A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Apoll 2 Gestão e formação de preços

Pré-visualização | Página 1 de 1

Questão 1/5 - Gestão de Custos e Formação de Preços
Num determinado mês, a escrituração contábil de uma empresa industrial registrou os seguintes dados:
O Custo da Produção Acabada (CPA) foi, portanto, de R$:
Nota: 20.0
	
	A
	60.000,00
	
	B
	140.000,00
Você acertou!
Primeiro deve-se calcular a matéria-prima consumida na produção:
(EI+CO-EF), (60.000,00+120.000,00-120.000,00)= 60.000,00 de MP utilizado no período. 
Agora calculamos o custo de produção (CP = MD + MOD + CIF) = (60.000+40.000+50.000) = Custo dos produtos fabricados no período = 150.000,00.
E então, calculamos o custo de produção Acabada (CPA = EIPP + CP - EFP) = 24.000+15.000-34.000 = Custo da Produção Acabada (CPA) = 140.000
Aula 3, tema 5, e livro base da disciplina, pág. 87.
	
	C
	150.000,00
	
	D
	174.000,00
	
	E
	180.000,00
Questão 2/5 - Gestão de Custos e Formação de Preços
A origem das entradas em estoque pode ser externa ou interna. As entradas de origem externa geralmente são as compras. As de origem interna podem ser: devoluções de setor de produção, transparência internas de outros setores, produtos acabados pela produção que se destinem a novas operações de industrialização. Todas estas movimentações refletem no controle de estoque, e no Brasil, devido a influencia da legislação, são permitidos alguns métodos fiscais e outros são considerações gerenciais.
O método de mensuração de estoques em que as baixas são realizadas pelo custo mais recente, é conhecido como:
Nota: 20.0
	
	A
	Custo de reposição
	
	B
	UEPS
Você acertou!
UEPS (Último a Entrar, Primeiro a Sair). Nesse método, as baixas do estoque são efetuadas pelo custo mais recente, ou seja, o estoque é baixado, à medida que ocorram as vendas, pelo custo que ocorreu por último. Cabe salientar que esse critério não é aceito pelo Fisco brasileiro. Em países como Estados Unidos, Alemanha e Japão, o UEPS é utilizado (Aula 3, Tema 3).
	
	C
	Custo Médio
	
	D
	PEPS
	
	E
	PSPE
Questão 3/5 - Gestão de Custos e Formação de Preços
Em nossos estudos, vimos que há varios métodos de controle para valoração dos estoques, sendo que apenas dois destes métodos são aceitos pela legislação do imposto de renda no Brasil.
Indique qual das alternativas apresenta os dois métodos que são aceitos pelo fisco no Brasil.
Nota: 20.0
	
	A
	UEPS e Custo Médio
	
	B
	UEPS e Custo específico
	
	C
	UEPS e Método do Varejo
	
	D
	PEPS e Custo Médio
Você acertou!
O pronunciamento CPC(R1), e a legislação do imposto de Renda, para controle e apuração do estoque no Brasil, apenas admite fiscalmente o método do PEPS ou Custo Médio Ponderada. Nos materiais é exposto com clareza que o método UEPS não é aceito pelo Fisco no Brasil. Aula 3, Temas 1 a 4.
	
	E
	PEPS e UEPS
Questão 4/5 - Gestão de Custos e Formação de Preços
Um sistema de custeio consiste num critério por meio do qual os custos são apropriados à produção. De acordo com o sistema adotado, determinados custos podem ou não fazer parte dos gastos de produção.
A utilização de todos os custos diretos e indiretos (CIF’s), variáveis e fixos aos produtos é realizadoa na seguinte forma de custeio:
Nota: 20.0
	
	A
	de realização
	
	B
	variável
	
	C
	direto
	
	D
	estimado
	
	E
	por absorção
Você acertou!
O custeio por absorção, na mensuração do custo de produção, considera todos os custos, diretos e indiretos, fixos e variáveis, para compor o custo de produção. Aula 4, Tema 1.
Questão 5/5 - Gestão de Custos e Formação de Preços
Em nossos estudos, vimos que há varios métodos de controle para valoração dos estoques (Custo médio - móvel e fixo; PEPS; UEPS; Custo específico; e Método do varejo) sendo que apenas dois destes métodos são aceitos pela legislação do imposto de renda: o PEPS e o Custo Médio.
O movimento de controle de estoque de uma determinada peça foi o seguinte:
ENTRADAS                                                           SAIDAS
(*)Saldo inicial nulo
 
Utilizando-se o processo de apuração pelo custo médio, na data 3, o custo unitário de apropriação das 12.000 unidades peças requisitadas para produção foi de (em R$)
                          
Nota: 20.0
	
	A
	21,00
Você acertou!
-Compra 30.000X R$ 20.00 =R$ 600.000,00
-Compra 10.000XR$ 24,00 = R$ 240.000,00
-TOTAL DE UNIDADES/ PELO CUSTO TOTAL = 840.000,00/ 40.000 = 21,00
R$ 21,00 É O CUSTO UNITÁRIO MÉDIO, ISTO QUER DIZER QUE A SAÍDA (CUSTO DA VENDA) DAS 12.000 UNIDADES SERÁ POR R$ 21,00.
-12.000 UNIDADES REQUISITADAS X 21.00 = 252.000,00
Aula 3, Tema 4, págs. 10 a 13.
	
	B
	20,00
	
	C
	24,00
	
	D
	22,00
	
	E
	23,00