A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
64 pág.
Aula 6 Aborto e Eutanásia (1)

Pré-visualização | Página 1 de 3

BIOÉTICA E ABORTO
Profª Msc Silvia Moro C Spinelli
Nutricionista CRN8/3030
ABORTO
INTERRUPÇÃO DA GRAVIDEZ NUM PERÍODO EM 
QUE O FETO É INCAPAZ DE SOBREVIVER FORA DO ÚTERO ( Dr. ROBERT ROTHENBERG)
O PONTO DE VISTA DA BIOÉTICA
ASSUNTO POLÊMICO
ABRANGE ÂNGULOS:
* HISTÓRICO
* SOCIOLÓGICO
* DIREITO CIVIL E PENAL
* TEOLÓGICO-MORAL, RELIGIOSO
* CULTURAL
O PONTO DE VISTA HISTÓRICO DA BIOÉTICA
ANTIGUIDADE
HEBREUS – aceitava se o parto risco para a mae
PLATAO E ARISTÓTELES – meio de impedir excesso da população
ROMA – punição se fosse sem o consentimento do pai
CÓDIGO HAMURABI – pena a quem causasse morte de um nasciturno
O PONTO DE VISTA SOCIOLÓGICO DA BIOÉTICA
EXAMINAR NO MOMENTO
ATUAL A INCIDÊNCIA DE
ABORTO LEGAL E 
CLANDESTINO 
REAÇÃO DA SOCIEDADE
ITÁLIA - 1991: 160.532 abortos
O PONTO DE VISTA DIREITO CIVIL
 E PENAL DA BIOÉTICA
ITÁLIA- LEI 194/78
BRASIL – CRIME
3 MODALIDADES:
1- Aborto provocado por terceiros sem consentimento da mãe;
2 – Com consentimento da gestante;
3 – Provocado pela gestante.
O PONTO DE VISTA TEOLÓGICO DA BIOÉTICA
Igreja contra
O PONTO DE VISTA CULTURAL
- Cada país tem uma cultura.
Ria slides
Um feto de poucas semanas encontra-se no interior do útero de sua mãe.
RECÉM CONCEBIDO 
NO VENTRE MATERNO
Ria slides
NO MOMENTO DA FECUNDAÇÃO JÁ FORMA O EMBRIÃO
FORMAÇÃO DE UM NOVO SER DA BIOÉTICA
1 – Embriao celular individualizado
2 – Novo genoma - identifica o embriao
CARÁTER HUMANO DO EMBRIÃO
* RELATÓRIO DE WARNOCK ATÉ 14º DIA PODE USAR FINS EXPERIMENTAIS.
NIDAÇÃO 6º e 7º dia, completa no 9º dia, no 14º dia ocorre reconstituicao do endométrio.
* 8º semana formaçao SNC e Coração
* Recém concebido é um indivíduo.
CARÁTER HUMANO DO EMBRIÃO
* O embrião é um indivíduo humano em desenvolvimento 
RESPEITO A VIDA
VALOR ONTOLÓGICO E ÉTICO DO RN
 Ontologia: parte da filosofia que estuda o ser e a existência.
 O embrião é um indivíduo humano em desenvolvimento que, por isso, merece o respeito que se deve a todo homem. 
A lei preventiva
O que está em questão não é a moral mas a necessidade de encontrar uma lei que regule a prática do aborto clandestino. 
ABORTO CLANDESTINO
Exploração econômica da mulher;
Perigoso para a vida e para a saúde da mulher;
“ A legalização seria o mal menor com relação à difusão dos abortos clandestinos”.
É direito da mulher aceitar ou não o desenvolvimento do embrião.
A teoria da Animação Sucessiva
Afirma que a alma, ainda que destinada a uma união substancial com o corpo, tem ontologicamente, uma origem diferente e é criada mediante Deus. 
São Tomas – desde o início da fecundação houvesse uma alma.
Aborto é um pecado!
A consciência Autoconsciente
A tendência de diminuir o estatuto biológico do embrião a ponto de não considerá-lo indivíduo humano senão a partir de alguns momentos arbitrariamente fixados esta a tentativa de não considera-lo pessoa humana. 
Sociólogos: fala da relação social, a personalidade existe se existe a relação social. A relação social seria aqui o consentimento expresso pela mãe ou pelos pais.
Razão filosófica: Não é a relação constitui a realidade dos sujeitos, mas é a realidade do sujeito que torna possível a relação interpessoal.
Para entrar em uma relação é preciso existir. 
O reconhecimento da imagem Humana
Alguns psicólogos dizem que a percepção da personalidade depende do reconhecimento da percepção de uma imagem humana, mas quando existe apenas um desejo ou uma rejeição, não há reconhecimento da personalidade. Nessa ótica engenhosa, o problema é adiado e não resolvido. 
É preciso distinguir entre vida humana e vida humanizada
O recém concebido deve ser considerado em seu valor humano e individual, qualquer que seja o modo concebido. EX: Traição, Não planejamento ... 
Valor a vida vai além: PAIS 
 SOCIEDADE
Conclusão Filosófica : O Biológico e o Humano
O embrião tem o valor próprio da pessoa humana. 
SENTIDO NEGATIVO: O aborto voluntário é um delito contra a vida pessoal.
Caráter biológico ? Desenvolvimento Programado
Caráter filosófico? Concepção X Valor Humano
 (Corpo de Alma) / Personalidade
Portanto, o embrião é uma forma humana ainda não expressa do mesmo modo como habitualmente, mas já é uma substância viva e individualizada desde o momento da fecundação. 
Como poderia um indivíduo humano não ser uma pessoa humana?
O Aborto Terapêutico
O Conflito entre vida da mãe e vida concebido:
- Intervenção Médico – Cirúrgico (Obj. sanar ou tirar a parte doente do físico) – Supõe que é a eliminação do feto (sadio) para evitar o agravamento da saúde ou perigo de vida da mãe.
Aborto Indireto: em situações propriamente terapeutica (aborto terapeutico) .
 Ex: quando se extrai um tumor do útero, o que indiretamente, importa na morte do feto. 
Aborto Terapeutico X Aborto Eugênico
- Aborto Eugênico ( malformações ou doença do feto, motivação contraceptiva – filho não desejado)
Lei Italiana 194/78 no art. 4 
Para a interrupção voluntária da gravidez, dentro dos primeiros noventa dias, a mulher que acuse os devidos fatores, deve se dirigir a um consultório público (art 2 da lei n. 405, de 29 de julho de 1975, ou a uma unidade social de saúde habilitada ou médico de sua confiança.
*`Praticamente passa a ser : do aborto `terapêutico`para o ABORTO ENTENDIDO. 
As “indicações” para o aborto terapêutico
 
Condições orgânicas que tornam complicada a gravidez, e apresentam perigo para a saúde .
Com o atual progresso da medicina ocorre uma redução significativa dos riscos para a vida e a saúde da mãe.
As “indicações” para o aborto terapêutico
 
b) Condições de saúde levadas em consideração pela Interrupção Voluntária de Gravidez (IVG) onde ou tem maior peso negativo em relação a saúde do que seu prosseguimento.
As “indicações” para o aborto terapêutico
 
c) Condições onde o agravamento da saúde é real porem podem ser enfrentadas com métodos terapêuticos outros que não a interrupção. 
As “indicações” para o aborto terapêutico
 
O aborto terapêutico perdeu muito espaço e em muitas circunstancias revela-se mais prejudicial do que útil, levando-se em consideração a “descompensação” materna.
A avaliação ética a propósito do aborto terapêutico
 
Situações agravantes:
Condições socioeconômicas, condições de saúde física e estado de verdadeiro e grave perigo para a vida da mãe em determinado momento ter que optar entre a vida da mãe a perda da mãe e filho.
Os casos dramáticos
 
Pode haver dois níveis: 
No caso de conflito entre a vida da mãe e do feto a continuação da gravidez não somente causa a morte da mãe, como nem sequer salva a criança o aborto provocado causa a salvação da mãe.
A continuação da gravidez comporta a morte da mãe, 
enquanto se pode salvar a criança. 
Os casos dramáticos
 
Conflito de deveres: ao médico cabe o dever de manter a vida da mãe e de levar o filho ao nascimento, não podendo cumprir os dois, estando em conflito nas situações e não vontade das pessoas, escolhe-se o dever mais acessível. 
ABORTO EUGENICO
MALFORMAÇÕES OU DEFEITOS QUE AMEAÇAM A SAÚDE PISÍQUICA E O EQUILÍIBRIO SOCIAL DA FAMÍLIA.
A prevenção do aborto espontâneo
O aborto espontâneo ocorre a elevada frequência, pode ser causado por diversos fatores, uma vez identificada a causa, é possível intervir impossibilitando a concretização do aborto. 
Quando os fatores de risco são ambientais, a obrigação de intervir não cabe apenas ao individuo, mas de toda a sociedade.
CONCLUSÃO
 
A vida humana pode acabar e, de fato, acaba por muitas causas , mas a vida inocente não pode ser diretamente suprimida por nenhuma razão.
É dever do médico sustentar a vida tanto da mão

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.