Projeto L.A
16 pág.

Projeto L.A


Disciplina<strong>educacao</strong> <strong>fisicaescolar</strong>4 materiais6 seguidores
Pré-visualização4 páginas
8
 
l.A
Sistema de Ensino A DISTÂNCIA
CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA
Educação fisíca Escolar e obesidade INFANTIL:
Hábitos Saudáveis para toda vida 
PROJETO DE ENSINO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
Gravatá 
2017
L.A
Educação Física Escolar e obesidade INFANTIL:
Hábitos Saudáveis para toda vida 
PROJETO DE ENSINO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
Projeto de Ensino apresentado à Unopar, como requisito parcial à conclusão do Curso de Educação Física.
Orientadores: Prof. Ms. Túlio Bernardo Macedo Alfano Moura, Antonio Avelino Teixeira Neto, Jessica Pires Rodrigues dos Santos.
Gravatá
2017
 Educação física Escolar e Obesidade Infantil: Hábitos saudáveis para toda a vida. 2017. Número total de folhas 10. Projeto de Ensino (Graduação em Educação Física) \u2013 Centro de Ciências Exatas e Tecnologia. Universidade Norte do Paraná, Gravatá, 2017.
RESUMo
O presente projeto aborda como tema central a educação física escolar e obesidade infantil. O objetivo deste estudo é conscientizar os alunos da 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Jesus Pequenino na cidade de Gravatá em Pernambuco, Brasil, sobre a importância da pratica de atividade física junto com uma boa alimentação. A questão norteadora para o projeto foi: Como o professor de educação física pode ser o influenciador de hábitos alimentares saudáveis na escola. Através de aulas expositivas e dinâmicas sobre hábitos saudáveis de alimentação, foi elaborado e realizado um projeto em sala de aula, visando atender os objetivos traçados. O projeto foi desenvolvido em seis etapas, sendo que durante estas etapas foram abordados os temas referentes à pirâmide alimentar, nutrientes dos alimentos, a importância da alimentação saudável na infância para o seu desenvolvimento, as doenças provenientes da obesidade e a importância de se trabalhar estas informações em conjunto com os exercícios físicos propostos pelo professor de Educação Física. Como recomendação para novos estudos, ressaltar a importância não só da participação de escolas nesse processo, mas também dos pais. Professores, escola e pais devem estar atentos e participativos nesse processo de conscientização de um estilo de vida saudável já na infância.
Palavras-chave: Criança. Educação Física Escolar. Obesidade infantil. Alimentação.
SUMÁRIO
1	INTRODUÇÃO...................................................................................................4
1.1 TEMA DO PROJETO..........................................................................................6
1.2 JUSTIFICATIVA..................................................................................................6
1.3 SÉRIE PARA QUAL SE DESTINA O PROJETO...............................................7
1.4 PROBLEMATIZAÇÃO........................................................................................7
1.5 OBJETIVO...........................................................................................................8
2 REVISÃO DE LITERATURA .................................................................................8
3DESENVOLVIMENTO(METODOLOGIA)..............................................................11
4 TEMPO PARA REALIZAÇÃO DO PROJETO(CONOGRAMA)...........................12
5 CONSIDERAÇÕES FINAIS..................................................................................13
6 REFERENCIAS....................................................................................................14
INTRODUÇÃO
 
O projeto elaborado tem como tema: a Educação Física Escolar e obesidade infantil, destinado aos alunos do 50 ano do ensino fundamental da Escola Estadual Jesus Pequenino da cidade de Gravatá-PE. 
A escolha do tema partiu da preocupação numero significativo de crianças obesas dentro da escola, e o consumo de alimentos industrializados vendido nas cantinas das escolas que consequentemente poderão acarretar nas suas vidas inúmeras doenças e o professor de educação física como um mediador do conhecimento os PCN\u2019s trazem como um de seus temas transversais a Saúde, portanto, é papel da escola, por meio de trabalhos multidisciplinares, abordar questões relacionadas à saúde, e a obesidade seria um desses temas. 
A questão norteadora para o projeto foi: Como o professor de educação física pode ser o influenciador de hábitos alimentares saudáveis na escola. O presente estudo apresenta algumas formas de se trabalhar esse tema durante as aulas, o que pode auxiliar os professores da área no sentido de direcionarem seu trabalho para orientação e prevenção dessa doença. deve proporcionar nos seus conteúdos assuntos relacionados com o controle e prevenção da obesidade infantil. 
Problemas como o desinteresse da escola em relação à saúde de seus alunos faz com que os educadores físicos visualizem em suas aulas um quadro de obesidade infantil e junto a isso, um crescimento alarmante. Segundo pesquisas do IBGE (2000) relatam que \u201ctemos um cenário assustador, pois a obesidade atinge 15% das crianças do Ensino Fundamental\u201d.
Há duas tendências sociais angustiantes para pessoas acima do peso ideal: uma é a grosseira e desumana discriminação estética e a outra é encarar o obeso como uma pessoa que não tem força de vontade. Algumas vezes, isto gera preconceito em relação ao aluno obeso, dificuldades para relacionamentos sociais e afetivos e até mesmo quadro de dificuldades de aprendizagem, portanto esta pesquisa teve por objetivo principal, compreender o significado da obesidade e seus preconceitos para o estudante obeso, e suas implicações na sua qualidade de vida.
Uma criança vê o que um adulto não vê. Tem olhos atentos e limpos para espetáculo do mundo. O poeta é capaz de ver pela 1ª vez o que, de tão visto, ninguém vê. Há pai que nunca viu o próprio filho. Marido que nunca viu a própria mulher, isso existe às pampas. Nossos olhos se gastam no dia a dia, opacos. É por aí que se instala no coração o monstro da indiferença. (REZENDE, 1992).
A educação física através dos anos vem se preocupando quase que exclusivamente ao desenvolvimento motor, entretanto, veem-se hoje em dia a preocupação de se trabalhar também saúde em uma visão mais ampla tendo como ponto de partida os hábitos de vida das crianças e sua alimentação.
A necessidade de melhorar os padrões de saúde, tanto de caráter patológico como obesidade, que acarreta as doenças crônico-degenerativas como diabetes, hipertensão, cardiopatias, quanto nos transtornos psicológicos como ansiedade, depressão.
 A criança necessita ser educada não só fisicamente, mas também como fazer uma boa alimentação, tarefa hoje por proposta curricular ser abrangida de certa forma pelo professor de educação física e de acordo com a idade das crianças, poderão ter vantagens tanto em seus hábitos alimentares, quanto em seus hábitos comportamentais.
O importante é não perder a essência das aulas de educação física, levar a informação dos nutrientes dos alimentos de forma lúdica e atrativa, falando sobre a importância das proteínas, lipídios e fibras para o organismo e seu desenvolvimento.
A escola é o lugar onde o aluno deve buscar o interesse do que é lhe transmitido pelo corpo docente. Não deveria ser permitido dentro de escolas lanchonetes onde vendem coxinhas, rissoles, salgadinhos, doces e refrigerantes. Fica difícil trabalhar com alimentação saudável em um ambiente propicio a todo tipo de alimentação fora do padrão pelo qual se quer passar dentro da escola.
A falta de um nutricionista dentro da escola também é um grande problema na decisão do cardápio escolar.
O professor de educação física assim como os professores de outras disciplinas devem ser mediadores do conhecimento sobre os benefícios de uma alimentação saudável juntamente com a atividade física.
O objetivo deste projeto é conscientizar os alunos