A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
54 pág.
Apostila de contabilidade

Pré-visualização | Página 7 de 14

dinheiro R$ 1.250,00 
ELEMENTOS CONTAS D/C 
 
 
 
20) Empréstimo efetuado no Banco do Brasil, através de crédito em conta corrente, no vlr de R$ 15.000,00. 
 
ELEMENTOS CONTAS D/C 
 
 
 
LIVRO DIÁRIO 
 
É um livro obrigatório (exigido por lei) para todas as empresas, no qual são registradas todas as operações contabilizáveis, em ordem cro-
nológica e com a observância de certas regras. Antigamente, o livro era preenchido unicamente à mão, isto é, era manuscrito. Depois se 
passou a utilizar processos mecânicos para a escrituração em folhas soltas, as quais são em seguida, copiadas por decalque no livro de 
folhas presas. Processos eletrônicos são utilizados no trabalho contábil em geral hoje, na maioria das empresas; neste caso encadernam-se 
as folhas soltas impressas. 
 
Intrinsecamente, a escrituração no livro Diário não pode ter intervalos em branco de um lançamento para o outro; não pode haver rasuras, 
emendas, raspaduras, etc.; não se pode escriturar nas entrelinhas e nas margens; deve ter sua folhas numeradas; e os registros feitos 
diariamente. 
 
Extrinsecamente, deve ser encadernado, com os respectivos “Termo de Abertura” e “Termo de Encerramento”, e devidamente registrado 
na Junta Comercial do Estado de São Paulo (JUCESP). 
 
 Veja o exemplo de uma folha do Livro Dário que utilizaremos: 
 
Data Conta Debitada Conta Creditada Nº. Docto. Histórico Valor 
 
 
 
 
 
 
 
Onde: 
 
Data: dia, mês e ano do evento; 
Conta Debitada: nome da conta debitada; 
Conta Creditada: nome da conta creditada; 
Nº. Docto.: numero do documento que deu origem ao evento. 
Histórico: breve relato sobre o evento. 
Valor: valor do evento. 
 
 
PRÁTICA 5 
 
Faça os lançamentos contábeis da formação e variação patrimonial da PRÁTICA 1, no Livro Diário, a seguir: 
 
Componente: Contabilidade - Prof. Ms. Luís Carlos do Rego / Profa. Ms. Ruth Ap. M. Santos 
 
 Página 19 
 
Data Conta Debitada Conta Creditada Nº. Docto. Histórico Valor 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Componente: Contabilidade - Prof. Ms. Luís Carlos do Rego / Profa. Ms. Ruth Ap. M. Santos 
 
 Página 20 
 
LIVRO RAZÃO 
 
Por muito tempo foi facultativo. Hoje é obrigatório. É um livro indispensável em qualquer tipo de empresa: é o instrumento mais valioso 
para o desempenho da Contabilidade. 
Consiste no agrupamento de valores em contas da mesma natureza e de forma racional. Em outras palavras, o registro no Razão é realiza-
do em contas individualizadas, assim, teremos um controle por conta. Por exemplo, abrimos uma conta “Caixa”, e registramos todas as 
operações que, evidentemente, afetam o “Caixa”, nesta conta, debitando ou creditando e, a qualquer momento apuramos o saldo. 
A principio o Razão só existia em forma de livros, onde, para cada página se atribuía o título de uma conta. Tínhamos, então, uma página 
para o “Caixa”, outra para “Bancos Conta Movimento” e assim sucessivamente. Com o passar do tempo, as folhas avulsas foram substi-
tuindo as páginas do livro. Hoje, estão na memória do computador, no entanto, em seu conjunto, impressas e mantidas em um livro devi-
damente encadernado e registrado na Junta Comercial do Estado de São Paulo (JUCESP). 
Existem vários modelos de Livro Razão, de acordo com o interesse e a complexidade de informações que a empresa deseja. Veja um dos 
modelos usados: 
 
Conta: Caixa Código: 1.1.1.1 (Plano de Contas) 
 
Data 
 
Histórico 
 
Débito 
 
Crédito 
Saldo 
D/C Valores 
--- Saldo já existente --- --- D 1.000.000,00 
20/07/XX Compra de equipamentos --- 800.000,00 D 200.000,00 
 
 
Para efeitos didáticos, utilizaremos o “RAZONETE”, que nada mais é que uma simplificação do Livro Razão, onde serão controlados apenas 
os valores de cada conta. 
Sendo assim, para controlar o movimento das contas, em substituição ao Livro Razão, didaticamente podemos utilizar o gráfico em “T”, em 
numero igual ao de contas existentes na escrituração do Livro Diário. Esse mesmo gráfico em “T” já foi aplicado para representar o Balanço 
Patrimonial, lembra-se? Agora, porém, ele será empregado para controlar o movimento individualizado das contas. Por exemplo: 
A) 
 
B) C) 
 
 
ONDE 
A) nome da conta B) valores debitados C) valores creditados 
 
DESENVOLVIMENTO 
 
Transcreva os lançamentos contábeis do LIVRO DIÁRIO acima, nos RAZONETES abaixo: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Componente: Contabilidade - Prof. Ms. Luís Carlos do Rego / Profa. Ms. Ruth Ap. M. Santos 
 
 Página 21 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Componente: Contabilidade - Prof. Ms. Luís Carlos do Rego / Profa. Ms. Ruth Ap. M. Santos 
 
 Página 22 
 
 
 
 
 
 
 
 
BALANCETE DE VERIFICAÇÃO 
 
É uma relação de contas extraídas do Livro Razão (em nosso caso do RAZONETE), contendo o saldo do mês anterior, a movimentação do 
mês e o saldo atual, que devem ser sempre iguais, em virtude do método de escrituração utilizado (partidas dobradas). 
Existem vários modelos, utilizaremos o de seis colunas, que deverá ser utilizado para o respectivo levantamento, de acordo com os lança-
mentos dos RAZONETES, acima. Veja: 
 
Balancete de Verificação Levantado em ___/______________/_____ 
 
CONTAS 
SALDO ANTERIOR MOVIMENTAÇÃO MÊS SALDO ATUAL 
DEVEDOR CREDOR DÉBITO CRÉDITO DEVEDOR CREDOR 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Componente: Contabilidade - Prof. Ms. Luís Carlos do Rego / Profa. Ms. Ruth Ap. M. Santos 
 
 Página 23

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.