2014310_161951_Aula+7+-+PONTUAÇÃO+-+teoria
1 pág.

2014310_161951_Aula+7+-+PONTUAÇÃO+-+teoria


DisciplinaLtp I17 materiais40 seguidores
Pré-visualização1 página
\ufffd
CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS - 1° período
DISCIPLINA: Leitura e produção de textos I
PONTUAÇÃO
Uso da Vírgula:
As palavras em sua posição natural não precisam de vírgula:
 casa 1 \u2013 sujeito;
 casa 2 \u2013 verbo;
 casa 3 \u2013 complementos (elementos necessários ao verbo ou ao sujeito)
 casa 4 \u2013 circunstâncias (tempo, lugar, modo e outras).
 1 2 3a 3b 4
A guerra de hoje será a vitória de amanhã.
O rapaz deu o livro ao colega.
A CPI revelará toda a verdade um dia!
OBS.: Quem sabe, sabe. (opcional)
Quem diz vou, não vai. (opcional)
Não se usa vírgula entre as casas 1, 2 e 3; nem entre 1 e 2, nem entre 2 e 3.
A mulher recebeu a notícia com tristeza.
A casa 4, sobretudo nas frases longas, pode ser separada por vírgula.
A mulher deu o filho, para que não morresse de fome como os irmãos.
Deve-se usar vírgula na casa 4, quando esta vier deslocada de sua posição.
Um dia, a CPI revelará toda a verdade.
A CPI, um dia, revelará toda a verdade.
Usa-se vírgula:
1. para separar o aposto: Marilda, a secretária da empresa, deu-se mal com os computadores. 
2. para isolar o vocativo: Marilda, liga o computador! - Liga, Marilda, o computador!
3. para separar as orações adjetivas explicativas: Marilda, que agora não perde uma aula de informática, já sabe desligar o computador. 
4. para separar as conjunções coordenativas (mas, porém, contudo, todavia, pois, portanto, etc.)
Marilda estudou durante horas; não entendeu, contudo, nada do que leu.
Marilda estudou durante horas, contudo não entendeu nada do que leu. OU
Marilda estudou durante horas; contudo, não entendeu nada do que leu. OU
Marilda estudou durante horas. Contudo, não entendeu nada do que leu.
5. para separar as expressões corretivas, explicativas, escusativas, etc.
Marilda ficou cansada, ou melhor, dormiu sobre os livros...
6. para separar, no período, orações coordenadas assindéticas (independentes).
Marilda ficou deslumbrada com o professor de Informática, apaixonou-se perdidamente, decepcionou-se, chorou...
7. para separar, na oração, os termos independentes entre si (com a mesma função) não ligados por conjunção.
Marilda trabalhou duro, esforçou-se, prosperou; o professor, porém, insensível, indiferente, a rejeitou...
8. Vírgula separando adjuntos e orações subordinadas adverbiais (quando iniciam período ou se intercalam)
Para vencer a dor, Marilda passou a trabalhar até altas horas da noite, embora fosse muito grande o cansaço.
Marilda, para vencer a dor, passou a trabalhar até altas horas da noite, embora fosse muito grande o cansaço.
A tristeza consumirá Marilda, se ela não esquecê-lo? 
9. Inversões de termos na oração e elipses de palavras anteriormente mencionadas 
A vida de Marilda tornou-se um inferno: ora sentia tristeza; ora, raiva.
10. Separação dos topônimos nas datas:
Fortaleza, 15 de maio de 2005. (Local e data em que Marilda tentou suicídio.)
11. Separação do numeral após o nome da rua nos endereços (Quando o numeral se refere ao substantivo do qual é adjunto, não há vírgula)
Endereço da Marilda (Caso alguém deseje consolá-la!) é: Rua Dr. Silvano, 567.
12. Não se usa vírgula antes da conjunção \u201ce\u201d, exceto se:
a) Realce de ideias de importância estilística: adversidade, tempo, consequência, finalidade, etc.
Marilda voltou a frequentar o curso, preparou-se, estudou com muito empenho, e o professor a reprovou. (Alegou, para sua surpresa, que não queria deixar de vê-la.)
Preparou-se para voltar ao curso mais uma vez, e conquistar o coração do professor.
b) Sujeitos diferentes.
O professor marcou um encontro, e Marilda concordou.
c) Repetição enfática em termos seguidos. 
Marilda chegou pontualmente. \u201cE esperou meia hora, e esperou uma hora, e duas horas, e ele não veio...\u201d 
OBS.: Ocorre a mesma situação com as conjunções nem e ou.