Desenho Técnico Normas técnicas e escala 1
34 pág.

Desenho Técnico Normas técnicas e escala 1


Disciplina<strong>desenho</strong> Universal1 materiais9 seguidores
Pré-visualização2 páginas
DESENHO TÉCNICO I:
Desenho Técnico:
Normas técnicas e escala
3.
Prf. Msc. Érica Monteiro
NORMA DE DESENHO TÉCNICO
DEFINIÇÃO: 
Um conjunto de regras ou
recomendações a seguir 
quando da execução ou da 
leitura de um desenho 
técnico.
FINALIDADE:
\u25aa O desenho técnico seja 
universalmente entendido sem 
ambiguidades.
\u25aa Para que todos \u201cfalem a 
mesma língua\u201d
\u25aa Existem vários organismos, 
nacionais e internacionais que 
produzem normas sobre os 
mais variados assuntos.
PRINCIPAIS NORMAS TÉCNICAS DA ABNT
\u2022 NBR 10647 \u2013 DESENHO TÉCNICO \u2013 NORMA GERAL
\u2022 NBR10067 \u2013 PRINCÍPIOS GERAIS DE REPRESENTAÇÃO EM DESENHO TÉCNICO
\u2022 NBR 10068 \u2013 FOLHA DE DESENHO LAY-OUT E DIMENSÕES,
\u2022 NBR 10582 \u2013 APRESENTAÇÃO DA FOLHA PARA DESENHO TÉCNICO
\u2022 NBR 13142 \u2013 DESENHO TÉCNICO \u2013 DOBRAMENTO DE CÓPIAS
\u2022 NBR 8402 \u2013 EXECUÇÃO DE CARACTERES PARA ESCRITA
\u2022 NBR 8403 \u2013 APLICAÇÃO DE LINHAS EM DESENHOS
\u2022 NBR10126 \u2013 COTAGEM EM DESENHO TÉCNICO
\u2022 NBR 8196 \u2013 DESENHO TÉCNICO \u2013 EMPREGO DE ESCALAS
\u2022 NBR 12298 \u2013 REPRESENTAÇÃO DE ÁREA DE CORTE POR MEIO DE HACHURAS
\u2022 NBR 8404 \u2013 INDICAÇÃO DO ESTADO DE SUPERFÍCIE EM DESENHOS TÉCNICOS
\u2022 NBR 6158 \u2013 SISTEMA DE TOLERÂNCIAS E AJUSTES
\u2022 NBR 8993 \u2013 REPRESENTAÇÃO CONVENCIONAL DE PARTES ROSCADAS
\u2022 NBR 6492 \u2013 REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA
FORMATOS E DIMENSÕES DO PAPEL 
(NBR 10068)
\u25aa Cabe ao desenhista 
escolher o formato 
adequado, no qual 
o desenho será visto 
com clareza. 
OBS: 
Todas as pranchas de um 
projeto deverão ter as mesmas 
dimensões.
FORMATOS E DIMENSÕES DO PAPEL 
(NBR 10068)
A4
A3
A2
A1
A2
A0Papel Dimensões (mm)
A0 841x1189
A1 594x841
A2 420x594
A3 295x420
A4 210x297
FORMATOS E DIMENSÕES DO PAPEL 
(NBR 10068)
25mm
10mm
10mm
10mm
MARGEM ESQUERDA
Sempre é maior que as demais.
Nesta margem as folhas são 
furadas para fixação nas pastas 
ou arquivos.
Formatos A0 e A1
FORMATOS E DIMENSÕES DO PAPEL 
(NBR 10068)
25mm
7mm
7mm
7mm
MARGEM ESQUERDA
Sempre é maior que as demais.
Nesta margem as folhas são 
furadas para fixação nas pastas 
ou arquivos.
Formatos A2,A3 e A4
ESPAÇO PARA DESENHO (VERTICAL)
(NBR 10068)
Espaço para o desenho
LEGENDA
Espaço para o texto
Disposto em ordem vertical
ESPAÇO PARA DESENHO (HORIZONTAL)
(NBR 10068)
Espaço para o desenho
LEGENDA
Espaço para o texto
Disposto em ordem 
horizontal
EXEMPLO
DOBRAMENTO DO PAPEL 
Formato maior que o A4:
\u25aa Necessidade de dobrar o 
papel;
\u25aa O resultado final da 
dobragem deve ter as 
medidas do formato A4;
\u25aa A legenda obrigatoriamente 
na face frontal.
A3
DOBRAMENTO DO PAPEL 
Formato maior que o A4:
\u25aa Necessidade de dobrar o 
papel;
\u25aa O resultado final da 
dobragem deve ter as 
medidas do formato A4;
\u25aa A legenda obrigatoriamente 
na face frontal.
A2
DOBRAMENTO DO PAPEL 
A1
A4
DOBRAMENTO DO PAPEL 
A0
A4
LEGENDA
Quadro apresentado no 
canto inferior à direita;
Todas as informações 
de identificação e 
interpretação do 
desenho;
Pode ser 
personalizada.
A legenda é usada para informação, indicação e identificação do desenho e 
deve ser traçada conforme a NBR 10068.
\u25aa Escala (NBR 8196);
\u25aa Numero do desenho e 
numero da pranchas;
\u25aa Assinatura do responsável 
técnico pelo projeto e 
execução da obra;
\u25aa Dados do cliente;
\u25aa Conteúdo do desenho;
\u25aa Áreas 
(construída e do terreno);
\u25aa Designação de revisão;
\u25aa Designação da firma;
\u25aa Projetista, desenhista 
ou outro, responsável 
pelo conteúdo do 
desenho; ;
\u25aa Local, data e 
assinatura
\u25aa Nome e localização 
do projeto;
LEGENDA (NBR 10068)
Em geral, 
deve conter as 
seguintes 
informações :
LEGENDA DA DISCIPLINA
CALIGRAFIA TÉCNICA (NBR 6492)
Bem legível;
Tamanho adequado ao 
desenho. 
As letras serão feitas 
depois de concluído o 
desenho;
NBR 6492
A altura mínima: 
3 mm
Espaçamento entre 
linhas: 
2 mm.
Caligrafia inclinada?
NÃO!
CALIGRAFIA TÉCNICA (NBR 6492)
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X Y W Z
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X Y W Z
.0
5
.0
3.0
2
Notas: a) A dimensão das entrelinhas não deve ser inferior a 2 mm. 
b) As letras e cifras das coordenadas devem ter altura de 3 mm.
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
.0
5
.0
3.0
2
NÚMEROS 
LETRAS 
CALIGRAFIA TÉCNICA
São necessárias para manter as letras e números na mesma
altura. Seu traço deve ser contínuo e estreito, tal como
demonstra o seguinte modelo:
LINHAS DE 
GUIA:
.1
0
.0
7
.0
5
Linhas de base
Altura das letras 
maiúsculas
Distância
entre as 
linhas de 
base
Altura 
das letras 
minúsculas
Desenho técnico
Curso de Elétrica
Fonte: SILVA (2014). 
Modificado pelo autor (2016). 
Linhas de guia
.0
5
CALIGRAFIA TÉCNICA
Qual o tamanho correto para a letras no desenho?
Devemos obedecer principalmente o
BOM SENSO!!!
CALIGRAFIA TÉCNICA
Fonte: SILVA (2014). 
ESCALA
O desenho de uma peça, por diversas 
razões, nem sempre poderá ser 
executado com as dimensões reais da 
mesma.
Tamanho real é a grandeza que as coisas 
têm na realidade. 
PEÇAS MUITO PEQUENAS
Existem coisas que podem ser representadas no 
papel em tamanho real.MUITO GRANDE PARA SER REPRESENTADO NO PAPEL
ESCALA
A escala é uma forma de 
representação que mantém as 
proporções das medidas 
lineares do objeto 
representado. 
Em desenho técnico, 
a escala indica a relação do 
tamanho do desenho da peça 
com o tamanho real da peça.
A escala permite representar, 
no papel, peças de qualquer 
tamanho real.
U
N
U
N
UNUN
U
N
UN
U
N
U
N
U
N
U
N
UNUN UNUN
Reduzido proporcionalmente 
em relação às medidas dos 
lados do quadrado A
Um quadrado, pois 
tem 4 lados iguais e 
quatro ângulos retos.
A
C
B
Aumentado 
proporcionalmente 
em relação às 
medidas dos lados do 
quadrado A
ESCALA 
NATURAL
ESCALA 
REDUZIDA
ESCALA 
AMPLIADA
Nos desenhos em escala, 
as medidas lineares do objeto real 
ou são mantidas, 
ou são aumentadas ou reduzidas 
proporcionalmente.
ESCALA NATURAL
Escala natural 
é aquela em que o 
tamanho do desenho 
técnico é igual ao 
tamanho real do 
objeto.
Veja um desenho 
técnico em escala 
natural.
ESC 1:1
ESC 1:1
ABREVIAÇÃO DE 
ESCALA
Lê-se:
Um por um
representa as medidas 
reais do objeto.
Representa as 
medidas do 
desenho técnico.
ESCALA DE REDUÇÃO
Escala de redução
é aquela em que o 
tamanho do desenho 
técnico é menor
que o tamanho real 
do objeto.
Veja um desenho 
técnico em escala 
reduzida.
ESC 1:1
ESC 1:2
Lê-se:
Um por dois
representa as medidas 
reais do objeto.
Representa as 
medidas do 
desenho técnico.
ESC 1:2
As medidas deste desenho 
são duas vezes menores
que o objeto real.
ESCALA DE AMPLIAÇÃO
Escala de ampliação
aquela em que o 
tamanho do desenho 
técnico é maior
que o tamanho real 
do objeto.
ESC 1:1
ESC 2:1
Lê-se:
Dois por um
Representa as medidas do 
desenho técnico.
Representa as 
medidas reais 
do objeto. As medidas deste desenho 
são duas vezes maiores
que o objeto real.
ESC 2:1
ESCALAS
ESC 1:1
ESC 1:1
ESC 2:1
ESC 1:2
ESC 1:2
ESC 2:1
ESCALA 
NATURAL
ESCALA 
AMPLIAÇÃO
ESCALA 
REDUÇÃO
Objeto
Real
Desenho 
técnico
Desenho 
técnico
Objeto
real
ESCALA NATURAL
ESCALA DE REDUÇÃO
ESCALA DE AMPLIAÇÃO
ESCALA
Na indicação da escala o 
numeral 5 refere-se às 
......................................,
enquanto