A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
55 pág.
5.1 fundamentos de enfermagem

Pré-visualização | Página 6 de 13

- DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 53 
-Ser claro, objetivo e conciso; 
-Não rasurar; 
-Usar abreviaturas padronizadas; 
-Não deixar espaços nem pular linhas; 
-Identificar com nomes as pessoas que deram informações; 
-Assinar carimbar em caso de funcionário. 
 
O COREN- SP destaca a diferença entre Anotação de Enfermagem e 
Evolução de Enfermagem resumidamente, nesse quadro: 
Anotação Evolução 
 
Dados brutos Dados analisados 
 
Elaborada por toda equipe Elaborada pelo enfermeiro 
Referente ao momento Referente às 24hs 
 
Dados pontuais Dados contextualizados 
Registra uma observação Registra a reflexão e análise 
dos dados 
 
16- UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS/ ENFERMEIRO/2013 
O prontuário do paciente é uma compilação de informações sobre o seu 
processo de saúde e doença. Os registros/anotações realizados pela 
equipe de saúde nestes prontuários devem obedecer a algumas normas. 
Qual recomendação é dada ao(à) enfermeiro(a) no que se refere aos 
registros/anotações de enfermagem nos prontuários? 
a) O(a) enfermeiro(a) deve assinar a anotação de enfermagem com a 
primeira inicial do nome, o último sobrenome e a titulação. Devem-se 
assinar todas as anotações de enfermagem que descrevem as 
intervenções realizadas com o paciente, inclusive as que foram feitas por 
outro membro da equipe. 
b) O prontuário do paciente pode ser considerado eventualmente um 
documento legal, pois os registros detalham a assistência oferecida pela 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 53 
equipe de saúde que podem ser usados para atestar o envolvimento ou a 
absolvição de profissionais acusados de atendimento impróprio. 
c) A maioria das instituições de saúde permite a estudantes o acesso a 
registros sobre a assistência prestada aos pacientes nos prontuários para 
fins de estudo, podendo utilizar os nomes reais deles e outros elementos 
de identificação em relatórios orais ou escritos. 
d) O(a) enfermeiro(a) deve datar e assinar cada registro. Cada um desses 
registros deve conter informações completas, precisas, concisas e 
IDFWXDLV��SRGHQGR�ID]HU�XVR�GH�SDODYUDV�GR�WLSR�³ERP´��³PpGLR´��³QRUPDO´��
³VXILFLHQWH´�SDUD�HVFODUHFHU�D�LQIRUPDomR�� 
e) Os registros devem ser feitos em formulário próprio conforme a norma 
da instituição, em letra legível, observando a gramática normativa, 
utilizando caneta com tinta que garanta a permanência e na cor 
padronizada. 
Comentários: Esse tipo de questão é cansativa aos olhos, por isso 
devemos focar nos erros dentro das alternativas por ex: na letra A o 
examinador refere que o enfermeiro deve assinar com a primeira inicial 
do nome, o último sobrenome e a titulação erro pois no CEPE é claro no 
artigo 54 que devemos apor o número e categoria de inscrição no Conselho 
Regional de Enfermagem em assinatura, quando no exercício profissional, 
não se fala em titulação e/ ou iniciais de nomes, e assinar assistência 
feita por outro membro da equipe é uma proibição. Na letra B o erro 
encontrado é a eventualidade do prontuário como um documento legal o 
prontuário do paciente é sempre considerado documento legal para fins 
legais. Na letra C o examinador refere que se podem utilizar os nomes 
reais dos pacientes e outros elementos de identificação em 
relatórios orais ou escritos, na realidade existe obrigatoriedade de 
anonimato para fins de estudo. Na letra D o erro está em utilizar 
SDODYUDV� FRPR� ³ERP´�� ³PpGLR´�� ³QRUPDO´�� ³VXILFLHQWH´� SDUD�
esclarecer a informação, palavras que na verdade que não esclarecem e 
não são suficientes para relatar condições de pacientes. A letra correta é a 
letra E onde o examinador inclui a observação da gramática que incorre na 
informação concisa. 
Gabarito: E 
 
 
 
 
 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 53 
 
 
5. Higienização das mãos 
 
A higienização das mãos é aceita de modo mundial como medida 
primária, muito importante no controle de infecções concernente à 
assistência à saúde. Desse modo, é considerada como um dos 
sustentáculos da prevenção e do controle de infecções nos serviços de 
saúde, incluindo aquelas decorrentes da transmissão cruzada de 
microrganismos multirresistentes. 
 As mãos, como não higienizada de forma adequada, são uma das 
principais vias para disseminar infecções relacionadas à assistência a 
saúde. Dessa forma a higienização das mãos é considerada uma medida 
importante para evitar essas infecções, apesar da aceitação dos 
profissionais de saúde às práticas recomendadas ainda seja considerada 
EDL[D�� $WXDOPHQWH�� R� WHUPR� ³ODYDJHP� GDV� PmRV´� IRL� PXGDGR� SRU�
³KLJLHQL]DomR� GDV� PmRV´�� DEUDQJHQGR� D� KLJLHQL]DomR� VLPSOHV�� 2V�
profissionais da área de saúde podem higienizar as mãos por meio da 
utilização de água e sabonete, com preparação alcoólica e antiséptico 
degermante. 
 
Procedimento padrão para a preparação da higienização das mãos 
com água e sabão: 
x Sempre que estiverem sujas ou contaminadas com sangue e outros 
fluidos corporais; 
x No começo e termino de turnos de trabalho; 
x Antes e também depois de idas ao banheiro; 
x No período das refeições, antes e após; 
x Durante o atendimento aos pacientes colonizados ou infectados por 
Clostridium difficile, antes e após o contato; 
x Depois de várias aplicações consecutivas de produto alcoólico; 
 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 53 
 
 
 
 
Situações que são indicadas para o uso de preparação com 
alcoólico (gel ou líquida com 1%-3% de glicerina) 
x Após ter contato com o paciente; 
x Antes de realizar procedimentos assistenciais e manipular 
dispositivos invasivos; 
x Antes de calçar luvas para inserção de dispositivos invasivos que não 
requeiram preparo cirúrgico; 
x Após risco de exposição a fluidos corporais; 
x Ao mudar de um sítio corporal contaminado para outro, limpo, 
durante o cuidado ao paciente; 
x Após ter contato com objetos inanimados e superfícies 
imediatamente próximas ao paciente; 
x Antes e após a remoção das luvas 
 
 
Momentos para higienização das mãos: 
 
 
 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 53 
 
00000000000 - DEMO
==0==
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 53 
 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 53 
 
17- EBSERH ± NACIONAL/ AOCP/ ENFERMEIRO/ PERFUSIONISTA/2016 
 
O conjunto de procedimentos