Aconselhamento Cristao Licoes Biblicas Socep
50 pág.

Aconselhamento Cristao Licoes Biblicas Socep


DisciplinaAconselhamento Cristão35 materiais139 seguidores
Pré-visualização18 páginas
ento
72 ESTUDOS QUE VISAM AJUDAR O HOMEM
A ENFRENTAR OS PROBLEMAS DA VIDA '
REVISTA EDUCAÇÃO CRISTÃ
VOLUME XI
ÍNDICE
BIBLIOTECA DIDAQUt
Prof. António de Pd
Volume;
Lição ne 01 - A Verdade em um Mundo de Teoria 03
John MacArthur, Jr.
Lição nQ 02 - Aconselhamento Noutético 07
Jay F. Adams
Lição ng 03 - Príncipes e Não Gafanhotos 11
Hernandes Dias Lopes
Lição n9 04 - A Fé Salvadora 15
Hermistein Maia P. da Costa
Lição n9 05 - O Sucesso Económico 18
Arivaf Dias Casimira
Lição n- 06 - As Faces do Perdão 22
Gildásio J.B. dos Reis
Lição n9 07 - Temperamento 26
Adão Carlos Nascimento
Lição n- 08 - A Comunicação em Família , 30
Gildásio J.B. dos Reis
Lição n- 09 - A Paternidade de Deus 33
Hermistein Maia P. da Costa
Lição n9 10 - A Paz de Deus , 37
Martyn Lloyd-Jones
Lição n9 11 - Restaurando um Ministério Ferido 41
Gildásio J.B. dos Reis
Lição n9 12 - Alívio aos Cansados 45
John MacArthur, Jr.
REVISTA XI - ACONSELHAMENTO CRISTÃO
jM APRESENTAÇÃO
.
Aconselhamento não é tarefa fácil. O conselheiro há que estar
preparado a fim de que não piore a situação numa hora de crise ao ex-
pressar a sua palavra de aconselhamento.
A SOCEP apresenta ao público cristão a presente revista:
Aconselhamento Cristão com o intuito de preparar o povo de Deus à
prática do aconselhamento para a solução de problemas que afligem a
humanidade, com base e suficiência nos ensinos das Sagradas Escrituras.
Sabemos que há conflitos em todos os segmentos da sociedade e a
Igreja não escapa à regra. Assim, é bom que todos nós estejamos conve-
nientemente preparados para tratar, com amor cristão, as diferenças bá-
sicas do temperamento humano.
Desejamos, profunda e sinceramente, que o(a) dileto(a) irmão(ã),
que vai estudar as lições da Revista Aconselhamento Cristão, seja nas
mãos de Deus instrumento de sua paz, aconselhando com sabedoria aque-
les que têm necessidade. É a nossa oração.
A Serviço do Senhor
SOCEP - Sociedade Cristã Evangélica de Publicações
REVISTA EDUCAÇÃO CRISTÃ
VOLUME XI
TEMA DO TRIMESTRE: ACONSELHAMENTO CRISTÃO - 12 estudos que visam ajudar
o homem a enfrentar os problemas da vida
3a Edição - Outubro/2002
EDITOR RESPONSÁVEL: Arival Dias Casimiro
REVISÃO GRÁFICA: Ademar de Oliveira Godoy
PUBLICAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO:
SOCEP - SOCIEDADE CRISTÃ EVANGÉLICA DE PUBLICAÇÕES LTDA.
Rua Floriano Peixoto, 103 - Caixa Postal 98 - Tel/Fax: 19 - 3459.2000
Site: www.socep.com - E-mail: vendas@socep.com.br
CEP 13450-970 - SANTA BÁRBARA D'OESTE - SP
IMPRESSÃO E ACABAMENTO:
fl Associação Religiosa
W Imprensa da Fé - São Paulo
PRODUÇÃO E D1AGRAMAÇAO .
Propaganda, Marketing ^M.l e EditoraçãoTel.: 19-3455.7422
REVISTA XI - ACONSELHAMENTO CRISTÃO
A Verdade em um
Mundo de Teoria
LIÇÃO
01
TEXTO BÁsico
Salmos
19.7-14
LEITURA DIÁRIA
SECUNDA: A Palavra Superior 2 Pé 1.16-21
TERÇA: O Que é a Bíblia ? 2 Tm 3.14-17
QUARTA: A Excelência da Palavra 51 119
QUINTA: A Palavra Viva Hb 4.12-14
SEXTA: A Verdadeira Sabedoria l Co 2.6-16
SÁBADO: A Palavra Conforta Jr 15.10-21
DOMINGO: Os Pensamentos de Deus Is 55.8-13
Objetivo da lição:
Mostrar ao aluno a suficiência da Bíblia no aconselhamento dos problemas humanos.
INTRODUÇÃO
É significativo que, nas Escrituras, um
dos nomes de Cristo é "Maravilhoso Con-
selheiro" (Is 9.6). Ele é o mais elevado e
sublime, aquele a quem devemos recor-
rer para recebermos conselho; sua Pa-
lavra é a fonte da qual devemos extrair
a divina sabedoria. O que poderia ser
mais maravilhoso do que isso? De fato,
um dos aspectos mais gloriosos da per-
feita suficiência de Cristo é o maravilho-
so conselho e a grande sabedoria que
Ele provê em nossos períodos de deses-
pero, confusão, medo, ansiedade e pe-
sar. Ele é o supremo Conselheiro.
O Salmo 19.7-14 é a afirmativa mais
monumental, feita em termos realmen-
te preciosos, sobre a suficiência das Es-
crituras. Escrito por Davi, sob a inspira-
ção do Espírito Santo, este Salmo ofere-
ce um testemunho inabalável do próprio
Deus sobre a suficiência de sua Palavra
para cada situação. Este Salmo contra-
ria o ensinamento daqueles que crêem
que devemos adicionar à Palavra de Deus
a verdade colhida da psicologia moder-
na. Com poucas palavras, o Espírito San-
to nos dá uma lista abrangente das ca-
racterísticas e benefícios das Escrituras,
cada qual merecendo nossa investiga-
ção detalhada.
Nos versículos de 7 a 9, Davi faz seis
declarações acerca das Escrituras. Cada
característica das Escrituras inclui a ex-
pressão "do Senhor". Ao revelar o pro-
pósito geral e múltiplo da Palavra de
Deus, ele chama as Escrituras de "a lei
do Senhor", "o mandamento do Senhor",
"o temor do Senhor" e "os juízos do Se-
nhor" em cada caso, "Senhor" traduz a
palavra hebraica Yaweh, que é o nome
sob o qual Deus faz a aliança. Claramente
Davi nos informa que as Escrituras pro-
vêm do próprio Deus.
Cada uma das seis afirmativas res-
salta uma característica da Palavra de
Deus e descreve os efeitos que ela pro-
duz na vida de quem recebe.
EXPOSIÇÃO
1. A ESCRITURA E PERFEITA E
RESTAURA A ALMA
Na primeira declaração (v.7), Davi
afirma: "A lei do Senhor é perfeita e res-
taura a alma". A palavra hebraica
LIÇÃO 01: A Verdade em um Mundo de Teoria PÁqiiNA 3
traduzida por "lei" é torah, que enfatiza
a natureza didática das Escrituras. Aqui,
Davi a usa para se referir às Escrituras
como a totalidade do que Deus revelou
para nossa instrução, quer seja credo
(o que cremos), caráter (o que somos)
ou conduta (o que fazemos).
"Perfeito" é a tradução de uma pala-
vra hebraica comum que significa "intei-
ro" "completo" ou "suficiente". Ela trans-
mite a ideia de algo amplo, que cobre
todos os aspectos de uma questão. A Es-
critura é abrangente, envolvendo tudo
quanto é necessário para a vida espiri-
tual de alguém. Infere-se que Davi con-
trasta a Paiavra com o imperfeito, insu-
ficiente e falho raciocínio dos homens.
A perfeita lei de Deus, disse Davi, afe-
ta a pessoa, restaurando-lhe a alma
(v.7). A palavra hebraica traduzida por
"restaura" pode significar "converte",
"revive" ou "refresca"; mas o meu sinó-
nimo favorito é "Transforma". A palavra
"alma" (em hebraico, nephesfy se refe-
re à pessoa, o eu, o coração de alguém.
Ela é traduzida assim (e de muitas ou-
tras maneiras) no Velho Testamento. A
essência dela é a pessoa interior, a pes-
soa inteira, o verdadeiro "eu". Parafra-
seando as palavras de Davi: a Escritura
é tão poderosa e abrangente que pode
converter e transformar a pessoa toda,
tornando-a em alguém precisamente
como Deus quer que ela seja. A Palavra
de Deus é suficiente para restaurar, atra-
vés da salvação, até a vida mais arrasa-
da; disso o próprio Davi deu testemunho
abundante.
2. A ESCRITURA É FIEL E DÁ SA-
BEDORIA
Davi, ampliando o alcance da sufici-
ência das Escrituras, escreve: "O teste-
munho do Senhor é fiel e dá sabedoria
aos símplices" (v.7). "Testemunho" fala
das Escrituras como depoimento divino.
A Escritura é o fiel testemunho de Deus,
mostrando quem Ele é e o que requer
de nós. "Fiel" significa que o testemu-
nho de Deus é inabalável, irremovível,
inconfundível, seguro e digno de confi-
ança. Ele provê um fundamento sobre o
qual podemos construir nossas vidas e
destinos eternos.
A Palavra de Deus transforma o
símplice em sábio (v.7). A palavra
hebraica traduzida por "símplice" vem de
uma expressão que significa "uma porta
aberta". Ela evoca a imagem de uma
pessoa ingénua que não sabe quando
fechar sua mente contra o ensinamento
falso e impuro. Ela não tem discer-
nimento, é ignorante e influenciável. Mas
a Palavra de Deus a torna sábia. "Sábio"
fala não de alguém que meramente co-
nhece um fato, mas de alguém que é
habilidoso na arte do viver santo. Ele se
submete às Escrituras e sabe aplica-las
às suas circunstâncias. A Palavra de
Deus, então, toma uma mente simples,