A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
Aula - Importância do Sono

Pré-visualização | Página 1 de 2

A IMPORTÂNCIA DO SONO 
FUNÇÕES DO SONO 
 
• “DESCANSO” ? 
 
• REDUÇÃO CÍCLICA DO METABOLISMO ? 
 
• REORGANIZAÇÃO DE PROCESSOS CEREBRAIS-
PSÍQUICOS ? 
ENQUANTO VOCÊ DORME SEU CORPO TRABALHA 
• Durante o sono o cérebro se reorganiza; 
• O organismo passa a ser controlado pelo SNA; 
• Faz reparos nos órgãos, 
• “Constrói” novas células através de hormônios que 
são secretados durante a noite; 
• Leptina (controla a saciedade); 
• Cortisol (utilização de gordura e resposta ao estresse); 
• GH (aumenta a síntese de proteína e o uso de gordura 
para energia). 
FASES DO SONO 
SONO NORMAL 
 
SONO NÃO-REM (NREM) 
• Fase I 
• Fase II 
• Fase III 
• Fase IV 
 
SONO REM (Rapid Eye Movements) 
FASES DO SONO 
SONO NORMAL 
 
CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SONO NÃO-REM 
 
• RELAXAMENTO MUSCULAR PROGRESSIVO; 
• MANUTENÇÃO DO TÔNUS MUSCULAR; 
• PROGRESSIVA REDUÇÃO DE MOVIMENTOS; 
• AUSÊNCIA DE MOVIMENTOS OCULARES; 
• RÁPIDOS/ RESPIRAÇÃO E ECG REGULARES. 
FASES DO SONO 
1ª fase: 
Sono NÃO REM (NREM) 
 
• Ocupa 5% a 8% da noite de sono (15’); 
• Zona intermediária (acordado/dormindo); 
• Tensão muscular diminuída; 
• Se for acordada, nega estar dormindo. 
2ª fase: 
Sono NÃO REM (NREM) 
 
• Diminui temperatura, FC e FR; 
• Ocupa 45% a 55% do sono; 
• Cruza a linha entre estar acordada e 
dormindo; 
• Os olhos já não respondem à estímulo. 
FASES DO SONO 
3ª fase: 
Sono NÃO REM (NREM) 
 
• Começa o sono profundo; 
• Fase rápida, 5% do sono. 
FASES DO SONO 
4ª fase: 
Sono NÃO REM (NREM) 
 
• É o sono profundo (inconsciente); 
• 20% da noite; 
• Fundamental para a liberação de hormônios 
ligados ao crescimento e para recuperação das 
células e órgãos. 
FASES DO SONO 
FASES DO SONO 
SONO NORMAL 
 
CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SONO REM 
 
• HIPOTONIA-ATONIA MUSCULAR; 
• MOVIMENTOS FÁSICOS E MIOCLONIAS; 
• EMISSÃO DE SONS; 
• MOVIMENTOS OCULARES RÁPIDOS; 
• RESPIRAÇÃO E ECG IRREGULARES; 
• SONHOS. 
5ª fase: 
Sono REM (Rapid Eyes Moviment) 
 
• Atividade cerebral a pleno vapor, formação dos 
sonhos; 
• Músculos paralisados (pés/mãos podem contrair); 
• Aumenta FC, FR e PA; 
• Cérebro realiza uma espécie de faxina; 
• Se a pessoa for acordada provavelmente lembrará 
dos sonhos; 
• Dez minutos, volta sono quieto. 
FASES DO SONO 
PROPORÇÕES ENTRE OS DIVERSOS TIPOS DE SONO 
DURANTE O PERÍODO NOTURNO 
 
• NREM – Fase I: 5%-10% 
• NREM – Fase II: 50%-60% 
• NREM – Fases III-IV: 15%-20% 
• REM: 20%-25% 
• EFICIÊNCIA DO SONO 
(TEMPO DE SONO/TEMPO NA CAMA): > 85% 
NECESSIDADE DIÁRIA DE SONO 
 
• Recém-Nascido: 15-18 horas (70%-80% do tempo) 
• Lactente: 13-15 horas 
• Pré-Escolar: 12-13 horas 
• Escolar: 10-12 horas 
• Adolescente: 10 horas 
• Adulto: 5-8 horas 
• Liberação de hormônio: na infância cerca de 
90% do hormônio do crescimento (GH) são 
liberados durante o sono; 
 
• Elimina o estresse: noite bem dormida evita 
que o organismo acumule altos teores de 
cortisol (mau humor); 
Efeitos Fisiológicos Durante o Sono: 
• Reposição de hormônio: GH continua sendo 
liberado na fase adulta evita que os músculos 
fiquem fracos, o aumento de gordura no 
abdome e que a pele fique ressecada e 
flácida; 
 
• Imunidade: libera as interleucinas, que são 
substâncias que ajudam o organismo a se 
defender de invasores; 
Efeitos Fisiológicos Durante o Sono: 
• Apetite em equilíbrio: libera mais leptina, que 
controla a sensação de saciedade; 
 
• Envelhecimento precoce e tumores: o organismo 
livra-se com mais facilidade dos radicais livres; 
 
• Memória: regulação térmica do cérebro, função 
essencial para o bom funcionamento dos 
mecanismos de memória e da vida psíquica. 
Efeitos Fisiológicos Durante o Sono: 
GLÂNDULA PINEAL: 
•Situada no epitálamo (SNC), produz 
melatonina e regula o ritmo 
circadiano; 
•Tem ação inibidora sobre as 
glândulas do corpo. 
•Desempenha importante papel no 
controle das atividades sexuais e da 
reprodução. 
GLÂNDULA PINEAL 
• A melatonina é um hormônio secretado pela glândula pineal; 
 
• A glândula pineal participa na organização temporal dos ritmos 
biológicos, atuando como mediadora entre o ciclo claro/escuro 
ambiental e os processos regulatórios fisiológicos, incluindo a 
regulação endócrina da reprodução, a regulação dos ciclos de 
atividade-repouso e sono/vigília assim como a regulação do 
sistema imunólógico, entre outros; 
 
• A melatonina tem sua principal função em regular o sono; ou seja, 
em um ambiente escuro e calmo, os níveis de melatonina do 
organismo aumentam, causando o sono. Por isso é importante 
eliminar do ambiente quaisquer fontes de som, luz, aroma, ou 
calor que possam acelerar o metabolismo e impedir o sono, 
mesmo que não percebamos. 
MELATONINA 
• Temperatura Corporal; 
• Eliminação de Urina; 
• Leucometria; 
• Atenção; 
• Memória de curta duração, habilidade para cálculo, 
performance motora. 
OUTROS PARÂMETROS FISIOLÓGICOS 
• O sono é um estado fisiológico cíclico na vida; 
 
• É mandatório para a preservação das condições 
homeostáticas, do funcionamento psíquico e da vida; 
 
• Suas funções exatas não podem ser ainda 
completamente descritas pela ciência, mas a privação 
de sono, ou o sono anormal, resultam em diversos 
distúrbios e patologias que reforçam o seu papel 
essencial na preservação da vida. 
OUTROS PARÂMETROS FISIOLÓGICOS 
• INSÔNIAS: dissonia caracterizada pela dificuldade em iniciar e/ou manter o 
sono e pela sensação de não ter um sono reparador . Geralmente aparece no 
adulto jovem. É o transtorno de sono mais comum, respondendo por cerca de 
25% das buscas em clínicas especializadas em tratamento de problemas do 
sono; 
 
• HIPERSONIAS: distúrbio do sono caracterizado por sonolência excessiva 
durante o dia e/ou sono prolongado a noite. E ao contrário de problemas de 
sono causados por noites mal dormidas, dormir durante o dia não diminui a 
sonolência; 
 
• PARASSONIAS: distúrbios do sono caracterizados por movimentos anormais 
durante o sono, causando interrupções no padrão saudável de repouso e 
como consequência gerando sonolência, cansaço e menor desempenho 
cognitivo e físico durante o dia. 
DISTÚRBIOS DO SONO 
As parassonia incluem: 
 
• Despertar confusional (acordar confuso, desorientado e assustado, 
comum em crianças); 
• Terror noturno (acordar recorrentemente com pesadelos e muita 
ansiedade); 
• Sonambulismo (agir sem despertar completamente); 
• Bruxismo (ranger os dentes); 
• Síndrome das Pernas Inquietas (sacudir as pernas mesmo enquanto 
dorme); 
• Sonilóquio (falar dormindo); 
• Paralisia noturna (acordar e não conseguir se mover); 
• Distúrbios alimentares noturnos (levantar para comer sem despertar 
completamente, uma forma de sonambulismo); 
• Catarenia (transtorno respiratório que gera roncos). 
DISTÚRBIOS DO SONO 
Síndrome da Apnéia/Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAHOS) 
 
• É uma doença crônica, evolutiva com alta taxa de morbidade e 
mortalidade, com graves repercussões gerais, hemodinâmicas, 
neurológicas e comportamentais.; 
 
• Ronco é referido por 40 a 60% dos adultos; 
 
• Indivíduos obesos com a maior quantidade de tecido adiposo na 
região faríngea desenvolvem SAHOS com maior frequência; 
 
• É uma condição caracterizada por recorrentes episódios de 
obstrução parcial ou total da via aérea superior durante o sono, 
essas obstruções ocorrem por um período maior que 10 
segundos, e numa frequência maior que 5 episódios por hora de 
sono. 
DISTÚRBIOS DO SONO 
Síndrome da Apnéia/Hipopnéia