A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
267 pág.
Tim e Beverly Lahye   O Ato Conjugal

Pré-visualização | Página 1 de 50

O Ato 
Conjugal 
Tim e Beverly LaHaye 
Orientação sexual equilibrada, 
clara e sem rodeios. 
Um manual completo 
para o casal cristão. 
digitalizado por Karmitta 
exclusivo para 
http://semeador.forumeiros.com 
I 
índice 
Palavra de Reconhecimento 9 
Introdução 11 
1. A Santidade do Sexo 15 
2. O que o Sexo Significa Para o Homem 26 
3. O que o Sexo Significa Para a Mulher 38 
4. Noções de Educação Sexual 50 
5. A Arte de "Fazer Amor" 64 
6. Somente Para Homens 86 
7. Somente Para Mulheres 94 
8. A Mulher Frustrada 106 
9. O Segredo da Satisfação Feminina 131 
10. O Homem Impotente 148 
11. Um Sábio Planejamento Familiar 177 
12. Resultados da Pesquisa Sobre 
Comportamento Sexual 190 
13. A Dimensão que Falta 199 
14. Respostas Práticas Para Perguntas que Todos Fazem. 214 
Palavra de Reconhecimento 
Sentimo-nos em débito para com um bom número de 
pessoas que nos assistiram na preparação deste livro, incluin-
do-se entre elas centenas de nossos aconselhados, que volun-
tariamente nos relataram seus problemas, "tabus" e suas 
alegrias; nossos amigos casados, de quem obtivemos valiosos 
conhecimentos, ao discutirmos alguns dos pontos aqui abor-
dados. O manuscrito foi preparado pela Sr.a William Lyons, 
secretária dos seminários Family Life; revisado pelo Dr. James 
DeSchaeger, chefe do Departamento de Inglês da Escola 
Christian Heritage; e examinado pelo Dr. Ed Wheat, médico 
de Springdale, Arkansas, para verificação da parte médica, e 
que nos forneceu importante assessoria técnica. Além desses, 
o Sr. Bob Phillips, de Fresno, Califórnia, nos deu várias 
sugestões úteis. 
Por último, entrevistamos os autores dos inúmeros livros 
que vão relacionados na bibliografia, cujas informações utili-
zamos e agradecemos. 
Todas as citações usadas o foram com a devida permissão. 
Agradecemos penhoradamente às editoras seguintes, que nos 
facultaram a transcrição de citações mais longas: Random 
House, David McKay, Doubleday &Co., Little, Brown& Co., 
The Redbook Publishing Company. 
9 
Introdução 
Este livro é totalmente diverso de tudo que já escrevi. Deve 
ser lido apenas por casais, por pessoas que estão-se preparan-
do para casar-se, ou por aqueles que trabalham em aconselha-
mento matrimonial. 
Ele é abertamente franco. De há muito, venho sentindo a 
necessidade de uma obra detalhada, que apresente com 
clareza a relação íntima de um casal. A maioria dos livros 
evangélicos que abordam o assunto evade às questões princi-
pais, e deixa muita coisa a cargo da imaginação do leitor. Esta 
forma evasiva de abordagem não constitui um modo adequa-
do de instrução. Por outro lado, as obras seculares tomam 
uma posição extrema, relatando os fatos reais numa lingua-
gem crua, que é repulsiva para muitos dos que precisam de 
auxílio nesse aspecto de sua vida. Ademais, tais livros defen-
dem práticas consideradas impróprias pelos padrões bíblicos. 
Para evitar que fatos que todo casal deve conhecer tomem 
cunho desagradável, conto neste livro com a colaboração de 
minha esposa Beverly, com quem sou casado há vinte e oito 
anos. Além de ela contribuir para a obra com um delicado 
senso de equilíbrio, tenho tirado proveito também de sua 
ampla experiência como conselheira, já que é esposa de 
pastor e secretária de registro da Escola Christian Heritage. 
Ambos temos trabalhado em aconselhamento e temos sido 
procurados por muitos casais, o que nos convenceu de que um 
grande número deles não está gozando plenamente das bên-
11 
çãos que poderia gozar, e para as quais Deus os preparou. Já 
descobrimos que muitos acham desagradáveis e até repulsivas 
as intimidades do amor conjugai. Através desses anos todos, 
formulamos vários princípios que têm auxiliado diversas 
pessoas, em prazos de tempo relativamente curtos. As solici-
tações de pastores e outras pessoas envolvidas nessa questão, 
no sentido de que esses princípios fossem apresentados em 
forma de livro, convenceram-nos de que eles poderão ser úteis 
a milhares de outros indivíduos. 
Antes, porém, que tivéssemos o ensejo de iniciar o traba-
lho, o Dr. Robert K. DeVries, vice-presidente executivo da 
Editora Zondervan, convidou-nos para um almoço, no qual 
nos presenteou com o primeiro exemplar impresso de nosso 
livro mais recente: Como Vencer a Depressão (publicado no 
Brasil pela Editora Fiel). Depois, ele fez a seguinte observação: 
"Um livro que está faltando hoje em nosso meio, seria um que 
abordasse o entrosamento sexual no casamento, escrito por 
um casal crente. E eu gostaria de pedir-lhe que fizesse isso." 
Agradecemos-lhe pela lembrança, e prometemos pensar no 
assunto. 
A princípio, Beverly relutou ligeiramente em envolver-se 
seriamente nesse trabalho, mas afinal o Senhor deu-lhe uma 
indicação específica de que deveria fazê-lo. Aconteceu que, 
nos dois meses seguintes ela conversou com pelo menos dez 
senhoras que se confessavam frígidas. O sucesso que essas 
mulheres obtiveram no seu relacionamento sexual, em seguida 
ao aconselhamento, convenceu-a de que Deus ordenava-lhe 
que participasse ativamente da produção deste livro. 
Começamos a ler obras atuais sobre o assunto, convenci-
dos de que Deus queria que o sexo fosse desfrutado pelos dois 
cônjuges, e oramos para que ele nos orientasse nesse trabalho, 
de forma que o livro tivesse um cunho bíblico e, ao mesmo 
tempo, altamente prático. O Senhor enviou ao nosso encontro 
muitos exemplos vivos, em nosso trabalho de aconselhamento, 
bem como sugestões úteis, por parte de pastores, médicos e 
amigos, entre os quais o Dr. Ed Wheat, um clínico que já 
produziu uma excelente série de palestras sobre o assunto. 
Quando nos encontramos com ele, durante a realização de 
nosso seminário Family Life, em Tulsa, Oklahoma, ele nos 
presenteou com um jogo de fitas cassete de seus estudos, e, 
amavelmente, concedeu-nos ampla liberdade de utilizarmos 
quaisquer informações delas. 
12 
Como a maioria das pessoas com quem trabalhamos em 
aconselhamento é crente, descobrimos, através de nossos 
estudos, que os cristãos em geral experimentam grau mais 
elevado de satisfação sexual do que os não-crentes. Porém, 
não havia um meio de provarmos essa tese. Preparamos, 
então, uma pesquisa relacionada com a vida íntima dos casais, 
e a apresentamos aos participantes de nosso curso. Compa-
rando as respostas que obtivemos com as das pesquisas 
seculares, nossas conclusões foram confirmadas, e, ao mesmo 
tempo, descobrimos outros fatos valiosos e interessantes. 
Quando preparávamos o último capítulo deste livro, a 
revista Redbook publicou os resultados de uma pesquisa 
realizada entre cem mil mulheres, a respeito da satisfação 
sexual, pesquisa esta promovida pela revista e redigida por 
Robert J. Levin (que também é co-autor, com os Drs. Masters 
e Johnson, da obra The Pleasure Bond—A União do Prazer). A 
mais importante conclusão a que a pesquisa chegou, e a 
primeira da lista, era: "A satisfação sexual está intimamente 
relacionada com a fé religiosa. Com admirável freqüência, 
notamos que, quanto maior a intensidade das convicções 
religiosas de uma mulher, mais probabilidades havia de ela 
satisfazer-se sexualmente no casamento."1 Naturalmente, fi-
camos encantados ao verificar que a pesquisa da revista 
Redbook obtivera resultados semelhantes aos da nossa. Com 
base na pesquisa, Levin afirma enfaticamente que "as mulhe-
res fortemente religiosas (com mais de 25 anos) parecem ser 
mais ativas... e têm maiores probabilidades que as não religio-
sas, de experimentar o orgasmo quase todas as vezes que 
realizam o ato sexual."2 Isso nos dá mais convicção de que 
nossa suposição é acurada. 
Nenhum livro escrito por seres humanos poderá dar a 
última palavra sobre nenhum assunto; portanto, não ousamos 
afirmar que este manual sobre o amor conjugai dará. Mas 
acreditamos que contém muitas