A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Aprendizagem e Desenvolvimento Social da Criança, Introdução à Educação Virtual e Direitos Humanos.

Pré-visualização | Página 1 de 2

� 
UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP 
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
CURSO DE PEDAGOGIA
Aprendizagem e Desenvolvimento Social da Criança, Introdução à Educação Virtual e Direitos Humanos.
Desafio Profissional entregue como requisito para conclusão das disciplinas “Aprendizagem e Desenvolvimento Social da Criança, Introdução á Educação Virtual e Direitos Humanos” sob orientação da Tutora EAD 
Santo André - SP
 2015
Introdução
Neste trabalho é sobre a Educação Brasileira e a Diversidade cultural, mas precisamente sobre o multiculturalismo na sociedade.
O objetivo desse trabalho é a garantir um Projeto Pedagógico Curricular que se fique em harmonia com a LDBEN 9394/96, e analisar praticas pedagogias que colabore com a formação de cidadãos que conhecem e pratiquem as relações éticas, e mesmo diante de tanta diversidade precisam formar cidadãos pensantes e críticos, que saibam respeitar as diferenças e crenças de cada um, mas sem deixar de lado a sua identidade.
Mas eles os professores devem estar preparados para esse ambiente multicultural, sabendo lidar com essas diferenças, promovendo dialogo entre o eu e o outro, Visando uma sociedade democrática e justa a todos.
�
Magistério no Brasil
No Brasil a habilitação para o magistério era obtida dentro do segundo grau magistério, até 2012, os professores que obtiveram formação em nível médio (Antigo curso) puderam exercer a profissão para estudantes de Educação Infantil e do primeiro segmento do ensino Fundamental.
O curso um pouco alienado da realidade social, não trazendo uma compreensão política social para os alunos.
Normal superior foi uma graduação de Licenciatura Plena criada pela lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional ( LDB 9.394/96) para formar os profissionais da Educação Básica em nível superior.
O Curso não habilita para a gestão escolar, orientação educacional, orientação vocacional e supervisão escolar.
Em alguns depoimentos de diretores de escolas diziam que estavam ali obrigados porque só assim eles voltariam a estudar (Passar por uma qualificação superior).
O ser professor, no contexto atual, exige certa ousadia aliada a diferentes saberes. Na era do conhecimento e numa época de mudanças, a questão da formação de professores vem assumindo posição de urgência (PERRENOUD, 2001) nos espaços escolares. Nessa perspectiva, a formação continua associa-se ao processo de melhoria das praticas pedagógicas desenvolvidas pelos professores em sua rotina de trabalho e em seu cotidiano escolar. Alem disso a formação relaciona-se também a Idea de aprendizagem, constante no sentido de provocar inovação na construção de novos conhecimentos que darão suporte teórico ao trabalho docente.
O Professor é um profissional que domina a arte de encantar, de despertar nas pessoas a capacidades de engajar e mudar. Neste aspecto, entende-se que a formação do professor. Desse modo, compreender a formação docente incide na reflexão fundamental de que ser professor é ser um profissional de educação que trabalha com pessoas.
Profissional de educação a um processo permanente de formação, na busca constante do conhecimento por meio dos processos que dão suporte á sua pratica pedagógicas e social.
Aqui cabe lembrar Freire (1996) ao expressar que o ensinar não se limita apenas em transferir conhecimentos, senão também no desenvolvimento da consciência de um ser humano inacabado em que o ensinar se trona um compreender a educação como uma forma de intervir na realidade da pessoa e do mundo.
 
Acreditam que quem fez o magistério não gostaria que o curso fosse extinto.
Sendo uma área de amor, de ajudar ao próximo a conhecer o mundo com outros olhos. Quem freqüentou o magistério pode dizer que a coisas que não firam na faculdade, como conhecedores das necessidades humanas tão qual olvides Decroly,Froebel e muitos outros pedagogos que já tinham o conhecimento dê que é preciso passar pela vivência para depois aprender .Foi um curso muito rico que abrangeu uma área muito ampla da pedagogia em si,tiveram a oportunidade de desenvolver um trabalho que envolvesse pessoas especiais, que foi necessário assistimos em seu ambiente de convívio, uma escola para surdos mudos ,Anne Sullivan Localizada na região de São Caetano , experiências marcantes muito enriquecedoras.
Sentindo a constante necessidade de ir além do cuidar, a criança precisa sentir o quanto é querida, alguém que sinta suas carências do saber. É fundamental ter simpatia ,saber captar suas duvidas,limitações ,mais o principal é ser mediador do seu aprender,aprender o conteúdo no seus afazeres escolar,que está correlacionado com seu cotidiano.Estão nessa área pelo comprometimento de levar adiante uma visão mais ampla a respeito do Educar .Cabe aos educadores ser os mediadores entre o que a criança aprende em seu meio e o conhecimento que adquire em contato com seus colegas e professores.Demonstrando através do convívio ,em atividades prazerosas que tudo que aprendemos está interligado,que pode sim a partir do nosso saber sermos cidadãos mais criativos e autônomos conhecedores dos nossos direitos e também deveres.Mais que só podemos alcançar tudo isso através da busca do conhecimento,pois através dele podemos exercer a cidadania.
Mas é fundamental a educação continua dos educando , pois é complexa as necessidades requer compromisso entre educador e os familiares uma parceria,só assim poderemos forma indivíduos autônomos. 
Passo 3
O Processo de alfabetização é bastante complexo e delicado ,onde é necessário o comprometimento de todos os envolvidos desde os pais,alunos e educadores.
Algumas entrevistadas tem lembranças maravilhosas de sua primeira professora ,amorosas,afetuosas ,momento marcante ,ver com encantamento a possibilidade de ler o mais rápido o possível o que estava nos livros ao seu redor. Muitas criam ​​​​expectativas,passavam horas admirando os livros ,ilustrações fascinantes ,mas não tão fácil assim.
Como toda criança a vemos como alguém especial ,possuidora de um mundo encantado ,mas não ao certo o que aconteceria ,apesar de seu grande interesse e muita curiosidade não conseguiu ser alfabetizada, foi reprovada. Recorda-se que tinha uma cartilha , Caminho Suave, que contornar letras pontilhadas era maçante e muito desanimador , para se aprender a escrever o nome é necessário ficar escrevendo várias vezes no caderno sem fim , tenho depoimento de uma professora que apesar do seu esforço acabou se cansou e rasgou todas as suas folhas e jogou fora , ela gostaria de algo mais entusiasmaste .Tudo era repetição várias e várias vezes , e assim ela acabou reprovando primeira, a segunda e a terceira ... se sentindo decepcionada e frustrada até hoje ela não entende o que aconteceu , talvez alguns fatores colaboraram para isso . O fato dos seus pais não serem alfabetizados ,sabiam ler mas muito pouco, então a participação deles ficou a desejar. Sendo assim as expectativas que criamos diante da questão alfabetização é muito grande talvez o que se passa é que ouvimos no faz de conta das historias que ouvimos alfabetizar requer muita atenção e dedicação dos envolvidos, um olhar amplo.Estar alfabetiza é saber decodificar símbolos é um processo de descoberta do código escrito pela criança que se refere ao desenvolvimento da habilidade da leitura e escrita.
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Através das pesquisas realizadas posso concluir que, quanto mais aberto estivermos para aceitar as diversidades estaremos mais aptos para os desafios da inclusão.
Concluindo que para a formação de um bom profissional é necessário flexibilidade, estar atento as necessidades dos alunos, buscando soluções para as dificuldades, e a plena consciência do docente no constante aprendizado, só assim