Equivalentes jurisdicionais - Resumo
2 pág.

Equivalentes jurisdicionais - Resumo

Pré-visualização2 páginas
0
Teoria geral dos processos - Resumo
PROCESSO E JURISDIÇÃO:
EQUIVALENTES JURISDICIONAIS
Mediação
Origem latina (mediatio mediationise) significa "intervenção com que se busca
produzir um acordo" ou ainda "processo pacífico de acerto de conflitos, cuja
solução é sugerida, não imposta às partes".
Um terceiro, mediador, coloca-se entre os contendores e tenta conduzi -los à
solução autocomposta, a um acordo;
O mediador ser um profissional qualificado, que tenta com que os próprios
litigantes descubram as causas do problema e consigam dirimi -las, auxiliando
as partes a acharem seus verdadeiros interesses e preservá -los num acordo
criativo onde as duas partes ganham;
A função básica da mediação é tentar encontrar um ponto de equilíbrio na
controvérsia, aproximando as partes e captando os interesses que ambas têm
em comum.
A finalidade é a busca por uma solução que seja a mais justa possível para as
partes.
Conciliação
Conciliação tem origem latina: conciliatione. Significa “ato ou efeito de
conciliar; ato de harmonizar litigantes ou pessoas divergentes; congraçamento;
acordo; concórdia”;
Existência de um terceiro, o Co nciliador, que tem a função de persuadir as partes
a firmar um acordo, que o qual deverá ser homologado pelo juiz para que
produza efeitos;
1
Pressuposto necessário para que haja a fase de instrução e julgamento nos
Juizados Especiais;
A conciliação pode ser extraprocessual, quando ocorre antes do processo e com
o intuito de evitá-lo, ou endoprocessual, quando promovida no curso do
processo.
Não se confunde com a mediação, pois, nesta, ainda que as partes não cheguem
a um consenso após a interferência do terceiro, a mediação é considerada
realizada. na conciliação não: não havendo acordo, consideramos que ela
restou infrutífera, não deu certo.
Autotutela
A solução do conflito de interesses que se dá pela imposição da vontade de uma
das partes, em detrimento do interesse do outro;
É, portanto, uma solução egoísta e parcial do litígio.
Conduta ilícita, porque o exercício arbitrário das próprias razões (se for um
particular) é exercício arbitrário ou abuso de poder.
Exceções admitidas legitima defesa, direito de greve, di reito de retenção e
autoexecutoriedade dos autos da Administração Pública.
Autocomposição
Solução de conflitos a partir do consentimento espontâneo de um dos
contendores em sacrificar o interesse próprio, em todo ou em parte, em favor
do interesse de outra pessoa. É uma solução altruísta do litígio.
Da autocompsição decorrem as três espécies Transação, submissão da parte
à vontade da outra e renúncia da pretensão deduzida.