Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
O veneno Está na mesa

Pré-visualização | Página 1 de 1

O veneno Está na mesa
A partir de 2008 o Brasil tornou-se o líder mundial em consumo de agrotóxico, numero que não deve gerar orgulho nenhum, esse veneno vem destruindo os brasileiros, pois todos dependem dos alimentos para sobreviver, mas como vivera, sendo envenenado, aos poucos, nos últimos anos o numero de câncer subiu por conta destes produtos, ele estar matando aos poucos lentamente. O ideal seria todos comessem orgânicos, o governo diz que não temos terra suficiente para produzir ecologicamente correto.
Quando houve o inicio da revolução verde nas décadas de 60 e 70, a partir dai passou a ser introduzido um programa idealizado para o aumento da produção através da produção de semente geneticamente modificada, uso intensivo de insumos industriais, mecanização e redução do custo de manejo.
Os governos utilizam do argumento, de aumento da produção através sementes transgênicas e insumos agrícolas o que segundo eles gerará mais comida para população. Só que uma comida ruim, cheia de veneno, que provavelmente vira provocar doenças graves no homem, qual agricultor ou funcionário que lida diretamente com estes produtos que nunca passou mal, ou ate mesmo morreu em função do veneno, que será espalhado pelo o mesmo nas lavouras, inalando aquele produto, sem te proteção adequada ou sem nenhuma, pondo sua vida em perigo. O cidadão corre um risco grande ao consumir estes alimentos, muitas vezes eles extrapolam o limite permito pelas agencias de controle. No Brasil a ANVISA já achou produtos que extrapolam o limite permitido do uso, mas ela não consegue fiscalizar a todos, falta gente, falta interesse do governo de querer defender sua população. Pra ele é mais rentável o uso destes produtos.
A um convênio do governo federal de 1997 onde ele oferece isenção fiscal de 60% nos seguintes impostos, IMCS, CONFINS, IPI e do PIS PASEP para todos agrotóxicos vendidos no Brasil, alguns estados estendem essa diminuição de impostos a 100%, 
Os agricultores terão de se adequar a natureza, diminuir a utilização de agrotóxicos, para preservar a vida humana e ate mesmo a terra onde ele cultiva seus produtos, os futuros Engenheiros agronômico saíram das faculdades com mentalidade de preservação do ambiente de trabalho muito maior do que os que sairão nas décadas passadas, tentar produzir saudável esse deve ser os pensamentos dos futuros agrônomos