A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Novo Acordo Ortográfico SESI PR - cadernoortografico

Pré-visualização | Página 4 de 6

r
s e m i c í rc u l o
semivogal
semideus
ultramoder no
neolatino
contrapartida
neonazista
autobiografia
semifinal
automedicação
autodidata
c o n t r a p ro p o s t a
pseudocientífico
extrapartidário
hiperacidez
subeditor
hiperativo
s u b e m p re g o
i n t e re s c o l a r
subestimar
i n t e re s t a d u a l
subitem
i n t e re s t e l a r
suboficial
i n t e re s t u d a n t i l
superaquecido
superamigo
superinvestidor
superaquecimento
s u p e re s t r u t u r a
s u p e re c o n ô m i c o
superalimentação
s u p e re x i g e n t e
superabundância
s u p e r i n t e re s s a n t e
s u p e ro t i m i s m o
s u p e re s p e c i a l
interativo
interação
i n t e ro c u l a r
Nos vocábulos que
perderam noção de
composição e passaram a se
escrever aglutinadamente:
girassol, madressilva,
mandachuva, pontapé,
paraquedas (e afins,
paraquedismo,
paraquedístico).
Atenção: Outros compostos
com a forma verbal para-
continuarão separados por
hífen conforme a tradição
lexicográfica: para-brisa(s),
para-choque, para-lama(s)
etc.
O
B
S
E
R
V
A
Ç
Õ
E
S
 I
M
P
O
R
TA
N
TE
S
?
8 SALVADOR, SÁBADO, 7/3/2009REFORMA ORTOGRÁFICA
ê
Como era
enjôo
enjôos
vôo
vôos
zôo
zôos
crêem
dêem
vêem
lêem
p re v ê e m
re l ê e m
povôo
abençôo
magôo
p e rd ô o
re v ê e m
descrêem
Deixaram de ser
acentuadas as
palavras
terminadas em
ôo(s) e êem
O B S E RVA Ç Ã O
O acento permanece no
plural de ter e vir, assim como
na 3ª pessoa do singular e do
plural de seus derivados
(manter, deter, reter,
conter, convir, advir, etc.).
?
Este acento é usado na escrita em vários idiomas, como o
grego, o francês, o norueguês, o romeno, entre outros. Em
português, o circunflexo é usado no â, ê e ô. Os dois últimos
denotam as vogais médias fechadas tônicas [e] e [o]. O â,
sempre antes de uma consoante nasal – m ou n: como em
pântano e câmara. Caracteriza uma vogal central tônica,
levemente nasalizada no português falado no Brasil. É, às
vezes, empregado para distinguir certas palavras, como,
por exemplo, tem e têm. Seu uso tem sido bastante redu-
zido como consequência das sucessivas reformas ortográ-
ficas realizadas no português ao longo dos anos. O nome
do diacrítico procede do latim circumflexus (meia curva).
ACENTO
CIRCUNFLEXO
EXEMPLOS
Ele não tem para onde ir.
Eles têm alter nativa.
O Brasil tem forte participação nos
debates sobre o meio ambiente.
Estudantes brasileiros têm m e l h o re s
oportunidades este ano.
O garoto vem sozinho.
Eles vêm de outra empresa.
A empresa mantém sua rotina de
trabalho.
Eles mantêm a palavra.
A caixa contém vários presentes.
Os arranjos contêm muitas flores do
campo.
O governo detém o poder.
Os policiais detêm a ação dos
criminosos do tráfico.
Crise advém do desequilíbrio
econômico.
Tensões sociais advêm da ausência de
valores humanos.
Como fica
enjoo
enjoos
voo
voos
zoo
zoos
c re e m
deem
veem
leem
p re v e e m
re l e e m
povoo
abençoo
magoo
p e rd o o
re v e e m
d e s c re e m
9SALVADOR, SÁBADO, 7/3/2009 REFORMA ORTOGRÁFICAp
á
ra
p
a
raDeixa de serusado o acentoque diferenciavaos parespára/para,péla(s)/pela(s),pêlo(s)/pelo(s),pólo(s)/polo(s)
e pêra/pêra.
?
ACENTO DIFERENCIAL
AT E N Ç Ã O
Permanece o acento diferencial
em pôde/pode. Pôde é a forma
do passado do verbo poder
(pretérito perfeito do indicativo),
na 3ª pessoa do singular.Pode é a
forma do presente do indicativo,
na 3ª pessoa do singular.
Exemplo: Ele pôde, por duas
vezes consecutivas, interferir nas
decisões do conselho, mas agora
ele não pode mais.
Continua também o acento
diferencial em pôr (verbo)/por
( p re p o s i ç ã o ) .
EXEMPLOS
Não vou pôr o material no
armário feito por você.
Ele vai pôr o roteiro elaborado
por você à disposição de todos.
USO FACULTATIVO
O acento circunflexo para
diferenciar as palavras
forma/fôrma pode ser usado
opcionalmente. Indica-se o uso
do acento para conferir maior
clareza à frase.
EXEMPLO
De qualquer forma, não
encontramos a fôrma adequada
para o bolo de aniversário.
A forma daquela fôrma é
bastante irregular.
Como era
pára
pélo/ péla
pêlo
pêra
pólo
Como fica
para
pelo/pela
pelo
pera
polo
Exemplos
Ele não pára de olhar.
Ele não para de olhar.
A cidade é pólo cultural.
A cidade é polo cultural.
Ele péla a galinha antes do preparo.
Ele pela a galinha antes do preparo.
Não encontrei pêlos no tapete.
Não encontrei pelos no tapete.
Continuo comprando pêras.
Continuo comprando peras.
10 SALVADOR, SÁBADO, 7/3/2009REFORMA ORTOGRÁFICA
güi
Com a vigência do
A c o rd o
Ortográfico em
janeiro deste ano,
ele foi abolido em
palavras da língua
portuguesa,
ficando seu uso
restrito aos nomes
próprios
estrangeiros e suas
derivações, tais
como: Müller,
mülleriano,
H ü b n e r,
hübneriano,
Bündchen, etc.
?O sinal (¨), com uso indicado na língua por-tuguesa desde a vigência do Formulário Or-tográfico de 1943, foi utilizado no portu-guês brasileiro para assinalar a letra u nascombinações que, qui, gue e gui nos casosem que essa vogal apresentava-se átona epronunciada. Assim, palavras como lingui-ça, sagui, tranquilidade, sequestro e outras
eram grafadas com o trema. No entanto,
apesar de ter uso determinado nas gramá-
ticas e livros de português, muitos não uti-
lizavam o trema na grafia das palavras, seja
por desconhecimento ou por considerar seu
uso desnecessário.
FIM DO TREMA
I M P O RTA N T E !
Apesar de o trema ter sido abolido, a
pronúncia nas palavras em que ele era
utilizado continua a mesma. Portanto, as
palavras continuarão a ser pronunciadas
como antes. O mesmo ocorre com as
paroxítonas que perderam o acento
gráfico, seja agudo ou circunflexo.
Como fica:
aguentar
linguiça
s e q u e s t ro
f re q u e n t e
cinquenta
sequência
tranquilo
delinquente
eloquente
bilíngue
e q u e s t re
sagui
ensanguentado
pinguim
consequência
quinquênio
f re q u e n t a d o r
delinquir
arguir
f re q u ê n c i a
delinquência
Como era:
agüentar
lingüiça
s e q ü e s t ro
f re q ü e n t e
cinqüenta
seqüência
tranqüilo
delinqüente
eloqüente
bilíngüe
e q ü e s t re
sagüi
ensangüentado
pingüim
conseqüência
qüinqüênio
f re q ü e n t a d o r
delinqüir
argüir
f re q ü ê n c i a
delinqüência
11SALVADOR, SÁBADO, 7/3/2009 REFORMA ORTOGRÁFICA
1 | Corrija as palavras
abaixo, reescrevendo-as de
acordo com a nova
ortografia:
a) idéia –
b) enjôo –
c) platéia –
d)feiúra –
e) vôo –
f) geléia –
g) assembléia –
h) colméia –
I) jóia –
j) diarréia –
k) tramóia –
l) infra-estrutura –
m) auto-escola –
n) auto-retrato –
o) ante-sala –
p) microondas –
q) centopéia –
r) hiper-mercado –
s) super-interessante –
t) lêem –
u) zôo –
v) pré-escola –
w) estréia –
x) co-autor –
y) vice-diretor –
z) ex-aluno –
2 | Dentre as palavras
abaixo, descubra as dez
que não passam por
modificações previstas pelo
Acordo Ortográfico,
circulando-as:
pastéis – lingüiça – fiéis –
maoísmo – tuiuiús – saúde –
onomatopéia – mágica - lâmpada
– estréia – hotéis – paranóia –
arco-íris – anti-rábico – herói –
heróico – paranóico – protéico –
norte-americano – seqüestro –
conseqüência – bóia
3 | Marque a alternativa em
que todas as palavras estão
corretamente escritas
conforme a nova
ortografia:
a) asteróide, pré-estreia, idéia,
anéis, co-produção;
b) multi-instrumentista,
microônibus, odisséia, tetéia,
superhomem;
c) sequência, androide,
autodidata, pan-hispânico,
i n t e r- re g i o n a l ;
d) interestadual, ultra-romântico,
seminovo, jibóia, enjôo;
e) semicírculo, micro-computador,
auto-peça, anti-inflamatório,
t ro f é u .
4 | Assinale a alternativa
correta quanto ao uso do
acento diferencial,
seguindo as orientações