A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
45 pág.
Psicologia socialq

Pré-visualização | Página 3 de 14

e interna. A este fenômeno chamamos:
		
	
	acessibilidade
	
	dissonância cognitiva
	
	prontidão
	 
	erro fundamental de atribuição
	
	atribuição externa
	
Explicação:
O erro fundamental de atribuição leva as pessoas a acreditarem que o comportamento é mais o resultado de fatores interno em vez de causas externas. Mesmo em situações em que as circunstâncias externas são claramente um fator de confusão, muitas pessoas continuam incidindo apenas sobre a atribuição "interna"
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Antonia presenciou seu vizinho José tendo um comportamento de gentileza ao permitir que uma pessoa idosa entrasse no elevador em seu lugar. Desde então, ela passou a observar se José iria ter o mesmo comportamento de gentileza em outras situações e com outras pessoas. Considerando a situação acima relatada, podemos dizer que Antonia estava utilizando:
		
	
	A teoria da inferência correspondente.
	
	A teoria da inferência cruzada.
	 
	O consenso do modelo de covariação.
	
	A distintividade do modelo de covariação.
	 
	A consistência do modelo de covariação.
	
Explicação:
 A teoria da covariação examina como as pessoas decidem se a atribuição a ser feita será interna ou externa. 
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Um dos grandes representantes das teorias de atribuição, Fritz Heider (1958), observou como as pessoas explicam os eventos cotidianos e concluiu que a maioria tem a tendência de atribuir o comportamento dos outros a causas externas ou causas internas. Isso significa que de acordo com esta teoria, as pessoas tendem a:
		
	
	Compreender melhor a agressividade de pessoas distantes do que de pessoas próximas.
	
	Atribuir fatores emocionais para justificar comportamentos agressivos de parentes próximos.
	
	Justificar o seu próprio comportamento de acordo com suas emoções no momento.
	 
	Atribuir o comportamento dos outros a fatores ambientais ou a fatores pessoais, características da pessoa.
	
	Implicar teorias racionais para facilitar o entendimento do seu próprio comportamento.
	
Explicação:
Os fatores ambientais são externos ao sujeito e as causas são consideradas impessoais, como dificuldades ou facilidades da tarefa e características das outras pessoas. Os fatores pessoais são internos ao sujeito e as causas são consideradas diretamente relacionadas a ele e podem ser classificados em características estáveis (habilidade e capacidade) e instáveis (esforço, empenho e intenção).
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Normalmente, prestamos enorme atenção ao que o outro fala quando interagimos. Mas, na verdade, as palavras que ouvimos não representam a totalidade do que percebemos no momento. Existe outra fonte de informação muito importante além da fala que, muitas das vezes, percebemos sem tomar plena consciência delas. De acordo com o texto acima, estamos nos referindo a:
		
	
	Estereótipo
	
	Comunicação verbal
	
	Comportamento Social
	 
	Comunicação não verbal
	
	Atribuição de causalidade
	
Explicação:
A Comunicação não verbal, tem como base a expressão corporal.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Maria está estudando o modo como as pessoas expressam as emoções através dos olhos, das expressões faciais e gestos. A isso denomina-se:
		
	 
	Comunicação não-verbal
	
	Comunicação antagônica
	
	Comunicação de reparação
	
	Comunicação estriônica
	
	Comunicação paralela
	
Explicação:
Estamos nos referindo à comunicação não verbal que vem desvendar como as pessoas se comunicam. As fontes de informação mais importantes aqui estão representadas pelas expressões faciais, os gestos, a li nguagem corporal e o modo de olhar.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	Ao atribuir causalidade ao comportamento observado, distinguimos entre fatores pessoais (personalidade, habilidades) e fatores ambientais (situações, pressões sociais). Estes são exemplos de fatores, respectivamente:
		
	
	Estáveis.
	
	Específicos.
	 
	Internos e externos.
	
	Inferentes.
	 
	Externos e ambientais.
	A forma como formamos impressões sobre outras pessoas e como fazemos inferências sobre elas, isto é, a percepção social, é importante para podermos:
		
	
	entender o sentido dos processos mentais, a memória e outros aspectos.
	 
	entender o processo de percepção que tem início como um processo de observação seletiva.
	
	entender o processo ou resultado de se tornar consciente de objetos, relacionamentos e eventos por meio somente das pessoas.
	 
	dar sentido ao mundo social que nos rodeia.
	
	explicar que percebemos mais facilmente as figuras bem definidas e salientes.
	
Explicação:
¿Psicologia Social é o estudo científico da influência recíproca entre as pessoas (interação social) e do processo cognitivo gerado por esta interação (pensamento social)¿ (Rodrigues et al. 2000, p. 13)
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Ao atribuir causalidade ao comportamento observado, distinguimos entre fatores pessoais (personalidade, habilidades) e fatores ambientais (situações, pressões sociais). Estes são exemplos de fatores, respectivamente:
		
	 
	Internos e externos.
	
	Estáveis.
	
	Específicos.
	
	Externos e ambientais.
	
	Inferentes.
	
Explicação:
fatores internos (capacidade, esforço), o que lhes suscita a reação afetiva de orgulho e satisfação; como o eventual fracasso é atribuído à falta de esforço, elas insistem na tarefa e trabalham mais, pois o esforço depende da vontade; procuram tarefas de grau intermediário de dificuldade, porque as
tarefas muito fáceis não lhes dão a sensação de orgulho experimentada em tarefas difíceis; evitam as tarefas de extrema dificuldade, pois estas não lhes permitem o controle de seu sucesso. Os estudos de Weiner e seus colaboradores também mostraram que as pessoas tendem a atribuir seus êxitos mais a fatores internos (capacidade e esforço) que a fatores externos (facilidade da tarefa e sorte).
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Normalmente, prestamos enorme atenção ao que o outro fala quando interagimos. Mas, na verdade, as palavras que ouvimos não representam a totalidade do que percebemos no momento. Existe outra fonte de informação muito importante além da fala que, muitas das vezes, percebemos sem tomar plena consciência delas. De acordo com o texto acima, estamos nos referindo a:
		
	
	Comportamento Social
	
	Comunicação verbal
	
	Estereótipo
	
	Atribuição de causalidade
	 
	Comunicação não verbal
	
Explicação:
A Comunicação não verbal, tem como base a expressão corporal.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	O processo através do qual atribuímos causas aos nossos comportamentos, e dos outros, como meio de regulação e organização, identifica a:
		
	
	responsabilidade social
	 
	atribuição de causalidade
	
	proximidade social
	
	percepção social
	
	julgamento de responsabilidade
	
Explicação:
A atribuição de causalidade se refere aos esforços necessários para explicar os acontecimentos aos quais o individuo presencia e para tal estabelece uma diferenciação entre as causas que podem ser atribuídas à pessoa.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Maria está estudando o modo como as pessoas expressam as emoções através dos olhos, das expressões faciais

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.