A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Casos_Clínicos de eletrotermofototerapia

Pré-visualização | Página 1 de 2

Monitoria de Recursos e Habilidades Fisioterapêuticas I 
Monitora – Cibele Cunha 
 
Casos Clínicos de Eletrotermofototerapia 
 
1) João 32 anos de idade, pesa 58 kg e mede 1,50m, sofreu uma torção no 
tornozelo direito, por volta de 20 dias, apresenta dor classificado como 4 na 
escala da dor, edema 4 na EVA, restrição para o movimento de inversão no 
últimos graus. Houve estiramento do ligamento calcâneo fibular. Diante do 
quadro exposto, relacione-o com o assunto de US estudado. 
Obs: Era de cm² 
 
 
Tipo de US quanto a profundidade 
Forma de US quanto ao efeito 
Frequência de Pulso e intervalo 
Dosagem 
Forma de aplicação 
Tempo de Aplicação 
Objetivo do Us nesse paciente 
 
 
2) Considerando o uso da corrente interferencial (HET no aparelho Nemesys – 
Quark). Estabeleça, a parametrização de pulso (base, AMF, slope) ao se 
aplicar no tratamento de um quadro de dor no trapézio com instação da 
sintomatologia há 1 ano, dor classificada como 8 (EVA) no início da amplitude 
de movimento de elevação do ombro. 
 
 
3) Francisco, 27 anos de idade, queixa-se de dor no joelho esquerdo por volta de 
15 dias, apresentando dor classificada como 5 na Escala Visual Analógica 
(EVA), edema, diminuição de amplitude de movimento, déficit de força 
muscular e atrofia, marcha claudicante de forma moderada. O fisioterapeuta 
selecionou a seguinte conduta: crioterapia, Ondas curtas com freqüência alta e 
baixa potência e ultra som pulsátil a 5%, 16Hz e 0,3 w/cm². 
Analise o planejamento do tratamento de Francisco como certo ou errado, 
justificando sua resposta. 
 
 
 
4) Indivíduo dentista refere dor no punho direito devido movimentos repetidos de 
flexão do punho. A dor é classificada como 9 (EVA), surgindo por volta de 2 
dias, no inicio do movimento. Apresenta edema. Construa um plano de 
tratamento resolutivo para o quadro clínico apresentado, justificando sua 
resposta. 
5) João, 28 anos de idade, refere dor em todo joelho direito devido um trauma. 
Sua dor é classificada como 6 (Eva). Como conduta foi selecionado o Tens 
com uma freqüência alta e uma baixa largura de pulso. 
PORQUE 
O Tens convencional age sobre a teoria das comportas, atuando nas fibras nervosas 
Agama, grossas, mielinizadas, impedindo a condução da dor na via ascendente 
neoespinotalâmica. 
Analisando a relação proposta entre as duas asserções acima, assinale a opção 
correta: 
( A) As duas asserções são verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da 
primeira. 
(B) As duas asserções são verdadeiras, e a segunda não é uma justificativa correta da 
primeira. 
(C) A primeira asserção é verdadeira e a segunda é falsa. 
(D) A primeira asserção é falsa e a segunda é correta. 
(E) As duas asserções são falsas. 
 
6) Renata apresenta uma contratura no trapézio esquerdo (equivalente uma área 
de 10cm²) percebido após sair do salão de beleza, por volta de 4 dias. 
Apresenta um nódulo doloroso a palpação, com restrição para a inclinação 
contra lateral ao lado acometido. O fisioterapeuta aplicou o US contínuo de 
forma estacionária em todo o trapézio, em um tempo de 3 minutos. 
Considerando que a ERA do US é de 3 cm². Julgue a conduta do 
fisioterapeuta, justificando sua resposta. 
 
 
 
7) Sara, telefonista, chegou á clínica queixando-se de rigidez de dedos do pé, dor, 
dificuldades de desempenhar suas atividades profissionais e redução do 
espaço articular no Rx. Na avaliação funcional foi identificada que a dor 
aumenta ao realizar a flexão de dedos e punho. Analisando esse fator e 
considerando a anatomia da área, deve-se realizar o ultra som: 
 
(A) Com massagem por deslizamento, cabeçote de 3MHz. 
(B) Subaquático, cabeçote de 3MHz. 
(C) Com aplicador fixo, cabeçote de 1 MHz. 
(D) Por meio de movimentos circulares, cabeçote de 1 Hz. 
 
8) Laura, 32 anos de idade, tecladista, apresenta dor na região anterior do punho 
direito, sendo diagnosticado como portadora da Síndrome do Túnel do Carpo. 
A mesma relata que sente as dores por volta de 15 dias. Informou que está 
abaixo do peso. Obs: era de 5cm² 
 
Tipo de US quanto a profundidade 
Forma de US quanto ao efeito 
Frequência de Pulso e intervalo 
Dosagem 
Forma de aplicação 
Tempo de Aplicação 
Objetivo do Us nesse paciente 
 
9) Fernando, 52 anos de idade mecânico, relata ter contundido o 4° quirodáctilo 
da mão esquerda. O mesmo relata dor 9 na falange intermédia, tendo 
acontecido em média 20 dias. Na avaliação foi identificado dor, edema, 
aumento de temperatura e vermelhidão. A dor impede de realizar suas 
atividades com êxito, porém continua realizando-a. 
 
Tipo de US quanto a profundidade 
Forma de US quanto ao efeito 
Frequência de Pulso e intervalo 
Dosagem 
Forma de aplicação 
Tempo de Aplicação 
Objetivo do Us nesse paciente 
 
 
10) Meire, 23 anos de idade, dentista, relata dor na palma da mão esquerda por 
volta de 5 dias. O mesmo relata dor classificada como 3 na EVA, aparecendo 
após sua atividade profissional. Suas atividades são realizadas sem 
interrupção. Obs: Era de 5cm² 
 
Tipo de US quanto a profundidade 
Forma de US quanto ao efeito 
Frequência de Pulso e intervalo 
Dosagem 
Forma de aplicação 
Tempo de Aplicação 
Objetivo do Us nesse paciente 
 
11) Durante a avaliação física – funcional feita por uma equipe de fisioterapeutas 
em J.P.F., paciente com 53 anos, sexo masculino, com diagnóstico de fratura 
de tíbia direita, revelou-se a presença de hipotrofia e debilidade muscular para 
os movimentos de MID que ocasionaram a alteração da marcha; da 
sensibilidade, do equilíbrio, da coordenação motora e perda de noção de 
esquema corporal. Deambula com muletas axilares e passou um longo período 
de tempo sem atendimento fisioterapêutico, dificultando acentuadamente seu 
processo de recuperação. É hipertenso e diabético. 
É adequado, o protocolo de atendimento fisioterapêutico através da 
eletroterapia. 
 
(A) O uso do TENS como excitante muscular com um tempo de sustentação 
rápido justificado pelo risco de desencadear fadiga na musculatura 
debilitada. 
(B) A corrente Interferencial se adequa ao caso acima, por ser uma corrente 
essencialmente motora. 
(C) A associação da eletroterapia com o exercício resultará em uma 
sobrecarga excessiva ao paciente, devido suas doenças associadas. 
(D) É indicada a contração voluntária associada ao uso do TENS para 
obtenção de uma analgesia satisfatória, repercutindo assim na melhora da 
força e limiar de dor. 
(E) Deve-se evitar o uso do TENS com freqüências baixas, pois a mesma 
provoca contração muscular haja vista a presença de hipotrofia e debilidade 
muscular. 
 
12) Brena, 36 anos de idade, submete-se ao tratamento fisioterápico, em 
decorrência de dor lombar, Durante o atendimento a mesma relata que 
sensação percebida, vindo do TENS, diminui em relação ao inicio do 
atendimento. O fisioterapeuta elevou a intensidade da corrente objetivando o 
aumento da sensação percebida pela Brena. 
Analise a conduta fisioterapeuta, justificando sua resposta. 
 
13) Quando um tecido é lesionado, para sua recuperação, o mesmo passa por um 
processo de cicatrização composto por 3 fases. Referente a 2ª fase, deve-se 
considerar. 
I. Tem-se como objetivo o aumento do volume de colágeno favorecendo o 
aumento da força total do tecido. 
II. Podem-se realizar exercícios resistidos enfatizando a hipertrofia 
muscular, pois as fibras de colágeno estão maduras e densamente 
compactas. 
III. Indica-se o uso da crioterapia objetivando a redução do metabolismo e 
controle da hipóxia secundária. 
IV. Ocorre a formação do tecido de granulação

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.