Resumo de Macroeconomia.pdf
14 pág.

Resumo de Macroeconomia.pdf


DisciplinaMacroeconomia I7.559 materiais112.301 seguidores
Pré-visualização4 páginas
RESUMO DE MACROECONOMIA 
Prof.José Luiz Ramos Duarte 
Esse resumo contém informações básicas para a cadeira de macroeconomia 
no curso de administração.Ressalte-se a importância de leitura complementar 
de livros acadêmicos alusivos ao tema. 
Macroeconomia \u2013 Ramo da economia que analisa as variáveis econômicas de 
forma agregada. 
Ex.: taxa de inflação, taxa de juros, taxa de desemprego etc. 
Quem resolve os problemas relacionados à macroeconomia é o Governo. Ele 
é o agente econômico prioritário, pois propõe soluções para os diversos 
problemas econômicos e tem à sua disposição o instrumental econômico 
necessário. 
Definições Básicas 
Crescimento Econômico \u2013 aumento da produção de bens ou serviços em 
relação ao período anterior 
\uf0ad Produção \uf0ad; \uf0ad Emprego \uf0ad, \uf0ad Renda\uf0ad, \uf0ad Impostos\uf0ad 
RecessãoEconômica \u2013 diminuição da produção de bens e serviços em 
relação ao período anterior. 
\uf0af Produção\uf0af; \uf0afEmprego\uf0af, \uf0afRenda\uf0af, \uf0afImpostos\uf0af 
Desaceleraçãoeconômica\u2013 crescimento menor que o período anterior. A 
economia produziu mais, porém a uma taxa de crescimento menor que o 
apurado no período anterior. (ex.: 2000 produziu 15% a mais do que em 1999 e 
2001 produziu 12% a mais do que em 2000). 
Estagnação Econômica \u2013 Ausência de Crescimento Econômico. 
Depressão Econômica \u2013 Queda acentuada da produção em relação ao 
período anterior. 
CONTABILIDADE NACIONAL 
Ramo da macroeconomia que analisa o desempenho econômico do País. 
Produto Nacional - Valor em Moeda Nacional dos bens finais e serviços 
fabricados em um país em um determinado período de tempo. 
PIB (Produto Interno Bruto) - Somatório de todas as riquezas geradas no 
interior da economia de um país em um determinado período de tempo. 
PNB (Produto Nacional Bruto) = PIB - Renda enviada ao exterior + renda 
recebida do exterior. 
Valor Adicionado \u2013 Diferença entre o valor de venda de um produto e o custo 
de aquisição de seus insumos. Tem importância na economia, pois permite 
conferir os cálculos do produto nacional, bem como indica os setores mais 
representativos de uma economia. 
Metas da Macroeconomia 
1. Crescimento econômico (aumento da compra e venda de serviço e produtos) 
2. Elevação do nível de emprego 
3. Estabilidade econômica (inflação sob controle, nível de preço sob controle) 
4. A melhor distribuição de renda 
Observações: 
Deflação: queda no nível de preços no interior de uma economia. 
Inflação: aumento no nível de preços dos produtos e serviços disponibilizados 
à sociedade. 
Política Econômica Governamental 
1. Política Monetária: visa controlar a oferta de moeda no interior do país 
2. Política Fiscal: impostos recolhidos e gastos governamentais 
3. Política Comercial: taxa de câmbio e instrumentos de política comercial; as relações de um 
país com outros países. 
Demandaagregada - conjunto dos agentes econômicos do pais. 
Custeio: gastos com funcionários 
Investimentos: construção de obras públicas 
Y(demanda agregada) = C (consumo) + I (investimento) + G (gastos do 
governo) + balança comercial (X exportações \u2013 M importações) 
1. Medidas restritivas < demanda agregada 
2. Medidas expansionistas > demanda agregada 
3. Obs.: Podemos aumentar a demanda agregada, por exemplo, diminuindo a taxa de juros. 
Consumo das Famílias 
Consumo: C = f(y) o consumo é notadamente função da renda 
- Função Consumo: C=Co + cy 
C = Co (Consumo autônomo \u2013 é aquele consumo que independe da renda das 
famílias). 
cy (propensão marginal a consumir \u2013 é a variação no consumo a partir de uma 
dada variação na renda do consumidor/sociedade) 
- Função Poupança: S = - Co + (1-c)y 
Investimento 
É o aumento da capacidade produtiva na economia, através da aquisição de 
máquinas e equipamentos, instalações, etc. 
a)Determinantes do Investimento 
1) Eficiência marginal do capital ( EMC ): quanto maior a eficiência marginal 
ou a taxa de retorno esperada desse capital, maior tenderá a ser o 
investimento em uma dada economia. 
2)Taxa de juros 
Quanto maior a taxa de juros, menor tenderá a ser o nível de investimento das 
firmas em uma dada economia, pois elas poderão ganhar mais recursos 
financeiros no mercado de capitais, sem a totalidade de riscos que a empresa 
teria caso investisse. 
A relação entre a taxa de juros e a taxa de retorno é inversamente 
proporcional. 
3)Riscos inerentes ao investimento 
O ato de investir por parte de uma empresa é altamente instável, tendo em 
vista a enorme gama de riscos que o empresário assume ao efetuar tal 
investimento. Ex. perda de recursos financeiros investidos, mudança na política 
econômica, crise política, etc. 
Gastos Governamentais 
Tais gastos podem ser divididos em: 
Custeio: gastos com a manutenção da máquina pública. Ex. pagamento de 
salários, manutenção das instalações públicas, pagamento de juros, etc. 
Investimento: construção de obras públicas. 
(X-M) ou Saldo da Balança Comercial 
Dentre outros possíveis determinantes, destacam-se: 
Determinantes das exportações: 
1. Nível de renda no resto do mundo. 
2. Evolução da Taxa de câmbio. 
Determinantes das exportações: 
1. Nível de renda no próprio país. 
2. Evolução da Taxa de câmbio. 
ANÁLISE DO SETOR EXTERNO DE UMA 
ECONOMIA 
Política Comercial e Política Cambial 
Política Cambial 
Taxa de Câmbio \u2013 valor da moeda nacional em relação à moeda de 
referência. Ex. R$ 2,46 -> 1US$ - 
Divisas Cambiais \u2013 É o estoque de outras moedas nacionais em poder de um 
determinado país.No caso do Brasil as principais divisas cambiais em poder do 
Banco Central são: dólar americano, euro e yen. 
A taxa de câmbio, quando não existe uma intervenção direta da autoridade 
monetária, é formada pelos movimentos de oferta e demanda de divisas. 
-Oferta de divisas (entrada de US$ no Brasil) Como obter? Empréstimos 
recebidos do exterior, exportações, turistas estrangeiros em nosso país,etc. 
-Demanda de divisas (saída de divisas cambiais do país) Como 
obter?Pagamentos de empréstimos e financiamentos contraídos no exterior, 
turismo efetuado por brasileiros no exterior, importações de mercadorias, etc. 
Observações: 
Quando há a desvalorização cambial: tendência de uma oferta de divisas < 
demanda por divisas.Com isso, ocorre um enfraquecimento da moeda nacional 
em relação aquela de referência.Um dos agentes econômicos beneficiados são 
os exportadores nacionais de mercadorias. 
Valorização cambial: tendência de uma oferta de divisas >demanda de divisas. 
Com isso, ocorre um fortalecimento da moeda nacional perante aquela de 
referência.Isso tende a beneficiar agentes econômicos como os importadores. 
Política Comercial 
Determina a relação comercial entre um país e o resto do mundo. 
Instrumentos de Política Comercial 
Conjunto de medidas que o país utiliza para facilitar ou dificultar a entrada de 
mercadorias 
Política Protecionista \u2013 dificulta a entrada de mercadorias no país, podendo 
ser motivada no sentido de proteger o mercado interno. 
Política Liberal \u2013 facilita a entrada de mercadorias no país, podendo ser 
motivada para ampliar a concorrência no mercado interno. 
Barreiras Tarifárias \u2013 alguns produtos que, para entrar no país, têm de pagar 
tarifa. Essa tarifa pode ser elevada ou reduzida para dificultar ou facilitar a 
entrada dessas mercadorias. Elas podem ser fixas ou ad valorem 
Fixa - Independe do preço do bem; valor constante fixado pelo governo na 
entrada da mercadoria. 
Ad Valorem \u2013 O valor arrecadado pelo governo é obtido a partir de um 
percentual que incide sob o preço do bem ou mercadoria importada. 
Observações: 
Alguns países podem implementar e de fato impõem impostos sobre as 
exportações de mercadorias.Um dos principais objetivos de tais impostos \u2013 
que, normalmente, dificultariam a saída da mercadoria em questão -, seria o de 
evitar o desabastecimento no