Fundicao aula 4  complemento   2014
47 pág.

Fundicao aula 4 complemento 2014


DisciplinaProcesso de Fundição12 materiais114 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FUNDIÇÃO 
Prof. Dr. Ivanir Luiz de Oliveira 
AULA - 2014 
 
Planejamento de Ensino 
 
(2014) 
 
FUNDIÇÃO 
Prof. Dr. Ivanir Luiz de Oliveira 
RECORDANDO !! 
 
(1) Moldes Permanentes. 
 
( Exemplos: Injeção, Baixa pressão, Coquilha por gravidade, Lingotamento contínuo e 
descontínuo, Fundição centrífuga ) 
 
 
(2) Moldes não Permanentes. 
 
( Exemplos: Lost foam, cera perdida, em casca, silicato/CO2, cold-box e cura a frio, areia a 
verde) 
 
Classificação dos Processos de 
Fundição 
Conceitos: 
 
 Os processos em moldes \u201cnão permanentes\u201d 
permitem obter apenas uma única peça (ou um 
conjunto) de um único molde. Ou seja, é 
necessário perder o molde para se retirar a peça 
metálica (ou o conjunto de peças) a cada 
solidificação. 
(26/03/2014) 
PROCESSOS EM MOLDES NÃO PERMANENTES 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
 Moldes não Permanentes 
( P r i n c i p a i s T é c n i c a s ) 
TERMOS E DEFINIÇÕES 
\u2022 CAIXA DE FUNDIÇÃO 
 
Normalmente fabricada em duas (\u201cmeia 
caixa\u201d) em madeira ou metal, com o 
objetivo de conter a areia de fundição 
durante a confecção do molde. 
Obs: Podem ser fixa ou expansivas 
\u2022 Areias de Fundição: 
2014 
TERMOS E DEFINIÇÕES 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 Moldes não Permanentes 
( P r i n c i p a i s T é c n i c a s ) 
7- Processo em gesso 
Vídeo-7a 
Vídeo-7b 
Vídeo-7c 
Vídeo-7d 
Vídeo-7e 
 
 
 
Planejamento de Ensino 
 
(2014) 
 
Ementário- 2014 
\u2022 Preparação de areias Cold Box e areias 
Cura à frio. Fatores que influenciam o 
tempo de bancada. 
 
\u2022 Defeitos de fundição: classificação, 
diagnóstico e solução. 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
 Moldes não Permanentes 
( P r i n c i p a i s T é c n i c a s ) 
CARACTERÍSTICAS COMUNS PARA 
AS 08 TÉCNICAS 
1. Molde e Machos : 
(a) São perdidos no processo. Usa-se 01 
para cada vazamento de metal. 
 
(b) Fabricados em materiais cerâmicos 
 
 
 
CARACTERÍSTICAS 
 2. MODELOS 
(a) Em espuma (Lost Foam) e Cêra Perdida: 
Modelos São Perdidos no Processo! 
 
 
 
 
CARACTERÍSTICAS 
 2. MODELOS: 
(a) Demais Processos: 
 Os modelos são permanentes 
(em materiais como madeira, alumínio e resinas). 
(b) Shellmolding: 
MODELOS SÃO RESISTENTE AO CALOR 
(metálicos)! 
 
 
 
 
CARACTERÍSTICAS 
 
\u2022 USO DE LAMAS REFRATÁRIAS 
 
\u2022 USO DE AREIAS DE FUNDIÇÃO 
 
 
 
 
 
 
 3. Materiais Cerâmicos dos moldes e machos 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
 Moldes não Permanentes 
( P r i n c i p a i s T é c n i c a s ) 
CARACTERÍSTICAS 
 
\u2022 USO DE LAMAS REFRATÁRIAS 
 
\u2022 USO DE AREIAS DE FUNDIÇÃO 
 
 
 
 
 
 
 3. Materiais de Cerâmicos 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
 USO DE AREIAS DE FUNDIÇÃO 
\u2022 Areias de Fundição: 
29/03/2014 
TERMOS E DEFINIÇÕES 
AREIAS BASE: 
 É o principal componente das areias de 
fundição e responsável pela suas principais 
propriedades. 
 
 Normalmente, apresentam-se na forma 
granulada, distribuida, com diâmetro médio 
entre 0,15mm e 0,6mm. 
 Obs: O material mais comum no Brasil é a 
areia de sílica (SiO2) usada em quase todos 
processos. 
 
 
 
 
TERMOS E DEFINIÇÕES 
ADITIVOS: 
 
 Os aditivos são produtos adicionados a fim de 
melhorar algumas das propriedades da areia 
de fundição (como resistência, colapsibilidade, 
evitar oxidação da peça, reatividade 
molde/peça, trincamentos. 
 
 Obs: Todos aditivos têm efeitos colaterais 
positivos ou adversos. Devem ser evitados. 
 
 
TERMOS E DEFINIÇÕES 
AGLOMERANTES: 
 
 Têm o papel de ligar os grãos da areia base 
dando aos moldes/machos resistência 
mecânica necessária para todo processo de 
moldação, vazamento do metal e a sua 
desmoldagem. 
 
 
TERMOS E DEFINIÇÕES 
CARACTERÍSTICAS COMUNS DAS 
TÉCNICAS DE MOLDAGEM 
 
 
 
 
 
 
 
4. Tipos de Areia base: Variável 
 
5. Tipo de aglomerante: Variável 
 
6. Tipo de aglomerantes: 
\u201cdepende da técnica/processo\u201d 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
Tipos de aglomerantes usados: 
AGLOMERANTE: Classificação 
(1) PROCESSOS EM AREIAS BASE LIGADAS COM ARGILA: 
 
\u2022 AREIAS A VERDE 
(2) PROCESSOS EM AREIAS BASE LIGADAS QUIMICAMENTE: 
 
\u2022 LIGANTES ORGÂNICOS 
\u2022 LIGANTES INORGÂNICOS 
\u2022 LIGANTES MISTOS 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
Tipos de aglomerantes usados: 
Modelo em Isopor 
Exemplo- MODELOS PERDIDOS NA CONFECÇÃO 
DOS MOLDES 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma \u2013OS. 
(evitar areia a verde - socagem). 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
Tipos de aglomerantes usados: 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding) 
(ligante orgânico polimérico a quente) 
4-Processo em silicato/CO2; 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
Tipos de aglomerantes usados: 
4-Processo em silicato/CO2- exemplo (machos) 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma -OS; 
2-Processo em cera perdida; 
3-Processo em casca (Shellmolding); 
4-Processo em silicato/CO2 
(ligante inorgânico silicato de sódio com CO2) 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
6-Processos cura a frio; 
7- Processo em areia a verde 
8- Processo em gesso 
 
Tipos de aglomerantes usados: 
5-Processos caixa fria (cold-box); 
Vídeo-5 
6- Processos cura a frio; 
Exemplo empresa 
1-Processo Lost Foam, modelo em 
espuma