfazer os estereótipos raciais construídos pelos grupos dominantes (brancos, homens, proprietários, livres e ricos)”.
Escolha a opção que melhor define esse conceito:
B-   Africanidades brasileiras
52)	- Para responder à questão, leia o trecho da música Haiti, de Caetano Veloso: Assinale a única alternativa cujo tema não mostra relação com o teor da música:
Quando você for convidado pra subir no adro
Da fundação casa de Jorge Amado
Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
Dando porrada na nuca de malandros pretos
De ladrões mulatos e outros quase brancos
Tratados como pretos
Só pra mostrar aos outros quase pretos
(E são quase todos pretos)
Como é que pretos, pobres e mulatos
E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
E não importa se os olhos do mundo inteiro
Possam estar por um momento voltados para o largo
Onde os escravos eram castigados
E hoje um batuque, um batuque
Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
Em dia de parada
E a grandeza épica de um povo em formação
Nos atrai, nos deslumbra e estimula
Não importa nada:
Nem o traço do sobrado
Nem a lente do fantástico,
Nem o disco de Paul Simon
Ninguém, ninguém é cidadão
Se você for ver a festa do pelô, e se você não for
Pense no Haiti, reze pelo...
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui
Racismo
Geografia Física
Cidania
Diferenças étnico-raciais
Violência policial
53- Estudamos na unidade I que o racismo possui alguns pressupostos, e estes estão explicitados nas alternativas que se seguem, exceto:
E- No Brasil uma pessoa preconceituosa pode expressar publicamente seus pensamentos racistas, pois não existe uma legislação específica a respeito dessa questão.
54- A respeito da relação entre o ECA- estatuto da criança e do adolescente- e as populações afro descendentes é incorreto afirmar que: (TEM 2 PERGUNTAS COM A MESMA RESPOSTA)
O ECA trouxe pouca contribuição à promoção da igualdade racial no Brasil, uma vez que apenas um dos seus artigos tratam especialmente, sobre a discriminação de raça, cor e origem.
Pela primeira vez, crianças e adolescentes passam a ser tratados como cidadãos de direito
A partir da publicação do ECA, as crianças ou adolescentes passam a ser protegidos por lei, não podendo sofrer qualquer forma de negligencia ou discriminação.
Há estreita relação entre a aprovação do ECA e as normativas internacionais, que, igualmente, se colocam contra toda forma de discriminação fundada na raça, sexo, origem e cor.
A Declaração Universal dos Direitos Humanos, aprovada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1948, pode ser considerada o marco inicial da preocupação com as questões étnico-raciais pelos instrumentos normativos internacionais.
	
55- Segundo nossos estudos, os significado de racismo cobertos pela legislação brasileira atual podem ser apresentados nas afirmações a seguir, exceto:
As ações de preconceito ou discriminações raciais praticadas no âmbito privado.
56- A reserva de vagas para negros nas Universidades públicas é um dos pontos polêmicos nas discussões e lutas do movimento negro atual no Brasil.......
A partir das preposições apresentadas pela ministra assinale a alternativa FALSA em relação à política de reserva de vagas para negros nas UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS:
C-   A reserva de vagas exclusivas para negros nas universidades federais se tornou  obrigatória no Brasil a partir da aprovação  do estatuto de Igualdade racial em 2010
57- Sabemos que, a partir da aprovação da lei 10.639/2003, os professores são confrontados com a necessidade de se trabalhar a perspectiva étnico-racial em suas aulas. Para isso, terão de pensar e elaborar planos de ensino e de aula que contemplem o olhar da pluralidade cultural e de promoção da igualdade racial nas práticas escolares. As alternativas em seguida apresentam algumas das estratégias possíveis ao professor para tal planejamento, EXCETO:
Constituição de subjetividades outras, livres da clausura causada pelo modelo dito, “ideal”, visando a buscar outras formas de vida.
Há que se planejar uma racionalidade objetiva que determine a construção de discursos igualitários
Enfrentamento de toda e qualquer pratica ou manifestaçãode racismo no ambiente escolar
Luta diaria contra as formas de “assujeitamento”, que procuram modelar as pessoas de uma mesma forma
Trabalho critico com os livros didáticos e paradidáticos, a fim de detectar e combater os estereótipos neles, ainda presentes 
58- Sobre a escravidão no Brasil, leia as afirmativas em seguida:
I-             Na metade do século XVI, chegaram ao Brasil as primeiras levas de escravos numericamente significativas.
II-            Os quilombos eram refúgios, geralmente em lugares d difícil acesso, onde os escravos fugidos formavam núcleos de povoação. Palmares, o mais conhecido deles, ficava na Serra da Barriga, no atual estado do Alagoas. Dentre seus líderes, destaca-se Zumbi.
III - A lei que estabelecia que, a partir de 1888 todos os negros seriam considerados livres foi a de Visconde do Rio Branco
E-   Apenas as afirmativas I e II são corretas.
59 - Leia o texto em seguida, das autoras Lima e Veronese (2009)
“A Declaração Universal dos Direitos Humanos, aprovada pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1948, é representativa do avanço nos direitos e liberdades individuais do ser humano e no reconhecimento do princípio da dignidade da pessoa humana, reconhecendo que todos os homens nascem iguais em dignidade e direitos independente da sua raça ou cor”.
Estudamos na disciplina de Relações Étnico-Raciais e Afro descendência, que vários instrumentos normativos internacionais foram decisivos para os avanços na legislação antirracista brasileira. As alternativas em seguida trazem alguns desses instrumentos internacionais, EXCETO:
Declaração de Genebra de 1924
Declaração universal dos direitos humanos em 1948
Declaração dos direitos da criança de 1959 (ONU)
D-   Estatuto da criança e do adolescente (ECA) de 1990
e)Convenção internacional dos direitos da criança de 1969 (ONU)
60 - A música popular brasileira é uma manifestação poética, mas também política, da cultura e das relações sociais presentes em nosso país. Faça uma leitura atenta da letra de Chico Buarque em sua música Não existe Pecado ao Sul do equador:
Pode-se dizer que o conteúdo dessa música mostre relação com um fenômeno social tipicamente brasileiro, a saber:
O mito da democracia racial
61- Na unidade I estudamos um conceito muito importante para a compreensão das relações étnico-raciais: o conceito de etnia, que diz respeito, fundamentalmente:
A critérios de identificação pelos quais se reconhecem grupos humanos, com base em alguns atributos compartilhados.
62- Ao tratarmos a presença de racismo, preconceito e discriminação, nas escolas brasileiras, é correto afirmar que:
D - Os currículos são fruto de escolhas políticas, daí a importância de se incluir em nossos currículos a problemática das relações étinico-raciais em todos os níveis escolares.
63-( Adaptada de concurso TJ-SC ) – Sobre a escravidão no Brasil, leia as afirmativas a seguir:
Na metade do séc. XVI chegaram ao Brasil as primeiras levas de escravos numericamente significativas;
Os quilombos eram refúgios, geralmente em lugares difíceis...
E- Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
64 - (Concurso FCC -2009)- Nos termos da lei, a prática do racismo constitui crime:
Afiançável e prescritível, sujeito à pena de detenção
Inafiançável e prescritível, sujeito à pena de reclusão
Inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão
Afiançável e imprescritível, sujeito à pena de detenção
Afiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão
65- Em nossos estudos foram abordados alguns aspectos da história dos negros no Brasil.A partir da compreensão desses conteúdos, em especial relativos ao processo republicano, assinale a alternativa incorreta:
Nos estertores do regime monárquico, a abolição do trabalho escravo pela Lei Aurea, ainda que tenha desagradado a uma significativa parcela da classe proprietária, não foi capaz de promover a inclusão social dos negros recém-libertados, reforçando um quadro de subalternidade dos afrodescendentes ainda visível em pleno início do século XXI.
Após a abolição da escravidão (1888), porque não se preparou nenhuma condição para que os negros recém-libertos estivessem em igualdade de direitos e oportunidades no então mercado de trabalho, milhares de imigrantes brancos forma trazidos, a partir principalmente do início do século XX, para que ocupassem esses postos de trabalho.
O ideal de branqueamento produziu as chamadas ideologias raciais do negro e mulato e do branco, colocando de forma evidente negros e brancos em lugares sociais desiguais e hierarquizados.
Os quilombos foram muito importantes como elementos de pressão social para a abolição da escravidão no Brasil, uma vez que milhares de escravos negros se refugiavam nesses locais, bem afastados e de difícil acesso aos senhores brancos, abrindo espaço para o imigrante branco no mercado de trabalho 
Uma das consequências do projeto nacional do branqueamento foi a marginalização social das populações negras, uma vez que, sem possibilidade de trabalho remunerado, acabaram se instalando nas periferias das cidades, nas regiões mais pobres do Brasil
66 - A respeito das imagens e representações do negro no Brasil, avalie as afirmações a seguir:
I- Os estereótipos foram lentamente sendo construídos por meio de uma ideologia que procurava reforçar a idéia de que o país precisava passar necessariamente por um processo de branqueamento.
II-A permanência dos estereótipos raciais foi amplamente reforçada pela literatura, que consolidou no inconsciente racial coletivo brasileiro a naturalidade de algumas atitudes, piadas e ditos populares de cunho preconceituosos.
III- Os estereótipos a respeito do negro na escola são alimentados por atitudes cotidianas, tanto por parte dos alunos quanto dos professores, funcionários, diretores e todos os envolvidos no processo escolar, independentemente de serem brancos ou negros. 
IV-A internalização da ideologia do branqueamento provoca uma naturalidade na produção e recepção de imagens estereotipadas e padrões de beleza dominantes, além de uma aceitação passiva e concordância de que esses atores realmente não merecem fazer parte da representação do padrão ideal de beleza do país.
Assinale a alternativa que representa o número de afirmações verdadeiras:
A)0
B)1
C)2
D)3
E)4
67) (Adaptação de concurso CETRO-2008) Ao tratarmos a presença de racismo, preconceito e discriminação, nas escolas brasileiras, é correto afirmar que:
A) As formas de discriminação de qualquer natureza têm o seu nascedouro na escola: o racismo, as desigualdades correntes na sociedade nascem ali.
B) Uma educação antirracista prevê um cotidiano escolar que respeite apenas, em seu discurso, as diferenças étnico-raciais.
C) Toda e qualquer reclamação de ocorrência de discriminação e preconceito no espaço escolar deve ser evitada, pois os protagonistas dessas situações não são culpados por tais acontecimentos
D) Os currículos são fruto de escolhas políticas, daí a importância de se incluir em nossos currículos a problemática das ralações étnico- raciais em todos os níveis escolares.
E) O comportamento discriminatório é considerado mais grave, do ponto de vista legal, que o preconceito racial vivido nas relações sociais vivenciadas na escola.
68- Em se tratando de constituição dos livros didáticos e do saber produzido no fazer pedagógico da escola, podemos afirmar que:
A história do Brasil é contada sob a ótica dos minorizados, ou seja, os textos relatam a contribuição cultural, social e política dos grupos historicamente desfavorecidos.
A escravização do negro é explicada a partir do momento de resistência dessa população durante os 300 anos de escravidão.
Os livros didáticos apresentam uma convivência pacifica e colaborativa entre brancos e índios no processo de colonização, omitindo as formas de luta dos povos indígenas que levou ao extermínio de diversos grupos.
O aluno apropria-se das análises sobre a condição social dos índios, refletindoe defendendo os direitos sociais das crianças e jovens indígenas.
Estudar o processo de miscigenação com o objetivo de promoção da igualdade racial é medida fundamental que permeia a produção didática do país.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes