aula1
20 pág.

aula1

Disciplina:Qualidade de Softwere33 materiais35 seguidores
Pré-visualização1 página
Qualidade e Auditoria
de Software

ULBRA Carazinho

Prof. Giovano Machado

1

Roteiro

• Apresentação

• Metodologia de ensino e avaliação

• Introdução a disciplina

2

Prof. Giovano Machado

• Especialista em Gestão e Governança de TI.

• Especialista em Desenvolvimento de Software.

• Ex-Gerente de TI do Grupo Mekal (2006-2015)

• Professor Ulbra (2008)

• Técnico em Informática Município de
Carazinho

• Vice Presidente GTISUL (2015/2016)

• E-mail: giovano.machado@ulbra.edu.br

3

Ementa da Disciplina

• A disciplina apresenta uma visão abrangente
dos conceitos relacionados a gestão da
qualidade na área de desenvolvimento de
software e auditoria de sistemas.

4

OBJETIVOS

• Objetivo Geral

– Capacitar o aluno na percepção e aplicabilidade dos
conceitos relacionados à gestão da qualidade e
auditoria de software.

• Objetivos Específicos do Componente Curricular

– Apresentar os conceitos relacionados à área de gestão
da qualidade em desenvolvimento de software;

– Apresentar os conceitos relacionados à área de
auditoria em sistemas de informação.

5

Datas importantes

• G1 – 20/04/2018

• G2 – 29/06/2018

• Substituição – 06/07/2018

• Atividades
Semipresenciais
– 10/03/2018

– 04/04/2018

– 12/05/2018

– 09/06/2018

• FISL 11 a 14/julho
6

Sistemas de Qualidade

Histórico

7

Edilberto Silva Políticas de Qualidade em TI

Qualidade na antiguidade?

Qualidade na Antiguidade

9

O que mudou com a Revolução
Industrial ?

• Início da automação

• Surgimento do
consumo em massa

• Concorrência

• Inspeção

Sistemas de Qualidade - Histórico

• Pré-história

– Utensílios;

• Idade média (500 – 1500)

– Artesãos

• Revolução industrial (1780 - 1850)

– Customização x Padronização

• Primeira e segunda guerra (1914/1940)

– Sistemas da Qualidade

11

Principais pensadores

• W. Edwards Deming

• Joseph M. Juran

• Philip B. Crosby

• Armand Valin
Feigenbaum

• Kaoru Ishikawa

Como definir qualidade?

1. Excelência

2. Valor

3. Especificações (qualidade planejada)

4. Conformidade (qualidade real)

5. Regularidade (pouca variação)

6. Adequação ao uso

Sistemas de Qualidade

• ISO - International Organization for Standardization

• PGQP - Programa Gaúcho da Qualidade e
Produtividade

• CMM / CMMI - Capability Maturity Model /
Capability Maturity Model Integration

• Kaizen - do japonês, "melhoria" ou "mudança para
melhor"

• 6 Sigmas - Six Sigma – Motorola

• Cobit - Control Objectives for Information and
related Technology

14

Qual das turmas abaixo apresenta
melhor qualidade

15

• Turma A: 5 alunos. Notas: 10;10;3;4;4

- Média 6,0; Desvio Padrão 3,67

• Turma B: 5 alunos. Notas: 7;7;7;7;2

- Média 6,0; Desvio Padrão 2,23

• Turma C: 5 alunos. Notas: 5;5;5;5;5

- Média 5,0; Desvio Padrão 0

• Discuta em grupo. Justifique a escolha.

Os pilares da Qualidade

• Planejamento da Qualidade

• Garantia da Qualidade

• Controle de Qualidade

16

Custo de prevenção

• Custos de evitar a ocorrência de erros e
defeitos
– Planejamento e controle da qualidade

– Treinamento para a qualidade

– Desenvolvimento de fornecedores

– Desenvolvimento de produtos e serviços com
qualidade

– Desenvolvimento do sistema de produção

– Manutenção preventiva

17

Custos de aferição da qualidade

• Mensuração e teste de matérias-primas e
insumos de produção

• Aquisição de equipamentos especiais para
avaliação de produtos

• Realização de atividades de controle
estatístico de processos

• Inspeção

• Elaboração de relatórios

18

Custos internos dos defeitos

• Custos dos defeitos que são identificados
antes dos produtos e serviços serem
entregues ao cliente

– Matérias-primas e produtos refugados

– Produtos que precisam ser retrabalhados

– Modificações nos processos produtivos

– Tempo de espera em equipamentos parados para
correção

19

Custos externos dos defeitos

• Custos dos defeitos que ocorrem depois que o
produto ou serviço chega ao cliente

– Cumprimento das garantias oferecidas ao cliente

– Perda de encomendas

– Processamento de devoluções

– Custos de processos (PROCOM)

– Comprometimento de imagem

– Perda de clientes e de mercado