Legislação Trabalhista e Previdenciária   Objetivas
9 pág.

Legislação Trabalhista e Previdenciária Objetivas

Disciplina:Legislação Trabalhista e Previdenciária2.812 materiais14.460 seguidores
Pré-visualização9 páginas
1-Entre as diversas garantias previstas na CLT está a estabilidade provisória. O que antes da Constituição
Federal de 1988, era pratica do para todos os trabalhadores que completassem dez anos de trabalho na
mesma empresa, agora é atribuído apenas a casos específicos e servidores públicos. Sobre o tema,
classifique V ou F:
(V) Estabilidade provisória é o período em que o empregador é impedido de demitir o empregado, a não
ser por justa causa.
(F) O servidor público adquire estabilidade definitiva desde o ingresso em cargo público.
(V) Os representantes dos empregados eleitos que integram a CIPA, possuem estabilidade provisória,
visando à preservação da vida e à promoção da saúde.
(F) A estabilidade do acidentado pressupõe afastamento superior a15 dias e atestado emitido por
médico do trabalho.

2- O período diário em que o trabalhador está disposição da empresa é chamado de jornada de
trabalho. É importante a definição da jornada, a fim de que o empregado saiba em que momento
começa o cômputo de eventuais horas extras. Quanto à jornada de trabalho, assinale a alternativa
CORRETA:
(X) A jornada de trabalho normal prevista constitucionalmente é não superior a 8 horas diárias e 44
horas semanais.

3- O direito do trabalho foi um marco nas relações trabalhistas, pois disciplinou questões vivenciadas
pelo trabalhador, traduzindo-as para a legislação. O direito do trabalho foi dividido em duas fases que
antecederam a legislação trabalhista, chamadas de período pré-industrial e período industrial. Analise as
afirmativas a seguir de acordo com cada período:
I- No período pré-industrial, o serviço era escravo, o indivíduo não tinha direitos, somente obrigações.
CORRETA
II- Ainda no período pré-industrial, foram criadas as corporações de ofícios, em que começaram a
aparecer indícios de direitos aos indivíduos trabalhadores. CORRETA
III- No período industrial, surgiu a locação de serviços e de mão de obra/empreitada. ERRADA
IV- As corporações de ofício surgiram no período industrial, e isso acabou fazendo com que o Estado
deixasse de interferir nas relações de trabalho. ERRADA

4- O período noturno é assim considerado quando o trabalho é prestado entre 22h00 e 05h00 do dia
seguinte. José labora na empresa XV de Janeiro S/A no período noturno, e, durante esse mês, a pedido
da empresa, prorrogou a prestação do trabalho diariamente até as 06h 00. Nesse caso, José têm direito
ao adicional no turno também na hora extra prestada? Sobre o citado exemplo e adicional noturno,
classifique V ou F:
(F) José não possui direito ao adicional noturno na hora extra, pois não existe Previsão legal para tanto.
(V) José possui direito a receber o adicional noturno na hora extra, pois cumpriu integralmente a
jornada no período noturno.
(V) Caso José optasse por mudar seu turno de trabalho para o período diurno, perderia o adicional
noturno.
(F) Uma vez adquirido o direito ao adicional noturno, o empregado, mesmo que por sua vontade, mude
de turno, jamais perderá tal adicional.

5-O regime de prontidão e sobreaviso foram criados para atender inicialmente aos ferroviários. Com o
passar do tempo, atendendo à atual necessidade, os regimes citados foram adaptados e passaram a se
estender a outras categorias, como médicos, aeronautas, petroleiro, entre outros. Configuram-se como
situações além do horário convencional de trabalho do empregado, e sua previsão legal está na CLT, ar
t. 224. Sobre as peculiaridades dos citados, regimes, analise as seguintes sentenças:
I-O regime de prontidão se refere ao tempo despendido pelo empregado à espera de ordens nas
dependências da empresa. CORRETA
II-O regime de sobreaviso é atribuído ao empregado que nas dependências de sua casa aguarda ser
solicitado para o trabalho. CORRETA
III- As horas de sobreaviso são contadas a 2/3 (dois terços) do salário normal. ERRADA
IV- A orientação jurisprudencial determina que o uso de BIP não caracteriza regime de sobreaviso.
CORRETA

6- As Constituições de vários países formam importantes marcos para a proteção do direito trabalhista.
Trouxeram direitos que objetivavam reverter a condição desumana de labor, em especial das mulheres
e menores. Sobre as primeiras Constituições, assinale a alternativa CORRETA:
(X) A Constituição do México proibia o trabalho dos menores de 12 anos, e entre outros direitos
estabelecia o salário mínimo.

7- A Constituição Federal de 1988 reservou um capítulo para tratar dos direitos sociais. Neste capítulo,
estão intrínsecos vários princípios de proteção ao trabalhador, que serão aplicados pelo judiciário em
uma eventual demanda trabalhista. Sobre os princípios trabalhistas, analise as afirmativas a seguir:
I- Ao empregado, é permitida a renúncia de eventuais direitos, desde que assine um documento
expressando sua vontade. ERRADA
II- Via de regra, o contrato de trabalho é por prazo indeterminado, sendo traduzido pelo princípio da
continuidade da relação de emprego. CORRETA
III- O princípio da primazia da realidade é quando a realidade vivenciada pelo empregado é valorada a
maior do que o disposto no contrato. CORRETA
IV- A hierarquia das normas deve ser respeitada, mesmo que prejudique o empregado. ERRADA

8- A Carteira de Trabalho e Previdência Social é o documento que registra a relação de emprego
estabelecida entre empregado e empregador. Encontramos nesta todo o histórico da vida laboral do
empregado. Baseado no exposto, assinale a alternativa CORRETA:
(X) Somente é permitido ao empregador admitir sem a CTPS no caso de localidades onde esta não é
emitida, concedendo prazo de 30 dias para entrega.

9- Os princípios são a viga mestra do ordenamento jurídico. No direito do trabalho, os princípios são
comumente utilizados como meio de aplicação da justiça. Sobre os princípios trabalhistas, analise as
seguintes sentenças:
I- O princípio de proteção ao trabalhador visa a compensar a superioridade econômica do empregador
frente à fragilidade do empregado. CORRETA
II- O princípio da primazia da realidade aplica-se também ao empregador, mas somente perante o Poder
Judiciário. ERRADA
III- O princípio da irrenunciabilidade diz respeito à impossibilidade de o empregado renunciar seus
direitos básicos já adquiridos. CORRETA
IV- O princípio da inalterabilidade contratual in pejus prevê a presunção da continuidade da relação de
emprego. ERRADA

10- O empregador possui elementos que o caracterizam enquanto sujeito do contrato de trabalho,
segundo o art. 2º da CLT, e, num entendimento básico, responsabiliza-se pelas atividades desenvolvidas
em um empreendimento. Com relação às características que definem um empregador, analise as
afirmativas a seguir:
I- O empregador é assim considerado enquanto empresa individual ou coletiva. CORRETA
II- O empregador, para assim ser caracterizado, não pode ser pessoa física. ERRADA
III- O empregador assume os riscos de sua atividade econômica. CORRETA
IV- O empregador admite, assalaria e dirige a prestação de serviços de pessoas no âmbito de sua
atividade econômica. CORRETA

11- Com o intuito de buscar da melhor forma possível satisfazer os interesses de empregados e
empregadores de determinada categoria, as negociações coletivas de trabalho estão inseridas nos
acordos, convenções e dissídios coletivos do trabalho. Analisando os pressupostos de cada qual,
classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(V) Acordo coletivo é pactuado entre sindicato profissional e empresa(s), buscando a paz social.
(V) Convenção coletiva se estabelece com a negociação entre um ou mais sindicatos de empregados e
sindicatos de empregadores, em que as decisões decorrentes serão aplicadas a todos os trabalhadores
destas empresas.