A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
Alginato

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
*
*
*
*
*
O material de escolha para a obtenção de moldes e posterior confecção dos modelos de estudo e para diversas outras aplicações, 
Os principais fatores responsáveis pelo seu sucesso
são a facilidade de manipulação, conforto
para o paciente e o baixo custo
*
*
Composição química
O principal componente do hidrocolóide
irreversível é um alginato solúvel, como o
alginato de sódio ou de potássio
*
*
Alginato
Reação de geleificação (água + pó):
Tempo de presa (ADA - 18):
Tipo I (presa rápida): 1-2 min.
Tipo II (presa normal): 2-4 min a 230C
Variável com a relação água/pó e com a temperatura.
*
*
Alginato
Propriedades físico-químicas:
Atóxico (não libera subprodutos)
Fluidez limitada
Elasticidade (baixa resistência ao rasgamento)
Recuperação elástica: 97,3%
*
*
ALGINATO
Adere a moldeira através de retenções mecânicas
A estabilidade dimensional pode ser alterada em função da sinérese (perda do conteúdo de água para o ambiente) e pela embebição (ganho de água, quando submerso), o que indica que o vazamento do gesso deve ser o mais imediato possível, mas não antes de 10 min.
*
*
Alginato
Indicações:
Moldagem para obtenção de modelo de estudo
Moldagem para obtenção de modelo de trabalho em: próteses removíveis (parcial e total), prótese fixa (técnica de moldagem com casquete e elastômero) e ortodontia.
*
*
Alginato
Contra Indicações:
Moldagem para obtenção de modelo de trabalho em prótese fixa (não reproduz com precisão e nitidez os detalhes dos preparos coronários dos dentes pilares).
O tempo de trabalho é de aproximadamente 2,5 min.
*
*
Materiais e instrumental utilizados para moldagem com hidrocolóide irreversível:
• Hidrocolóide irreversível ( alginato)
• Moldeiras de estoque com retenção
• Cubeta de borracha
• Espátula para manipulação
• Cera utilidade
• Frasco medidor de pó
• Frasco medidor de água
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Inicialmente deve-se posicionar o paciente na cadeira odontológica de tal forma que o arco dentário a ser moldado fique paralelo ao piso, e antes da moldagem fazer cuidadosa limpeza da boca.
Selecionar a moldeira tomando como referência um espaço livre de 3 mm entre ela e os tecidos do arco a ser moldado. 
Se a moldeira selecionada não envolver toda a superfície, deve ser conformada utilizando cera utilidade
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Moldeiras metálicas totais com retenção.
Selecionar a moldeira tomando como
referência um espaço livre de 3 mm entre ela e os tecidos do arco a ser moldado
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Selecionar o alginato e fazer o proporcionamento de água/pó de acordo com as instruções do fabricante.
A quantidade de água pode ser ligeiramente reduzida, visando aumentar a resistência e reduzir o tempo de permanência do material na boca. 
Acrescentar o pó à água em uma cubeta e espatular durante 45 segundos, até que a mistura fique uniforme, lisa e cremosa (a espatulação insuficiente, com resíduos de pó, pode promover queda na resistência de até 50%),
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Proporcionamento de água/pó de
acordo com as instruções do fabricante
Espatulação do alginato.
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Colocar o alginato espatulado na moldeira previamente selecionada, e antes de sua inserção na boca do paciente, passar alginato na superfície oclusal e espaços interproximais dos dentes a serem moldados, com o auxílio do dedo indicador
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Posicionar a moldeira na boca do paciente entre o estágio de escoamento e viscosidade, alinhando a parte central de seu cabo com a linha média da face do paciente e fazendo ligeira compressão contra a superfície que se está moldando, porém, sem permitir que a moldeira a toque.
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Manter a moldeira imóvel, até que ocorra a completa geleificação do alginato quando, então, remove-se a moldeira.
Caso haja tolerância por parte do paciente, é recomendável aguardar mais 3 ou 4 minutos após esta geleificação, visando maior resistência e conseqüentemente menor deformação e rasgamento,
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Posicionando a moldeira carregada com
alginato na boca do paciente
Manutenção estável da moldeira na boca do paciente até a presa final do alginato.
*
*
Técnica de moldagem com alginato
Remover a moldeira num só golpe, no sentido paralelo ao longo eixo da face, sem movimentos laterais, lavá-la em água corrente e escorrer completamente,
*
*
O molde é considerado aceitável se não houver nenhum contato dos dentes com a moldeira e não forem observados bolhas ou rompimentos que comprometam a qualidade do modelo.
A espessura mínima de alginato entre os tecidos e a parede da moldeira deve ser de 3 mm.
*
*
Idealmente, o gesso deve ser vazado sobre o molde, logo a seguir. Quando não for possível, envolvê-lo em papel toalha úmido ou acondicioná-lo dentro de recipiente com umidade relativa de 100%, até o momento do vazamento.
Para a desinfecção do molde usar imersão ou spray com agentes antimicrobianos antimicrobianos, hipoclorito de sódio ou glutaraldeido, durante 10 min.
O material de escolha para a confecção dos modelos de estudo é o gesso pedra.
*
*
Referências
ANUSAVICE K.J.; Phillip’s Science of Dental Materials. Tenth edition.W.B.Saunders. 1998.
ANUSAVICE, K. J. - PHILLIPD - MATERIAIS DENTÁRIOS. 11ª edição. Rio de Janeiro, Editora Guanabara Koogan, 2005
O’Brien & Ryger; Materiais Dentários.1a ed. Rio de Janeiro, Interamericana,1981.