A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
ISO 50001

Pré-visualização | Página 1 de 1

Definições gerais sobre a ISO 50001
 Sistema de Gestão de Energia 
OBJETIVO
	
Melhorar o desempenho energético
Reduzir emissões de gases
Gerar economia
	
Planejar (Plan) 
Fazer (Do) 
Verificar (Check) 
Agir (Act)
Plano PDCA (Plan–Do–Check-Act):
	
melhoria contínua
eficiência energética
sistema de gestão de energia (SGE)
energia
indicador de desempenho energético (IDE)
organização
Termos e definições importantes:
Desenvolver uma política para o uso mais eficiente da energia;
Fixar metas e objetivos para atender a essa política;
 Usar dados para melhor compreender e tomar decisões sobre o uso de energia;
Medir os resultados;
Rever como a política funciona;
Melhorar continuamente a gestão da energia.
Quadro de exigências da ISO 50.001 para as organizações:
Estabelecer, documentar, implementar, manter e melhorar um Sistema de Gestão de Energia (SGE) de acordo com os requisitos desta Norma.
Definir e documentar o escopo, os limites físicos e os locais pertencentes ao Sistema de Gestão de Energia.
Determinar como serão cumpridos os requisitos da Norma visando à melhoria continua de desempenho energético e do SGE.
A Norma prevê que a organização deve:
	
Comunicar a importância da gestão da energia para a organização.
Garantir que objetivos e metas energéticas sejam estabelecidas.
Identificar o escopo e fronteiras a serem tratados pelo SGE. 
Garantir que os IDE sejam apropriados à organização.
Considerar o desempenho energético em planejamento de longo prazo.
Garantir que os resultados sejam medidos e comunicados em intervalos determinados.
Conduzir as revisões gerenciais.
A ISO 50001 prevê também que o diretor é responsável por:
	
Aprovar documentos quanto à sua adequação antes da emissão.
Revisar e atualizar periodicamente documentos se necessário.
Assegurar que as alterações e o estado atual da revisão dos documentos estejam identificados.
Assegurar que as versões relevantes de documentos aplicáveis estejam disponíveis em seus locais de uso.
Assegurar que documentos permaneçam legíveis e prontamente identificáveis.
Atenção especial deve ser destinada à comunicação interna, considerando:
Benefícios da ISO 50001:
Auxiliar as empresas na melhoria de utilização dos seus recursos de consumo de energia
Facilitar a comunicação e a transparência na gestão de recursos energéticos
Auxiliar na implementação de novas tecnologias eficientes de energia
Elevar a reputação de organizações
Permitir à empresa obter diferencial quando comparada aos seus concorrentes
A ISO no Brasil
Até o final de 2015 quase 30 empresas já se certificaram no país.
Organizações são influenciadas por fatores internos e externos (crise internacional). 
É prudente fazer uma avaliação das condições organizacionais. 
Empresas certificadas
Coca-Cola;
Baxter;
L'Oréal;
Bemis;
Fábrica da FIAT; 
Metalplan.
Fábrica da FIAT em Betim-MG
	Utiliza como fontes de energia a eletricidade:
Ar comprimido;
Vapor;
Água superaquecida;
Gás natural;
Combustíveis.
Atualmente, 99% da energia elétrica usada vem de fontes renováveis, incluindo os painéis solares fotovoltaicos instalados na fábrica, capazes de gerar 19,5 mil kW/ano.
Conclusão
Bibliografia
Abesco. ISSO 50001- Gestão de energia. Disponível em: < http://www.abesco.com.br/pt/iso-50001-gestao-de-energia >. Acesso em: 04 de outubro de 2017.
BARROS, Benjamim Ferreira de. Eficiência energética: técnicas de aproveitamento, gestão de recursos e fundamentos. São Paulo. Érica, 2015.
Leonardo Energy. Empresas reconhecidas pela eficiência energética. Disponível em: < http://leonardo-energy.org.br/noticias/empresas-sao-reconhecidas-pela-melhoria-da-eficiencia-energetica-em-seminario-realizado-na-fiesp/>. Acesso em: 09 de outubro de 2017.
Procobre. Empresas com certificação ISSO 50001. Disponível em: < http://procobre.org/pt/noticias/cresce-o-numero-de-empresas-com-a-certificacao-iso-50001-gestao-de-energia >. Acesso em: 07 de outubro de 2017.