Ondas renovarórias e limites da Jurisdição - Resumo
2 pág.

Ondas renovarórias e limites da Jurisdição - Resumo

Pré-visualização2 páginas
0
Teoria geral dos processos - Resumo
PROCESSO E JURISDIÇÃO: ONDAS
RENOVATÓRIAS E LIMITES DA
JURISDIÇÃO
Fases Processuais
Fase do Sincretismo processo era considerado simples meio de exercício dos
direitos, sem noção de direito processual como ramo autônomo do direito;
Fase Autonomista surgem as principais teorias processuais, especialmente
sobre a natureza jurídica da ação e do processo, as condições da ação e o s
pressupostos processuais. Preocupação com a autonomia científica do direito
processual.
Fase Instrumentalista os esforços se voltam para a missão de produzir justiça,
buscando-se um processo de resultados práticos.
Ondas Renovatórias de Capelletti
Onda Renovatória visava possibilitar e melhorar o acesso à Justiça por
parte dos menos favorecidos da sociedade, dos hipossuficientes, inclusive com
a garantia de assistência judiciária gratuita. (CF, art. 5º, LXXIV)
Onda Renovatória voltada à tutela dos interesses supraindividuais,
especialmente em relação aos Direitos do Consumidor e Ambiental, aí incluídos
os interesses coletivos e interesses difusos.
1
Onda Renovatória são as múltiplas tentativas de simplificação e
racionalização de procedimentos, seja por conciliação, equidade social
distributiva ou justiça mais
Nesse momento, há grande valorização da celeridade processual
Âmbitos Interno e Internacional
Âmbito Interno A função jurisdicional abrange todo o território nacional.
Âmbito Internacional Limites considerando a existência de outros Estados
soberanos, as co nvenções internacionais e as razões de interesse do próprio
Estado.
Imunidades à Jurisdição
Estados estrangeiros;
Chefes de Estados estrangeiros;
Agentes diplomáticos.
Cessação da Imunidade Jurisdicional
Renúncia válida;
Beneficiário é autor da demanda;
Ação fundada em direito real sobre imóvel situado no país;
Ação referente a profissão liberal ou atividade comercial do agente diplomático;
Quando o agente é nacional do país em que é acreditado, seja reconhecido
diplomaticamente pelo Brasil