Questões de Direito Penal I  aulas 01 a 05 e AP
33 pág.

Questões de Direito Penal I aulas 01 a 05 e AP


DisciplinaDireito Penal I65.529 materiais1.053.164 seguidores
Pré-visualização12 páginas
1a Questão 
 Considere que determinado agente tenha em depósito, durante o período de um ano, 300 kg de cocaína. 
Considere também que, durante o referido período, tenha entrado em vigor uma nova lei elevando a pena 
relativa ao crime de tráfico de entorpecentes. Sobre o caso sugerido, levando em conta o entendimento do 
Supremo Tribunal Federal sobre o tema, assinale a afirmativa correta. 
 
 
Deve ser aplicada a lei mais benéfica ao agente, qual seja, aquela que já estava em vigor quando o 
agente passou a ter a droga em depósito. 
 
O magistrado poderá aplicar o critério do caso concreto, perguntando ao réu qual lei ele pretende 
que lhe seja aplicada por ser, no seu caso, mais benéfica. 
 
As duas leis podem ser aplicadas de modo a dividir a pena de acordo com o período do depósito da 
droga e a respectiva lei em vigor. 
 
As duas leis podem ser aplicadas, pois ao magistrado é permitido fazer a combinação das leis 
sempre que essa atitude puder beneficiar o réu. 
 Deve ser aplicada a lei mais severa, qual seja, aquela que passou a vigorar durante o período em 
que o agente ainda estava com a droga em depósito. 
 2a Questão 
 Afirma-se que o Direito Penal moderno é concebido como uma instância de controle social formalizado, cuja 
intervenção deve ser a última alternativa utilizada quando das lesões graves a bens jurídicos penalmente 
protegidos. Face a essa afirmativa marque, nas proposições abaixo, aquela que contém os princípios 
relacionados ao enunciado: 
 
 
Princípio da Legalidade e Princípio da Fragmentariedade. 
 
Princípio da Insignificância e Princípio da Adequação Social. 
 
Princípio da Lesividade e Princípio da Adequação Social. 
 Princípio da Intervenção Mínima e Princípio da Lesividade. 
 
Princípio da Insignificância e Princípio da Lesividade. 
 3a Questão 
 Jefferson, segurança da mais famosa rede de supermercados do Brasil, percebeu que João escondera em 
suas vestes três sabonetes, de valor aproximado de R$ 12,00 (doze reais). Ao tentar sair do 
estabelecimento, entretanto, João é preso em flagrante delito pelo segurança, que chama a polícia. A esse 
respeito, assinale a alternativa correta. 
 
 
A conduta de João constitui crime, uma vez que se enquadra no artigo 155 do Código Penal, não 
estando presente nenhuma das causas de exclusão de ilicitude ou culpabilidade, razão pela qual 
este deverá ser condenado. 
 A conduta de João não constitui crime, uma vez que o fato é materialmente atípico. 
 
A conduta de João não constitui crime, uma vez que será excluída sua culpabilidade. 
 
A conduta de João não constitui crime, uma vez que este agiu em estado de necessidade. 
 
Embora sua conduta constitua crime, João deverá ser absolvido, uma vez que a prisão em flagrante 
é nula, por ter sido realizada por um segurança particular. 
 4a Questão 
 O inciso XXXIX do artigo 5.º da Constituição Federal de 1988 repete o artigo 1.º do Código Penal que 
preceitua o seguinte: ¿Não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal¿. 
Nesse sentido, é correto dizer que tal princípio é denominado de: 
 
 
Princípio do Contraditório 
 
Princípio da Dignidade Humana 
 Princípio da Legalidade 
 
Princípio da retroatividade. 
 
Princípio do Livre Convencimento 
 5a Questão 
 A expressão abolito criminis significa 
 
 
o mesmo que abolicionismo penal: corrente doutrinaria que propugna forma de descriminalização. 
 
deixar o juiz de aplicar a pena quando as consequências da infração atingirem o agente de forma tão 
grave que a sanção se torne desnecessária. 
 
a possibilidade de absolvição do agente quando a norma tipificadora da infração penal caiu em 
desuso. 
 
abolição da pena dos criminosos, mediante decreto do Presidente da República, normalmente editado 
no Natal. 
 revogação de norma que tipifica uma conduta como infração penal; ela não alcança os efeitos civis da 
condenação transitada em julgado. 
 6a Questão 
 Consoante os estudos sobre as características do Direito Penal no Estado Democrático de Direito, assinale a 
alternativa INCORRETA: 
 
 
O ordenamento positivo deve ter como excepcional a previsão de sanções penais, e não se apresentar 
como instrumento de satisfação de situações contingentes e particulares. 
 
Dentre suas características, destacam-se: ser essencialmente preventivo, retributivo e ressocializador, 
buscando, sempre que possível, a aplicação de medidas alternativas às penas privativas de liberdade 
como forma de controle penal e, portanto, devendo ser utilizado como última forma de controle social. 
 O recurso à pena no Direito Penal garantista está condicionado ao princípio da máxima intervenção, 
para garantir a proteção de todos os bens jurídicos 
 
O princípio da proporcionalidade preconiza a idéia de que a punição deve guardar relação com o fato 
praticado 
 
A intervenção estatal penal só se legitima nos casos em que a conduta possa colocar em grave risco ou 
lesionar bem jurídico relevante. 
 7a Questão 
 Fábio, funcionário de uma empresa pública, recebe de seu superior, Alexandre, a atribuição de realizar o 
pagamento dos empregados da referida empresa. Ao perceber a vultosa quantia à sua disposição, Fábio, 
auxiliado pelo bancário Luiz, decide desviar parte do valor, depositando-o em sua conta corrente. Sendo 
certo que o dolo de apoderar-se da referida quantia surgiu no momento em que Fábio a teve à sua disposição 
e, portanto, posteriormente à concessão da referida atribuição. Ante o exposto, surge o denominado conflito 
aparente de normas entre os delitos de apropriação indébita, previsto nos art. 168, caput e §1°, III e 
peculato, art. 312, caput, ambos do Código Penal. Com base nos estudos realizados sobre o tema, solucione 
o caso concreto de modo a tipificar corretamente a conduta de Fábio indicando o princípio a ser adotado. 
Código Penal - Apropriação indébita Art. 168 - Apropriar-se de coisa alheia móvel, de que tem a posse ou a 
detenção: Pena - reclusão, de um a quatro anos, e multa. § 1º - A pena é aumentada de um terço, quando o 
agente recebeu a coisa: III - em razão de ofício, emprego ou profissão. Código Penal - Peculato Art. 312 - 
Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de 
que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio: Pena - reclusão, de dois a 
doze anos, e multa. 
 
 
subsidiariedade 
 especialidade. 
 
consunção. 
 
proporcionalidade. 
 
subsidiariedade 
 8a Questão 
 O principio da ultima ratio: 
 
 
constitui-se em sistema descontinuo de seleção de ilícitos não sancionado todas as condutas lesivas dos 
bens mais relevantes. 
 
praticamente erradica a responsabilidade objetiva enunciando que não há crime sem culpabilidade. 
 
implica na irretroatividade da lei penal. 
 
estabelece que, a elaboração de normas incriminadoras e função exclusiva da lei. 
 estipula que a criminalização de uma conduta só se legitima se constituir meio necessário para a 
proteção de determinado bem jurídico. 
a Questão 
 Em virtude da seca que assola o país, considere a hipótese em que seja promulgada uma Lei Federal 
ordinária que estabeleça como crime o desperdício doloso ou culposo de água tratada, no período 
compreendido entre 01 de novembro de 2014 e 01 de março de 2015. Em virtude do encerramento da 
estiagem e volta à normalidade, não houve necessidade de edição de nova lei ou alteração no prazo 
estabelecido na citada legislação. Nessa hipótese, o indivíduo A que em 02 de março de 2015 estiver sendo 
acusado em um processo criminal por ter praticado o referido crime de desperdício de água tratada, durante 
o período de vigência da lei: 
 
 
poderá ser condenado pelo crime de desperdício de água tratada, no entanto
Maria
Maria fez um comentário
oie, eu copiei para o word e dps eu salvei em pdf
1 aprovações
Jean
Jean fez um comentário
boa tarde, como vc conseguiu deixar todos os exercios em pdf , um abaixo do outro?
1 aprovações
Carregar mais