A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
78 pág.
Apostila cuidador

Pré-visualização | Página 1 de 23

Curso de Cuidador 
de Idoso 
 
Manaus, junho de 2012. 
 
 
 
2 
 
APRESENTAÇÃO 
 
 
 A população brasileira está envelhecendo. De acordo com o Censo 2010 do Instituto 
Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 1992 pessoas com 60 anos ou mais eram 7,9% da 
população brasileira. Em 2009, chegaram a 11,1%. 
 A população idosa no município de Manaus, segundo o IBGE, em 2005 era de 76.898 
idosos. Em 2009 passou para 93.206 representando a inclusão de 16.308 idosos. 
 O novo perfil demográfico da população requer uma mudança das Políticas Públicas para 
promover ações que atendam às necessidades dos idosos. A Prefeitura de Manaus já está preparada 
para essa realidade, desenvolvendo políticas direcionadas ao público com 60 anos ou mais. O 
atendimento ao idoso é realizado na Rede de Atenção Básica e nos níveis ambulatorial e hospitalar. 
 Nesta gestão, em cumprimento à Política Municipal do Idoso, a Fundação de Apoio ao 
Idoso Dr. Thomas em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde promovem o Curso de 
Formação de Cuidador de Idoso – CUIDADOSO. O grande diferencial é o conteúdo da programação, 
com a participação de profissionais qualificados (gerontólogos) dos dois órgãos; e a carga horária, de 
130 horas/aula (88 teóricas e 42 práticas). 
 O CUIDADOSO tem como objetivo formar profissionais que vão atuar no trato diário com o 
idoso, promovendo o bem-estar e melhoria da qualidade de vida, estimulando a autonomia e 
independência. Os cuidadores acompanham atividades como alimentação, higiene pessoal, 
compromissos sociais, visitas médicas e demais atividades que compõem o universo do idoso. 
Ajudam na prevenção de quedas e acidentes domésticos. 
 A ocupação de cuidador faz parte da Classificação Brasileira de Ocupações – CBO sob o 
código 5162. O profissional é definido como alguém que “cuida a partir dos objetivos estabelecidos 
por instituições especializadas ou responsáveis diretos, zelando pelo bem-estar, saúde, alimentação, 
higiene pessoal, educação, cultura, recreação e lazer da pessoa assistida”. 
 Apresentamos a apostila com o conteúdo do curso teórico, abrangendo vários aspectos do 
cuidado com o idoso: noções de primeiros socorros, aspectos biopsicossociais do envelhecimento, 
nutrição, espiritualidade na velhice, principais síndromes, entre outros. Pretendemos com essa 
qualificação que os conteúdos aqui trabalhados sirvam de suporte para o atendimento especializado 
ao idoso. 
 
 
Martha Moutinho da Costa Cruz 
Diretora-presidente da Fundação de Apoio ao Idoso Dr.Thomas 
 
 
 
3 
 
 
SUMÁRIO 
 
Apresentação................................................................................................................................. 02 
O cuidado e o cuidador................................................................................................................... 04 
Políticas públicas e direitos do idoso........................................................................................... 10 
Cuidados de enfermagem à saúde da pessoa idosa.................................................................... 14 
Aspectos psicológicos do envelhecimento e contexto familiar................................................. 20 
Aspectos fonoaudiológicos do envelhecimento.......................................................................... 26 
Aspectos odontológicos do envelhecimento............................................................................... 34 
Aspectos biológicos do envelhecimento...................................................................................... 37 
Noções de primeiros socorros............................................................................................... 49 
Aspectos fisioterapêuticos do envelhecimento........................................................................... 51 
Nutrição na 3º Idade.................................................................................................................... 58 
Espiritualidade na 3º Idade......................................................................................................... 69 
Telefones úteis ............................................................................................................................. 71 
Referências bibliográficas ........................................................................................................... 73 
Equipe Técnica colaboradora .................................................................................................... 77 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4 
 
O CUIDADO E O CUIDADOR 
 
CUIDADO: CONCEITO E PRÁTICA 
 A pessoa idosa acometida por alguma doença necessita, muitas vezes, de alguém que esteja 
ao seu lado para auxiliá-la a desempenhar as atividades rotineiras e as mais complexas, como 
aquelas que dizem respeito ao andamento do seu tratamento de saúde. Esta pessoa deverá ministrar 
os cuidados ao idoso, desde promover sua higiene até ser responsável por dar as medicações ou 
realizar exercícios fisioterapêuticos. 
Cuidado significa atenção, precaução, cautela, dedicação, carinho, encargo e responsabilidade. 
Cuidar é servir, é oferecer ao outro, em forma de serviço, o resultado de suas habilidades, preparo e 
escolhas; é praticar o cuidado. Cuidar é também perceber a outra pessoa como ela é, e como se 
mostra, seus gestos e falas, sua dor e limitação. Percebendo isso, o cuidador tem condições de 
prestar o cuidado de forma individualizada, a partir de suas idéias, conhecimentos e criatividade, 
levando em consideração as particularidades e necessidades da pessoa cuidada. Esse cuidado deve 
ir além dos cuidados com o corpo físico, pois além do sofrimento físico decorrente de uma doença ou 
limitação, há que se levar em conta as questões emocionais, a história de vida, os sentimentos e 
emoções da pessoa cuidada. 
 
O CUIDADOR 
 Cuidador é um ser humano de qualidades especiais, expressas pelo forte traço de amor à 
humanidade, de solidariedade e de doação. A ocupação de cuidador integra a Classificação Brasileira 
de Ocupações – CBO sob o código 5162, que define o cuidador como alguém que “cuida a partir dos 
objetivos estabelecidos por instituições especializadas ou responsáveis diretos, zelando pelo bem-
estar, saúde, alimentação, higiene pessoal, educação, cultura, recreação e lazer da pessoa 
assistida”. É a pessoa, da família ou da comunidade, que presta cuidados à outra pessoa de qualquer 
idade, que esteja necessitando de cuidados por estar acamada, com limitações físicas ou mentais, 
com ou sem remuneração. O bom cuidador é aquele que observa e identifica o que a pessoa pode 
fazer por si, avalia as condições e ajuda a pessoa a fazer as atividades. Cuidar não é fazer pelo 
outro, mas ajudar o outro quando ele necessita, estimulando a pessoa cuidada a conquistar sua 
autonomia, mesmo que seja em pequenas tarefas. Isso requer paciência e tempo 
 
Categorias de cuidador 
Cuidador Informal ou familiar: Pessoa que presta cuidados à pessoa idosa no domicílio, com ou sem 
vínculo profissional, e que não recebe remuneração. Para ser cuidador informal é necessário ser 
alfabetizado, possuir estado físico e mental saudável e ter noções básicas sobre o cuidado com os 
idosos e compreensão do processo de envelhecimento humano. Sua função principal é auxiliar ou 
realizar atenção adequada às pessoas idosas que apresentam limitações para as atividades da vida 
diária. 
 
5 
 
Cuidador formal: Pessoa capacitada para auxiliar o idoso que apresenta limitações para realizar as 
atividades e tarefas de seu dia a dia, sendo a ligação entre a família o serviço de saúde e a 
comunidade. Geralmente é remunerado. O cuidador formal deve