Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
50 pág.
Psicologia Institucional

Pré-visualização | Página 6 de 16

De acordo com um estudo de Martín-Baró (1983), ele aponta que as pessoas incorporam psiquicamente a ideologia social dominante, em forma de atitudes, como um conjunto psicológico de crenças sobre o mundo, nas quais três instituições contribuem para fortalecer esses valores: a família, a escola e a moral. Estes elementos contribuem para formar o que o autor denomina de visão de mundo fatalista, que pode ser compreendida como:
		
	
	produção de uma prática social, que aponte as contradições e conflitos, buscando a todo momento questionar os modelos que nos são impostos como verdadeiros, na busca de outros caminhos.
	
	movimento da Escola que se coloca aberta a todos, que é vista como democrática, e trata a todos da mesma forma, mas não tem responsabilidade pelos fracassos escolares.
	 
	Tal fenômeno se configuraria como uma espécie de "dormência" ou "torpor" dos indivíduos frente à realidade desumana em que estão inseridos, e isso resultaria no desenvolvimento de uma certa passividade frente aos fatos sociais.
	
	fenômeno ligado à necessidade de "socializar" e "educar" a massa trabalhadora existente nos grandes centros urbanos, para formá-los como "bons" cidadãos e trabalhadores disciplinados.
	
	movimento da Escola, que se coloca como neutra e tem por finalidade ensinar os valores, hábitos e costumes de uma determinada classe social, colocando-os como naturais e universais.
	
Explicação:
A visão fatalista resulta no desenvolvimento de uma certa passividade frente aos fatos sociais.
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Segundo Coimbra pode-se considerar algumas afirmações sobre a Escola: I- ela surge para fortalecer e garantir o poder de uma classe social que é dominante numa determinada formação social, ou seja, ela nem sempre existiu, é criada para servir a determinados objetivos. II- a hierarquia que existe em nossa sociedade ali se reproduz e nisso a disciplina desempenha um papel fundamental, através das punições e castigos. III- se coloca aberta a todos, é vista como democrática, e trata a todos da mesma forma, assumindo sua responsabilidade pelos fracassos escolares. IV- ela, em seu interior, reproduz e fortalece a divisão de classes que existe em nossa sociedade.
		
	 
	(c) As afirmativas I, II e IV estão corretas;
	
	(d) As afirmativas II e IV estão corretas;
	
	(a) As afirmativas I, II, III e IV estão corretas;
	
	(e) A afirmativas I e II estão corretas.
	
	(b) As afirmativas I, II e III estão corretas;
	
Explicação:
A Escola tradicional tem como objetivo reproduzir os valores das classes dominantes, sem se preocupar com a formação de todos os indivíduos de forma democrática.
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Uma ligação estreita e continuada entre os professores e os pais leva pois muita coisa mais que a uma informação mútua:este intercâmbio acaba resultando em ajuda recíproca e, frequentemente, em aperfeiçoamento real dos métodos.Ao aproximar a escola da vida ou das preocupações profissionais dos pais, e ao proporcionar, reciprocamente, aos pais um interesse pelas coisas da escola, chega-se a uma divisão de responsabilidades [...] (PIAGET,2007,p.50) A partir dessa citação, qual das afirmativas a seguir está de acordo com o que foi dito pelo autor:
		
	
	Embora a escola ainda não sustente a posição de substituta da família na função educadora, cabe a escola assumir uma postura de resistência e rivalidade na interação com a família, pois isso se deve a uma possível incapacidade ou ignorância da família para educar.
	
	É necessário se ter em mente que há um conflito histórico de fronteiras entre as instituições família e escola, cujas funções educativas se confundem e se sobrepõem e comprometem o processo de ensino-aprendizagem, já que a escola deve atuar desvinculadamente da família.
	
	As condições favoráveis à participação dos pais na escola dos filhos, apontam para um modelo de família, onde um adulto, com tempo livre e conhecimento, deve ter uma disposição especial para educar;
	
	A escola deve entender que a família coloca filhos na escola e não alunos, mas esta recebe alunos, logo, se faz necessária a dicotomia entre esses dois grupos sociais porque pode prejudicar a formação do aluno.
	 
	Reconhecendo que a aprendizagem é construída a partir da interação de conhecimentos, na realidade e vivência social e familiar, as instituições, escola e família, fazem parte e dividem o processo de ensino-aprendizagem;
	
Explicação:
Escola e família devem ser parceiras no processo formativo, abrindo-se espaço para o diálogo, cada parte com a sua função; no caso da escola contribuindo com as funções pedagógicas e a família no acompanhamento do desenvolvimento dos filhos.
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	São várias as instituições sociais, mas a família representa uma instituição de extrema importância para a construção do caráter do indivíduo. Quanto à família podemos dizer que está é:
		
	
	um processo de socialização criado pelo homem para regular seu convívio em sociedade.
	
	um sistema orgânico, de cunho adaptativo, que é afetado pelas características particulares de cada indivíduo e pelas pressões do meio.
	
	algo mecânico, cujo objetivo principal é a realização de tarefas para se alcançar metas.
	 
	a principal fonte de socialização do indivíduo ao ensinar-lhe quais os padrões e normas culturais adequados que devem ser internalizados e reproduzidos em suas relações sociais.
	
	um sistema simbólico de conhecimento, crenças e autoridade moral.
	
Explicação:
A família é onde ocorre a socialização primária.
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	A família burguesa (ou moderna) dava ao homem o papel de provedor, responsável por sua manutenção e sustento. À mulher cabia o papel de educadora dos filhos, gerente do lar e da privacidade. Entretanto, essa estrutura familiar não corresponde ao observado atualmente. Analise as afirmativas abaixo quanto à estrutura familiar na atualidade.
I. Há uma nova assunção de valores e papéis sociais no núcleo familiar, quando a mulher sai para as ruas e passa a receber por sua força de trabalho um salário tal como o homem.
II. Essa troca de papéis produz lacunas na criação dos filhos; da mãe-educadora surge a mãe-trabalhadora e com isso todas as variáveis implícitas nela.
III. A crença de que a família não mais satisfazia suas funções mais básicas impediu a expansão das escolas e dos serviços de bem-estar social.
IV. A escola assume para si o cargo de educadora e disciplinadora das crianças, pois a família já não consegue dar conta da transmissão de valores.
Estão CORRETAS as afirmativas
		
	
	apenas I, II e III
	
	apenas I e II
	 
	apenas I, II e IV
	
	apenas II, III e IV
	 
	I, II, III e IV
	
Explicação:
À saída da mulher para o mercado de trabalho, trouxe nova configuração para a família e a escola passou a ter que dar conta da educação das crianças.
	
	CEL0378_EX_A6_201407242199_V1 
	03/09/2018 20:30:09 (Finalizada)
	Aluno(a): ELENIR MOÇO SANTOS MONGIN
	2018.3 EAD
	Disciplina: CEL0378 - PSICOLOGIA INSTITUCIONAL 
	201407242199
	 
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	Não se pode mais pensar em uma educação voltada apenas para a questão da escolaridade em termos de conhecimento e saberes específicos e sim numa educação com objetivos na formação de um cidadão mais crítico e consciente para viver e participar do contexto apresentado. Neste ponto, cabe salientar que a eficiência pedagógica deve ser repensada quando se parte do compromisso com a transformação social. Isso quer dizer que: I- Não se pode mais pensar em uma educação voltada apenas para a questão da escolaridade em termos de conhecimento e saberes específicos e sim numa educação com objetivos na formação de um cidadão mais crítico e consciente. II- O modo de ensino
Página12345678910...16