A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
93 pág.
Áreas de Atuação da  Radiologia  Prof Natan de Almeida

Pré-visualização | Página 2 de 6

Convencional?
• Alta resolução de baixo contraste (1pl/ mm): distinguir densidades muito similares.
• Sem superposição de tecidos.
• Imagens digitais podem ser manipuladas, depois de adquiridas.
Tomografia Computadorizada
Tomografia Computadorizada
No cargo de Técnico em Tomografia Computadorizada se inicia ganhando R$ 1.728,00 de salário 
e pode vir a ganhar até R$ 2.906,00. A média salarial para Técnico em Tomografia 
Computadorizada no Brasil é de R$ 2.194,00.
RESSÔNANCIA
MAGNÉTICA
Ressonância Magnética
• A ressonância magnética é uma técnica de imagem médica usada em radiologia para formar 
imagens da anatomia e dos processos fisiológicos do corpo, tanto na saúde como na doença. 
Os scanners de MRI usam campos magnéticos fortes, ondas de rádio e gradientes de campo 
para gerar imagens dos órgãos no corpo. 
• A máquina de ressonância magnética tem um grande ímã que interage com nosso corpo por 
meio de campos magnéticos e pulsos de radiofrequência. Assim, cria imagens em alta 
definição em três planos: horizontal, vertical e com o corpo dividido em camadas. Até por não 
emitir radiação e ser bem completo, o exame tem um custo relativamente alto.
Ressonância Magnética
Para que serve
• Para a pesquisa e análise de doenças neurológicas, ortopédicas, abdominais, cervicais e 
cardíacas. O teste pode diagnosticar, para ter ideia, esclerose múltipla, câncer, infartos, fraturas 
e até infecções.
• Já os ortopedistas costumam pedi-lo para investigar os tecidos moles, como cartilagens e 
músculos. Graças a isso, detectam tendinites, hérnias de disco e lesões de ligamento. Além 
disso, os neurologistas o solicitam para esmiuçar melhor problemas como o Alzheimer, atrofias 
e lesões nos vasos sanguíneos cerebrais (que podem indicar um AVC).
Ressonância Magnética
• Para realizar o exame a pessoa deve tirar quaisquer itens de metal – brincos, botões, zíper etc. 
Depois, deita em uma maca e a parte do corpo a ser estudada é coberta por um aparelho 
chamado bobina, que potencializa o efeito do campo magnético e melhora a qualidade da 
imagem, em seguida, a cama desliza para dentro de um grande tubo, e o paciente deve ficar 
parado até que o teste acabe para o resultado não sair prejudicado. Como uma pequena 
movimentação pode comprometer o exame, os especialistas às vezes imobilizam certas 
regiões corporais.
• Há casos em que deve ser utilizado contraste intravenoso para ressaltar lesões e doenças.
Ressonância Magnética
• Por se tratar de um exame que não utiliza de radiação ionizante, diferente do raio x e da tomografia, 
não há contraindicação relacionada à quantidade de ressonâncias magnéticas que um paciente pode 
fazer, mas ela costuma ser pedida somente quando há alguma suspeita – e não como parte de um 
preventivo.
• Como a ressonância produz um campo magnético muito forte, é preciso se certificar que nenhum 
objeto metálico esteja por perto durante o procedimento, mesmo que seja um singelo grampo de 
cabelo. 
• Portadores de marcapassos, cateteres e outros dispositivos implantáveis não devem fazer o exame, 
para eles, é perigoso se submeter ao magnetismo do aparelho. Até mesmo tatuagens devem ser 
avaliadas antes que o paciente seja submetido à ressonância, porque algumas tintas contêm ferro.
• Por último, pessoas claustrofóbicas ou que sofram de doenças que as impeçam de permanecer 
quietas também podem abalar os resultados. Em alguns casos, a sedação é necessária.
Ressonância Magnética
• O salário médio para Técnico de Ressonância Magnética em Rio de Janeiro, RJ é de 
R$ 2.790/mensal. O salário pode variar de R$ 2.779 a R$ 2.800.
MAMOGRAFIA
Mamografia
• A mamografia é a radiografia das mamas. Ela estuda a anatomia do tecido mamário e é um 
exame que revela possíveis alterações, como nódulos e tumores. Ela tem sido cada vez mais 
empregada no diagnóstico das lesões de mama e é o único eficaz na redução da mortalidade 
pelo câncer de mama, principalmente após a menopausa.
• Ela está indicada para dois grupos de mulheres: as assintomáticas (sendo utilizada como 
exame de rastreamento do câncer de mama) e as sintomáticas (nas quais os achados clínicos 
levam a suspeita de câncer de mama).
Mamografia
• A mamografia é a radiografia das mamas. Ela estuda a anatomia do tecido mamário e é um 
exame que revela possíveis alterações, como nódulos e tumores. Ela tem sido cada vez mais 
empregada no diagnóstico das lesões de mama e é o único eficaz na redução da mortalidade 
pelo câncer de mama, principalmente após a menopausa.
• Ela está indicada para dois grupos de mulheres: as assintomáticas (sendo utilizada como 
exame de rastreamento do câncer de mama) e as sintomáticas (nas quais os achados clínicos 
levam a suspeita de câncer de mama).
Mamografia
• Este exame é utilizado em mulheres acima de 40 anos, adequado para avaliar as mamas neste 
grupo de mulheres. Para as com sintomas mamários, a mamografia tem sido utilizada após os 
35 anos ou então independentemente da idade para aquelas que apresentam lesões 
clinicamente suspeitas de malignidade e também aquelas com histórico familiar de câncer de 
mama (aos 35 anos ou cerca de 10 anos antes da parente de primeiro grau, mãe ou irmã, que 
teve câncer de mama antes da menopausa). 
• Além disso, ela pode ser realizada junto a uma ultrassonografia em mulheres muito jovens que 
precisam avaliar nódulos, pois o mamógrafo nem sempre consegue detectar lesões em mamas 
densas ou muito jovens.
Mamografia
• Há dois tipos de mamografia:
• Convencional: onde a imagem é produzida diretamente no filme;
• Digital: onde a imagem é gerada eletronicamente, podendo ser manipulada no computador e 
arquivada digitalmente. Na mamografia digital é possível verificar cada ponto da imagem 
ampliadamente.
• O exame da mamografia leva em média de 15 a 20 minutos. Ele só é concluído após verificar a 
qualidade das imagens. Para melhorar essa qualidade, a mama é comprimida para se tornar 
uniforme e os tecidos devem ficar totalmente visíveis. São necessárias mudanças de posição 
das mamas para um exame completo.
• Durante o exame, um técnico especializado posicionará as mamas em uma plataforma 
especial que irá comprimi-las gradualmente, por uma placa transparente e assim são expostos 
os raios-X.
Mamografia
• A mamografia não previne o câncer de mama, mas pode salvar vidas, encontrando nódulos e 
tumores precocemente. O principal risco da mamografia é que ela nem sempre é perfeita, 
podendo ser imprecisa. Um tecido mamário normal pode esconder um câncer de mama e ele 
pode não aparecer neste exame.
• Além disso, podem ocorrer alarmes falsos, como em casos onde a mamografia identifica uma 
anormalidade que pode se parecer com um tumor, mas que pode ser somente algo 
completamente normal. Com isso, a mulher precisa realizar mais exames e acompanhamento 
médico, o que pode ser estressante.
• Por conta desses alarmes falsos, é necessário mais do que a mamografia, como a realização 
do auto-exame da mama e até outros exames, como a ressonância magnética ou ultrassom de 
mama.
Mamografia
• O salário médio para Técnico em Mamografia em Rio de Janeiro, RJ é de R$ 1.800,00 /mensal. 
O salário pode variar de R$ 1.700,00 a R$ 2.300,00.
DENSITOMETRIA
ÓSSEA
Densitometria Óssea
• A densitometria óssea é ume exame de imagem muito utilizado para diagnóstico da 
osteoporose, pois permite avaliar a perda óssea. No entanto, esse exame não é capaz de 
mostrar se a perda óssea ainda acontece, indica apenas se houve ou não.
• A densitometria óssea é indolor, dura entre 10 e 15 minutos e é realizada com o paciente 
deitado sobre uma maca, imóvel, até que um aparelho registre imagens radiológicas de seu 
corpo. 
• Este exame é realizado sem necessidade

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.