PAPEIS DE TRABALHO
1 pág.

PAPEIS DE TRABALHO


DisciplinaAuditoria3.311 materiais13.810 seguidores
Pré-visualização4 páginas
SEMPRE UTILIZAR CHEQUES NOMINATIVOS, CRUZADOS AO BENEFICIÁRIO DO PAGAMENTO(EVITA FRAUDES).
PLANEJAMENTO DE AUDITORIA
I-INTRODUÇÃO
Segundo LINS (2011):É um processo de avaliação que se inicia após a contratação dos serviços e vai geralmente até pouco antes do início dos trabalhos de campo.
Segundo ALMEIDA (2012): Planejar significa estabelecer metas para que o serviço de auditoria seja de excelente qualidade e ao menor custo possível;
O PLANEJAMENTO COMPREENDE:
a)Avaliação dos controles internos e sistema de informações; Controles Internos:(confiabilidade das informações geradas, salvaguarda de ativos, observância(compliance) às leis e regulamentos aplicáveis, eficiência e eficácia das operações). Sistema de Informações:(o volume das transações, o programa aplicativo efetua cálculos complexos, gera automaticamente transações relevantes ou acessa outros programas/aplicativos.
b)-Avaliação dos riscos de auditoria; Relevância:(influencia que a omissão ou apenas a distorção de uma informação acarreta na decisão do usuário dessa informação dentro das demonstrações contábeis)-Erros ou Fraudes; Materialidade:(diretamente relacionada a um valor financeiro. Todo fato material obrigatoriamente é relevante).
*Risco de Auditoria: Possibilidade da emissão de uma opinião inadequada sobre as DCs, significativamente incorretas. Erros ou classificações incorretas(relevantes).
1-Risco Inerente: Comum a qualquer atividade operacional.(Difícil mensuração);
*2-Risco de Controle: Ocorrência de um erro material em um saldo ou conjunto de transações que não possa ser evitado pelos CIs. *3-Risco de Detecção: Possibilidade dos procedimentos executados pela auditoria não serem capazes de detectar um erro material em um saldo ou conjunto de transações. 
c)-Revisão Analítica; Detectar flutuações anormais nas contas das DCs, com intuito de identificar áreas de maior risco para a auditoria que precisam de uma maior atenção.
1)-Patrimônio Líquido Negativo; 2)-Capital Circulante Líquido Negativo; 3)-Maior Volume de empréstimos e financiamentos a curto prazo do que a longo prazo; 4)-Passivo a Descoberto; 5)-Índices econômico-financeiros adversos durante os últimos cinco anos; 6)-Grande volume de perdas; 7)-Prejuízos Contínuos.
II-PRINCIPAIS OBJETIVOS A SEREM ATINGIDOS
1)-Adquirir conhecimentos sobre a natureza(das operações, negócios e como está organizada a empresa); Vendas, Financeira, Contábil, Orçamentária, RH, Fiscal, Operações e Suprimentos. 2)-Como planejar maior volume de horas nas auditorias preliminares;3)-Como determinar os testes detalhados de auditoria (controle interno/revisão analítica); 4)-Obter uma maior cooperação do pessoal da empresa(cliente); 5)-Identificação de problemas.
III-PRINCIPAIS PROCEDIMENTOS
1)-Providenciar a reunião com a gerência da empresa; 2)-Reunião com a gerência da empresa; 3)-Informações da empresa a serem obtidas; 4)-Planejamento de horas.
5)-Auditoria preliminar. -MODELO DE PEDIDO DE CONFIRMAÇÕES
IV-FALTA DE PLANEJAMENTO
a)-Esquecimento de áreas importantes ou seu reconhecimento em ocasião que não seja mais possível a sua verificação; b)-Demora na identificação de problemas significativos que afetam o objetivo total do exame; c)-indisponibilidade da equipe mais qualificada para o trabalho; d)-Adoção de procedimentos inapropriados de auditoria, em função dos objetivos gerais definidos; e)-Maior risco da auditoria na emissão do Parecer/Relatório.
CAIXAS E BANCOS
ATIVO DE MAIOR LIQUIDEZ; CLASSIFICADOS PELA ORDEM DE LIQUIDEZ.
-Dinheiro em caixa; -Em contas bancárias; -Recebidos e não depositados.
Caixa-Local de maior vulnerabilidade, pois o dinheiro fica fácil de manuseio. Já Bancos, depende de vários fatores(autorização para emissão de cheques, assinaturas e referência do pagamento).
Início do trabalho de Auditoria o caixa é lacrado(não recebe e não realiza pagamento).
I-ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA
O AUDITOR DEVE OBSERVAR: -Se existe orçamento financeiro; -Se é observado sua revisão; -O cuidado com o fundo fixo; -O cuidado com a centralização de recursos; -Se existe política para pagamento das dívidas.
II-ASPECTOS CONTÁBEIS E CI
SALDO DA CONTA CAIXA: BEM MENOR EM RELAÇÃO AS DEMAIS DO BALANÇO. ÁREA IMPORTANTE PARA AUDITORIA: TUDO NA EMPRESA ACABA EM CAIXA. BOM SISTEMA DE CONTROLE INTERNO: MAIOR VOLUME DE TESTE(RISCO IMINENTE) .PEQUENAS DESPESAS OPERACIONAIS:CAIXA PEQUENO/FUNDO FIXO. TESTES DIRIGIDOS/CAIXA: SUPERAVALIAÇÃO: OBJETIVO(VERIFICAÇÃO DA EXISTÊNCIA DO ATIVO). CERTIFICAÇÃO: CONTAGEM FISICAMENTE DOS RECURSOS. CONTAS BANCÁRIAS: CONFIRMAÇÃO COM OS BANCOS, PORÉM OS SALDOS DIFERENTES(RECONCILIAÇÕES BANCÁRIAS). AS RECONCILIAÇÕES BANCÁRIAS REPRESENTAM UMA CONCILIAÇÃO ENTRE O SALDO DO BANCO E O SALDO DA EMPRESA. DETERMINAÇÃO DO CONTROLE INTERNO SOBRE O CAIXA: CONTAGEM FÍSICA/CONFERÊNCIAS ESPORÁDICAS E DE SURPRESA.
III-PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA
QUE A CONTAGEM FÍSICA SEJA SEMPRE REALIZADA EM HORÁRIO PRÓXIMO AO FINAL DO EXPEDIENTE(SALDO BAIXO,DESCARACTERIZANDO AS VERIFICAÇÕES); CONTAGEM DE SURPRESA; A CONTAGEM DO DINHEIRO FEITA PELO PRÓPRIO TESOUREIRO NA PRESENÇA DA EQUIPE DE AUDITORES; A CONTAGEM ABRANGE TAMBÉM,OUTROS DOCUMENTOS QUE FAZEM PARTE DO SALDO; OBSERVAR OS CHEQUES DEPOSITADOS E DEVOLVIDOS; ATENÇÃO PARA (CHEQUES ANTIGOS,CHEQUES DA PESSOA RESPONSÁVEL PELO CAIXA); PREPARAÇÃO DE UM PAPEL DE TRABALHO.
IV-CIRCULARIZAÇÃO/BANCOS
CONFIRMAÇÃO DOS SALDO PELOS BANCOS/CONFERÊNCIA PELOS EXTRATOS; OBSERVAR AS PENDÊNCIAS EXISTENTES NA CONTABILIDADE; CUTOFF