2 Hiertermoterapia
13 pág.

2 Hiertermoterapia


Disciplina<strong>eletrotermofototerap</strong>14 materiais4 seguidores
Pré-visualização1 página
HIPERTERMOTERAPIA 
 
Eletrotermofototerapia 
Prof Fábio Guedes 
Homeostasia Térmica 
A regulação térmica se dá por: 
 
\u2022 Temperatura do sangue que perfunde o 
hipotálamo; 
 
\u2022 Receptores cutâneos periféricos. 
Poderá, então, ocorrer 2 fenômenos: 
\u2022 Termogênese: 
- Fisiológica: tremor, vasoconstrição, 
aumento da viscosidade e redução da 
permeabilidade. 
 
- Artificial: banho quente, agasalho, 
exercícios, bebida quente 
 
Homeostasia Térmica 
Homeostasia Térmica 
Termólise: 
- Fisiológica: Sudorese, vasodilatação, 
redução da viscosidade, aumento da 
permebilidade\u2026 
 
- Artificial: banho frio, repouso. 
Mecanismos de Transferência de Calor 
\u2022 Condução: troca de energia entre regiões de diferentes 
temperaturas, sempre da mais quente para a mais fria, 
por meio de contato direto; 
 
\u2022 Convecção: mecanismo de transferência de calor por 
meio de um fluido; 
 
\u2022 Conversão: conversão de qualquer tipo de radiação em 
energia térmica, sem contato direto. 
Testes a Serem Realizados Antes 
de uma Termoterapia 
\u2022 Teste de Baruch: 
 - verifica a eficiência da perfusão 
 
\u2022 Teste do Frio ou Quente: 
 - verifica a integridade do sistema termosensitivo 
\u2022 É o uso da variação de temperatura com fins 
terapêuticos, buscando a homeostasia térmica. Em 
terapêutica é principalmente feita com Radiação. Toda 
fonte luminosa emana raio infra-vermelho. 
 
\u2022 Calor: quantidade de vibração molecular. 
 
\u2022 Diatermia: Método que consiste em elevar a temperatura 
dos tecidos profundos mediante o emprego de correntes 
de alta freqüência. 
 
HIPERTERMOTERAPIA 
 
Tema da Apresentação 7 
HIPERTERMOTERAPIA 
Termodinâmica 
\u2022 Quando uma corrente elétrica atravessa um material 
condutor, há produção de calor. Essa produção de calor 
é devida ao trabalho realizado para transportar as 
cargas através do material em determinado tempo. 
HIPERTERMOTERAPIA 
Corrente Elétrica 
 
 É o fluxo de elétrons(via condutor elétrico). O fluxo ocorre de onde 
existe um maior número de elétrons para onde está com um menor 
número de elétrons. 
 A corrente elétrica pode ser contínua ou alternada. 
 
 
 Contínua \u2013 Ex: Galvânica 
 
 Alternada \u2013 ( Baixa / Média e Alta freqüência). 
 
 Baixa \u2013 até 500Hz. (Farádica)\u200f 
 Média \u2013 2000 Hz a 5.000 Hz (Russa ou Interferêncial)\u200f 
 Alta - acima de 10.000 Hz (OC, MO, US)\u200f 
 
 
 
HIPERTERMOTERAPIA 
Lei de OHM 
 A lei de Ohm é de grande importância na 
fisioterapia, já que nos indica a maneira de aumentar 
a quantidade de corrente, quer dizer, aumentando a 
vantagem ou diminuindo a resistência do circuito. 
 
 Para diminuir a resistência, se umedece a pele do paciente ou 
também se leva em conta o tamanho dos eletrodos, assim, quanto 
maiores forem esses eletrodos, passará maior quantidade de 
corrente, porque haverá maior resistência. 
 Essa lei é expressa através da relação de três grandezas físicas: 
tensão, intensidade e resistência. 
HIPERTERMOTERAPIA 
A resistência vai depender de alguns fatores: 
\u2022 Calibre da via condutora: maior calibre, menor 
resistência. 
\u2022 Comprimento: maior comprimento, maior resistência. 
\u2022 Material: Ex. vasos sanguíneos, tecidos, músculos, etc. 
 Obs.: Os vasos sanguíneos e os nervos periféricos são 
ótimos condutores elétricos; já os tecidos gordurosos 
são péssimos condutores. 
 Ao utilizarmos um recurso elétrico e gelo, devemos 
utilizar primeiramente a corrente elétrica. O gelo 
aumenta muito a resistência da pele e podemos queimar 
o paciente. 
Efeito Terapêutico do Calor 
\uf0ad da taxa metabólica 
\u2022 Desnaturação das PTNS 
 
\uf0af da viscosidade dos líquidos 
\u2022 Vasodilatação 
 
\uf0ad do fluxo sanguíneo 
\uf0ad da troca de líquidos pelos tecidos 
 
\u2022 Amolecimento do colágeno 
 
Efeitos Terapêuticos do Calor 
\u2022 Aceleração da cicatrização 
 
\u2022 \uf0af do espasmo muscular 
 
\u2022 Facilidade da mobilidade articular 
 
\u2022 Prevenção de escaras