A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
Asp Antropologicos

Pré-visualização | Página 5 de 12

sociais
	
	Desenvolver a criatividade e leva-los ao autoconhecimento e autorealização
	
	Torná-los cidadãos altamente politizados, estimulando a agremiação partidária.
	 
	Inculcar a moral da sociedade nas gerações mais jovens, civilizando seu comportamento.
	
Explicação:
Na perspectiva sociológica de Émile Durkheim, a existência de uma sociedade e a coesão social que assegura sua continuidade só se torna possível quando os indivíduos se adaptam ao processo de socialização, ou seja, quando são capazes de assimilar valores, hábitos e costumes que definem a maneira de ser e de agir característicos do grupo social a qual pertencem.
	1a Questão
	
	
	
	Durkheim defende a existência de uma sociedade em que as trocas se fazem sem grandes dificuldades, ou seja, existe um estado de solidariedade. Quando isso não ocorre a sociedade encontra-se num estado de:
	
	
	Autonomia social;
	
	Divisão social
	 
	Anomia social;
	
	Harmonia social;
	
	Ruptura social.
	
Explicação:
O conceito de anomia foi, na Sociologia, cunhado por Èmile Durkheim nas obras ¿Da Divisão Social do Trabalho¿ (1893) e ¿Suicídio¿ (1897) e depois utilizado na obra ¿A Educação Moral¿ (1902), onde abordou o papel da moral no combate ao estado anômico. Para esse sociólogo, a anomia é uma situação social produzida pelo enfraquecimento dos vínculos sociais e pela perda da capacidade da sociedade regular o comportamento dos indivíduos, gerando, por exemplo, fenômenos sociais como o suicídio. Trata-se de uma ausência de um ¿corpo de normas sociais¿ capaz de regular o convívio social marcado pela ¿solidariedade".
 
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Em uma sociedade, baseada na divisão do trabalho,cujas relações dos órgãos sociais não estejam regulamentadas, o sentimento de interdependência se amortece; as relações se tornam precárias e as regras indefinidas, caracterizando o estado de anomia. Portanto, Durkheim vê a divisão do trabalho social como fator integrador da coesão social. (Sociologia da educação ¿ Alberto Tosi Rodrigues . Cap. II : Sociedade, educação e vida moral)
 Corresponde à perspectiva durkheimiana, as seguintes afirmações:
I. a ordem social é mantida porque há uma divisão social do trabalho
II. a ordem social é mantida porque a consciência individual é frágil
III. a ordem social é mantida porque existe o fortalecimento da consciência coletiva
IV. a ordem social é mantida porque está presente a autoridade tradicional
V. a ordem social é mantida porque a função que o indivíduo desempenha é o que marca o seu lugar na sociedade
Assinale a opção que apresenta as afirmativas corretas.
	
	 
	I, III e V
	
	II e V
	
	II e III
	
	II, IV e V
	
	I, III e IV
	
Explicação:
 
Segundo Émile Durkheim a divisão social do trabalho produz a harmônia social e mantem a ordem para evitar a anomia social. Essa ordem seria mantida para fortalecer os laços sociais e reforçar a consciência coletiva (conjunto de valores morais, crenças etc). Mantendo a ordem social também mantem o indivíduo no seu lugar e em sua função na sociedade.
 
 
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	No fascículo: "Introdução à Sociologia da Educação", Pérsio Santos de Oliveira discute o conceito sociológico de Educação. Em concordância com esse autor, são proposições que definem e caracterizam de modo adequado a educação:
1. A educação é uma das atividades básicas de todas as sociedades humanas, pois a sobrevivência de qualquer sociedade depende da transmissão de sua herança cultural aos jovens.
2. A educação é o processo pelo qual a sociedade procura transmitir suas tradições, seus costumes e suas habilidade, isto é, sua cultura aos mais jovens.
3. A criança se torna socializada porque aprende as regras de comportamento do grupo em que nasceu. A educação é uma socialização.
4. A educação visa, sobretudo, ajustar o indivíduo ao regime cultural para ele conservar o partido que está no poder.
5. A educação forma o ser biológico para ele ser ajustado aos padrões sociais.
Estão corretas as alternativas sob a linha de pensamento de Pérsio Santos de Oliveira:
	
	
	1 - 3 - 4
	 
	1 - 2 - 3
	
	2 - 4 - 5
	
	2 - 3 - 4
	
	1 - 2 - 5
	
Explicação:
A educação consiste na socialização das novas gerações para que atue como ser social pleno, equipado culturalmente para o aperfeiçoamento do indivíduo, diferente da doutrinação política ou de formas de manipulação e domesticação.
 
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	No que tange às diferenças entre Ciências Sociais e Ciências Naturais é correto afirmar que: 
	
	
	O cientista natural é o único que faz uso de hipóteses em seu trabalho de investigação
	 
	As ciências naturais podem ter resultados iguais provados por dois pesquisadores distintos em locais diferentes.
	
	As Ciências Naturais possuem um grau de dificuldade de elaboração superior às Ciências Sociais.
	
	O cientista social faz uso do laboratório para realizar as suas pesquisas
	
	As Ciências Sociais não conseguem ser objetivas por conta da subjetividade do pesquisador.
	
Explicação:
A primeira e mais direta resposta pode soar estranha e difícil de acreditar, mas é a mais perfeita definição da diferença entre ambas: as ciências naturais estudam fenômenos relativamente simples e fáceis. Já as ciências da ação humana estudam fenômenos relativamente complexo.
Ciências sociais e ciências naturais são dois campos de estudo com diferenças consideráveis. A ciência social é qualquer estudo que está centrado na sociedade e seu desenvolvimento.  Assim, ciências sociais incluem uma variedade de campos, tais como a antropologia, educação, economia, relações internacionais, ciência política, história, geografia, psicologia, direito, criminologia, e smilares.
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Considerando o pensamento de Émile Durkheim, assinale a alternativa incorreta.
	
	
	Elegeu os fatos sociais como objeto da Sociologia. E, ainda conforme o autor, estes fatos possuem três características: coerção social, exterioridade aos indivíduos e generalidade.
	
	O cientista social deve guardar certa distância em relação ao seu objeto de estudo, preservando objetividade de sua análise.
	 
	Questionava a tese da neutralidade e objetividade do cientista social.
	
	Desenvolveu os conceitos de solidariedade mecânica, solidariedade orgânica e habitus.
	
	Admitindo o capitalismo como uma sociedade harmônica e ordenada, defendia a necessidade de a Sociologia apontar soluções para os problemas sociais que pudessem causar anomia social.
	
Explicação:
Durkheim procurou criar uma nova ciência elaborada na universidade. Muito preocupado com a objetividade, o autor advertia que, a exemplo de cientistas de áreas como a Biologia e a Química, o sociólogo não devia fazer concessões às opiniões baseadas no senso comum.
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Durkheim defendia a ideia de que os fatos sociais deveriam ser tratados como ¿coisas¿, no sentido de serem individualizados e observáveis. Durkheim distinguiu três características dos fatos sociais. Assinale a alternativa correta:
	
	 
	Coerção Social; Exterioridade ao indivíduo e generalidade.
	
	Coerção Social; praticidade e Generalidade
	
	Generalidade, acessibilidade e coerção social.
	
	Assiduidade; Coerção Social e generalidade
	
	Privacidade; exclusividade e generalidade.
	
Explicação:
Sua metodologia foi utilizada no estudo sobre o suicídio, publicado em 1897, em que, em vez de especular sobre as causas do suicídio (eliminando a pesquisa histórica), planejou o esquema de pesquisa, coletou os dados necessários sobre as pessoas que se suicidaram e, a partir desses dados, construiu sua teoria do suicídio. Durkheim defendia a ideia de que

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.