A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Reclamação trabalhista 04

Pré-visualização | Página 1 de 1

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DUTOR JUIZ DA VARA___ DO TRABALHO DE ____
EMPRESA LV, CNPJ nº..., endereço, cidade/estado, CEP..., por seu (sua) advogado (a) devidamente constituído (a), com endereço profissional na..., para fins do art... CPC, vem propor a presente AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO, pelo rito especial, com respaldo no art. 539 e seguintes do CPC, em face de JOSÉ, nacionalidade, estado civil, profissão, CPF nº..., RG nº..., portador da CTPS nº ..., série ..., residente e domiciliado..., cidade/estado, CEP..., pelos fatos e fundamentos a seguir exposto
DAS PRELIMINARES 
DA JUSTIÇA GRATUITA
O requerente não possui condições para arcar com o pagamento dos autos do processo processuais e honorários de sucumbência, sem comprometer o sustento próprio e de sua família, com fundamento no art.98 do CPC e 790 –A da CLT.
DA COMPETÊNCIA 
De acordo com a CF/88 a competência para julgar a ação oriunda da relação de trabalho, abrangidos os entes de direito público externo e da administração pública externo e da administração publica direta e indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e da Justiça do Trabalho, art.CF.88. 
DOS FATOS
José, funcionário da Empresa LV, admitido em 11/05/2015, ocupava o cargo de recepcionista, com salário mensal de R$ 1.200,00 (Mil e duzentos reais). Em 19/06/2016, José afastou-se do trabalho mediante a concessão de benefício previdenciário de auxílio- doença. Cessado o benefício em 20/7/2016 e passados dez dias sem que José tivesse retornado ao trabalho, a empresa convocou-o por meio de notificação, recebida por José mediante aviso de recebimento. José não atendeu à notificação e, completados trinta dias de falta, a empresa LV expediu edital de convocação, publicado em jornal de grande circulação, mas ainda assim, José não retornou ao trabalho.
Diante do exposto, não restou alternativa à Consignante, senão escudar-se perante o Poder Judiciário.
DOS FUNDAMENTOS 
- DA JUSTA CAUSA:
O Consignado, contratado da Consignante, afastou do emprego em 19/06/2016, tendo em vista que teve a concessão do auxílio–doença, que foi cessado em 20/07/2016.
Decorridos dez dias a empresa convocou o Consignado para retorno ao trabalho através de notificação devidamente recebida por ele, conforme comprova incluso documento e em razão da sua reiterada conduta após trinta dias foi convocado através de publicação em Jornal de grande circulação sem que a consignante obtivesse êxito.
Comprovado restou a existência de justa causa por abandono de emprego, nos moldes do artigo 482, alínea i, da CLT c/c Súmula 32, do Tribunal Superior do Trabalho.
Em razão dos fatos expostos verifica-se que até a presente data, não foi possível proceder à homologação da rescisão contratual, uma vez que o Consignado não atendeu à convocação da Consignante para esse fim.
Nestas condições, não resta à Consignante senão a consignação das seguintes verbas: saldo de salário de 18 dias férias, décimo terceiro salário, conforme TRCT, em anexo.
DOS PEDIDOS 
Diante do exposto, a autora requer :
A – A consignação em pagamento com efeito de quitação;
B- A citação do requerido art. 542 CPC;
C- A condenação ao pagamento de honorários advocatícios;
Todas as Verbas Líquidas R$.....
DAS PROVAS
Requer a produção de todas as provas em direito admitidas, na amplitude dos artigos 369 e seguintes do CPC, em especial a prova documental, a prova pericial, a testemunhal e o depoimento pessoal do Réu.
 
DO VALOR DA CAUSA
Dá-se à causa o valor de R$ ... 
 
Nestes termos, espera deferimento. 
 Local/Data.
Advogado/ OAB...

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.