A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
55 pág.
5.1 fundamentos de enfermagem

Pré-visualização | Página 9 de 13

de oxigênio. 
(E) verificar sinais de melhora ou deterioração (p. ex.: agitação, coloração 
pele). 
Comentários: Para avaliar a eficácia da oxigenação e da ventilação, o 
enfermeiro deve durante o uso de bolsa-válvula- máscara estar atento á 
elevação do tórax, verificar o pulso, a saturação de O2, a abertura das 
vias aéreas, presença de corpo estranho, sempre estar atento aos sinais 
de melhora ou piora do paciente, a quantificação de CO2 é indicada se 
possível, contudo é quantificado o exalado, logo letra B é incorreta. 
Gabarito: B 
 
25-FCC/ TRF/ANALISTA JUDICIÁRIO - ENFERMAGEM/2010 
 
O enfermeiro deve estar atento a sinais e sintomas que apontam para 
uma oxigenoterapia inadequada. A causa da administração inapropriada 
GH�R[LJrQLR�í�2��H�VHX�UHVSHFWLYR�HIHLWR�VmR�� 
 
 Causa Efeito 
A Concentrações altas de O2 com alto fluxo hipóxia refratária 
B Umidificação insuficiente do O2 hipóxia citotóxica 
C Concentrações de O2 acima dos índices 
prescritos 
hipóxia anêmica 
D Concentrações altas de O2 nos picos febris hipóxia histotóxica 
E Concentração muito alta de O2 durante um 
tempo muito prolongado 
intoxicação por O2 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 53 
 
 
Comentários: Vamos aos conceitos: 
x Hipoxia anêmica: ocorre devido à redução da capacidade 
carreadora de oxigênio da hemoglobina. As causas podem ser devido 
à anemia, envenenamento por monóxido de carbono e tabagismo. 
x Hipoxia Histotóxica: é a falta de oxigênio nos devido à 
incapacidade de utilização pelo próprio tecido pode ser causado por 
envenenamento por drogas, cianeto e monóxido de carbono 
x Hipoxia citotóxica: Diminuição da utilização celular do oxigênio 
devido a ação de um agente tóxico. 
x Hipoxia refratária: é a falta de O2 nos tecidos sem melhora com 
tratamento pode ser causado por obstrução ou fibrose pulmonar. 
x Intoxicação por O2: concentração muito alta de O2 durante um 
tempo muito prolongado 
Gabarito: E 
 
26- CESPE/TRT/ANALISTA JUDICIÁRIO - ENFERMAGEM/2013 
 
Um homem de setenta e quatro anos de idade foi internado na clínica 
médica de um hospital após apresentar dificuldades respiratórias. Evoluiu 
com infecção do trato urinário, hipoatividade, rigidez nos membros 
superiores e inferiores, disfagia e pneumonia hospitalar. No momento do 
exame físico, o paciente estava alerta, respondia a alguns comandos 
simples, apresentava acúmulo de muco em vias aéreas superiores e 
dificuldade para tossir, não era capaz de sair do leito sozinho e era-lhe 
administrado oxigênio sob máscara de Venturi fornecendo 50% de FiO2 . 
A filha que o acompanhava relatou que, havia mais de um ano, o paciente 
tinha sido diagnosticado com câncer de próstata e que, desde então, o pai 
vinha apresentando sono fragmentado durante a noite e sonolência 
diurna. A filha relatou, ainda, que, havia um mês, seu pai tinha sido 
internado com dores na região pélvica, ocasião em que fora diagnosticada 
metástase óssea, advinda do câncer de próstata, sem possibilidades de 
cura. Referiu, por fim, que, na noite anterior, seu pai não dormiu bem, 
em razão da agitação e da dispneia. O paciente tinha histórico de 
constipação crônica e havia evacuado pela manhã fezes líquidas. O exame 
físico indicou ainda, roncos à ausculta pulmonar. Nas 24 horas seguintes, 
internado, o paciente apresentou diurese de 1.100 mL, sob dispositivo 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 53 
urinário externo, e permaneceu sob dieta por sonda nasoenteral, com boa 
aceitação, sem relatos de vômito. 
 
A partir da situação apresentada, assinale a opção correta a respeito da 
máscara de Venturi. 
 
A) O uso da máscara possibilita que uma concentração constante de 
oxigênio seja inspirada, independentemente da profundidade ou da 
frequência da respiração, devendo-se observar se o fluxo de oxigênio está 
adequado ao tubo conector (válvula). 
B) A velocidade de fluxo de 50% indica um fornecimento elevado de 
oxigênio, o que exige umidificação do sistema. 
C) A máscara de Venturi possui uma bolsa-reservatório que deve 
permanecer inflada durante a inspiração e a expiração, para controle do 
fluxo de oxigênio. 
D) Por ser um sistema de administração de baixo fluxo, a máscara deve 
ser mantida com boa vedação e adaptada à face do paciente, para 
garantir a oxigenação prescrita. 
E) Como a máscara permite a entrada de oxigênio sob demanda, o que 
interrompe o fluxo de oxigênio durante a expiração, deve-se estar atento 
a qualquer esforço respiratório do paciente. 
Comentários: Texto grande a preocupação aumenta, mas nem tudo está 
perdido ao ler um texto enorme você percebe que não precisa do texto 
para responder a questão! Vamos analisar os itens: 
A)Correta. O uso da máscara possibilita que uma concentração constante 
de oxigênio seja inspirada, independentemente da profundidade ou da 
frequência da respiração, devendo-se observar se o fluxo de oxigênio está 
adequado ao tubo conector (válvula). 
B)Incorreta. A velocidade de fluxo de 50% indica um fornecimento 
elevado de oxigênio, o que exige umidificação do sistema. O valor de 
50% refere- se à concentração de oxigênio não à velocidade do 
fluxo, quando conectada diretamente a rede de O2 deve-se utilizar 
umidificador. 
C)Incorreta. A máscara de Venturi possui uma bolsa-reservatório que 
deve permanecer inflada durante a inspiração e a expiração, para controle 
do fluxo de oxigênio. O conceito refere-se a máscaras reinalantes ou 
não- reinalantes. 
D)Incorreta.Por ser um sistema de administração de baixo fluxo, a 
máscara deve ser mantida com boa vedação e adaptada à face do 
paciente, para garantir a oxigenação prescrita. Trata-se de um sistema 
de alto fluxo. 
00000000000 - DEMO
Enfermagem/Fundamentos/EBSERH 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Regina de Souza Barros ʹ Aula 00 
 
 
Prof. Regina de Souza Barros www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 53 
(E)Incorreta.Como a máscara permite a entrada de oxigênio sob 
demanda, o que interrompe o fluxo de oxigênio durante a expiração, 
deve-se estar atento a qualquer esforço respiratório do paciente. O 
conceito refere-se a máscaras não- reinalantes. 
 
Gabarito: A 
 
 
7- Lista de Questões 
 
1-EBSERH ± NACIONAL/ AOCP/ ENFERMEIRO/ PERFUSIONISTA/2016 
A bradicardia é uma frequência cardíaca lenta em comparação com a 
faixa de normalidade para a idade e o nível de atividade da criança. É um 
sinal indicativo de Parada Cardiorrespiratória (PCR) iminente em bebês e 
crianças, especialmente quando associada à instabilidade hemodinâmica. 
O enfermeiro deve estar atento aos sinais de comprometimento 
cardiopulmonar relacionados à bradicardia. Assinale a alternativa que 
apresenta um desses sinais. 
(A) Hipertensão. 
(B) Manutenção do nível de consciência. 
(C) Perfusão inadequada dos órgãos-alvo. 
(D) Manutenção do padrão e frequência respiratória. 
(E) Perfusão periférica satisfatória. 
 
2-CNEN/ CNEN/ENFERMEIRO/2014 
Os sinais vitais são os sinais das funções orgânicas básicas, os clínicos de 
vida, que refletem o equilíbrio ou o desequilíbrio resultante das interações 
entre os sistemas do organismo e uma determinada doença. Sobre os 
sinais vitais, marque a afirmativa correta. 
A) A bradisfigmia é considerada como pulso fino e taquicárdico. 
B) A pressão arterial diastólica em adulto considerada normal é de 100 
mmHg. 
C) A frequência cardíaca identifica o ritmo cardíaco, como a bradicardia