A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
123 pág.
educacao permanente saude movimento instituinte

Pré-visualização | Página 1 de 50

Ministério da
Saúde
Governo 
Federal
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Educação Permanente em Saúde 
um movimento instituinte de novas práticas no Ministério da Saúde
Agenda 2014
Brasília � DF
2014
Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde
www.saude.gov.br/bvs
1ª edição
1ª reimpressão
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria-Executiva
Subsecretaria de Assuntos Administrativos
Educação Permanente em Saúde 
um movimento instituinte de novas práticas no Ministério da Saúde
Agenda 2014
1ª edição
1ª reimpressão
Brasília – DF
2014
2014 Ministério da Saúde.
Esta obra é disponibilizada nos termos da Licença Creative Commons – Atribuição – Não Comercial – 
Compartilhamento pela mesma licença 4.0 Internacional. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, 
desde que citada a fonte.
A coleção institucional do Ministério da Saúde pode ser acessada, na íntegra, na Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde: <www.
saude.gov.br/bvs>. O conteúdo desta e de outras obras da Editora do Ministério da Saúde pode ser acessado na página: <http://editora.
saude.gov.br>.
Tiragem: 1ª edição – 1ª reimpressão – 2014 – 1.000 exemplares
Elaboração, distribuição e informações:
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria-Executiva
Subsecretaria de Assuntos Administrativos
Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas
Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas
Esplanada dos Ministérios, Bloco G, Ed. Anexo, sala 356A
CEP: 70058-900 – Brasília/DF
Tel.: (61) 3315-2875
Site: www.saude.gov.br
E-mail: codep.cgesp@saude.gov.br
Colaboração:
Equipe CODEP/CGESP/SAA/SE/MS.
Editora responsável:
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria-Executiva
Subsecretaria de Assuntos Administrativos
Coordenação-Geral de Documentação e Informação
Coordenação de Gestão Editorial
SIA, Trecho 4, lotes 540/610
CEP: 71200-040 – Brasília/DF
Tels.: (61) 3315-7790 / 3315-7794
Fax: (61) 3233-9558
Site: http://editora.saude.gov.br
E-mail: editora.ms@saude.gov.br
Equipe editorial:
Normalização: Daniela Ferreira Barros da Silva
Capa, projeto gráfico e diagramação: Alisson Albuquerque
Impresso no Brasil / Printed in Brazil
Ficha Catalográfica
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Subsecretaria de Assuntos Administrativos.
 Educação Permanente em Saúde: um movimento instituinte de novas práticas no Ministério da Saúde: Agenda 2014 / Ministério da 
Saúde, Secretaria-Executiva, Subsecretaria de Assuntos Administrativos. – 1. ed., 1. reimpr. – Brasília : Ministério da Saúde, 2014.
 120 p. : il.
 ISBN 978-85-334-2134-9
 
 1. Educação permanente. 2. Educação em Saúde. 3. Políticas Públicas em Saúde. I. Título.
CDU 37.017.4:614.2
 Catalogação na fonte – Coordenação-Geral de Documentação e Informação – Editora MS – OS 2014/0336
Títulos para indexação:
Em inglês: Permanent Education in Health: a motion instituting new practices in the Ministry of Health (Brazil): Agenda 2014
Em espanhol: Educación Permanente en Salud: un movimiento instituyente de nuevas prácticas en el Ministerio de la Salud (Brasil): 
Agenda 2014
Sumário
Apresentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .5
1 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .7
2 Pressupostos e Diretrizes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .9
3 Metodologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11
4 Linhas de ação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .13
5 Planejamento, Monitoramento e Avaliação: algumas reflexões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .27
Considerações finais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .33
Referências . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .35
Anexos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .39
Anexo A – Portaria GM/MS nº 278, de 27 de fevereiro de 2014 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39
Anexo B – Educação Permanente em Movimento no Ministério da Saúde - Planejamento 2014 . . . . . . . . . 44
Anexo C – Competências Organizacionais, Gerenciais e Técnicas do Ministério da Saúde . . . . . . . . . . . 70
Anexo D – Ações educativas previstas no Plano Anual de Capacitação (PAC) – Brasília/DF . . . . . . . . . . 74
Anexo E – Ações educativas previstas no Plano Anual de Capacitação (PAC) – 
Unidades Descentralizadas do Ministério da Saúde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77
5
Apresentação
A Constituição Federal de 1988 e a Lei Orgânica da Saúde nº 8.080/1990 trazem a noção da saúde 
como um direito do cidadão e um dever do Estado e estabelecem o papel do Sistema Único de Saúde (SUS) 
como ordenador da formação dos profissionais da área.
Uma reflexão sobre as práticas de atenção e gestão da Saúde desenvolvidas no País demonstra um 
distanciamento da formação de seus trabalhadores com relação às reais necessidades do SUS, que se 
ressente com as dificuldades em prover, adequada e qualitativamente, as ações e os serviços demandados 
pelos cidadãos brasileiros.
Construir uma articulação entre as instituições formadoras e o sistema público de saúde tem sido 
um desafio permanente para os atores envolvidos com estas temáticas no Brasil, considerando a educação 
como uma das variáveis centrais para a efetiva consolidação do sistema de saúde.
A educação, sem dúvida, é um instrumento potente para corrigir o descompasso entre a orientação 
da formação, o desenvolvimento dos profissionais de saúde e os princípios e as diretrizes do SUS. Nesta 
direção, busca-se – com a política de desenvolvimento de pessoas implementada no Ministério da Saúde 
(MS) – promover ações direcionadas aos seus trabalhadores que articulem as competências individuais 
aos objetivos institucionais e que gerem valor público sustentável.
Nosso desafio é superar um histórico de atendimento apenas aos processos de educação continuada 
dos trabalhadores do MS com base nas demandas individuais de capacitação, em detrimento de ações de 
Educação Permanente em Saúde.
Sendo assim, a aposta é fortalecer a Educação Permanente (EP) como norteadora de novas práticas 
que orientam a reflexão sobre o trabalho e a construção de processos de aprendizagem colaborativa e 
significativa, ofertando ações coletivas de desenvolvimento aos trabalhadores, a partir dos principais 
desafios identificados pelas equipes no cotidiano do trabalho. Afinal, como nos ensina Paulo Freire (1989), 
o ser humano não pode ser compreendido fora de seu contexto. Ele é o sujeito de sua própria formação

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.