A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
61 pág.
ANATOMIA -  XILEMA

Pré-visualização | Página 1 de 2

Súber 
(felema) Floema Câmbio
Xilema
Principais 
tecidos 
Xilema
Gimnosperma
As gimnospermas são 
plantas vasculares, normalmente 
árvores. Este nome faz referência 
ao fato de não possuírem frutos 
envolvendo essas estruturas 
reprodutivas (sementes), no qual 
permanecem expostas.
Gimnosperma
No que diz respeito à anatomia dessas 
plantas, o sistema vascular merece destaque. 
O xilema das gimnospermas têm 
formato exclusivo, com exceção das 
Gnetales. Essas últimas apresentam em seu 
xilema elementos de vaso, característica que 
as aproxima das angiospermas.
Angiosperma
As angiospermas correspondem à 
grande maioria das plantas que vemos 
em nosso dia a dia, estando distribuídas 
nos mais diversos ambientes e se 
apresentando nas mais diversas formas 
e tamanhos. 
Angiosperma
Elas têm como 
característica principal a 
presença de flores 
completas, onde 
encontramos as estruturas 
reprodutivas das plantas. 
“Tecido responsável pelo 
transporte de água e solutos a 
longa distância, armazenamento de 
nutrientes e suporte mecânico.”
O QUE É ? 
COMPOSIÇÃO 
CELULAR DO 
XILEMA 
ELEMENTOS 
TRAQUEAIS
(Sistema Axial)
Condução da água e substâncias nela 
dissolvidas;
Células mais especializadas do xilema;
Parede lignificadas com espaçamento 
secundário e variedade de pontuações;
CARACTERÍSTICAS
Ausência de protoplasto - “Morto”
TRAQUEÍDES
Típicas das gimnospermas e pteridófitas 
(Primitivos) 
Passagem de água é facilitada pelos pares de 
pontuação ( Espaço onde a parede primária 
não é recoberta pela secundária )
Agrupadas em feixes, uma ponta toca na 
outra. 
Ocorrência em todos os órgãos 
Campo de 
pontoação
ELEMENTOS DE VASOS 
Típicas das angiospermas (Evolução) 
Pequenos mas se juntam para formar canal
Água passa diretamente pelas placas de 
perfuração
PERFURADO
Derivados das traqueídes
AUSÊNCIA TOTAL DA 
PAREDE CELULAR 
NA REGIÃO QUE 
APRESENTA PLACA 
DE PERFURAÇÃO
Radiata
DESENVOLVIMENTO DOS ELEMENTOS DE VASO 
A- E.V jovem,PP continua
B- Dilatação da lamela média 
e surgimento da parede 
secundária
C- Desintegração da parede 
primária e lise protoplasma
D- Abertura da perfuração e 
desintegração total do 
protoplasto 
PAREDE 
CELULAR 
TRAQUEAL
“A disposição da parede secundária sobre a parede primária pode ocorrer 
em diferentes graus, estabelecendo diferentes padrões. “
PRIMEIROS ELEMENTOS TRAQUEAIS 
(Disposição da parede celular curta) :
Padrão anelar: Anéis que não se 
conectam uns com os outros;
Helicoidal: parecido como anelar, 
formando 2 ou mais hélices
Podem sofrer colapso facilmente, 
porém tem a vantagem da 
extensibilidade. 
Permite aos elementos traqueais 
se diferenciar em tecidos em 
crescimento. 
Se alongam e continuam 
funcionais, suprindo de água 
partes jovens da planta.
Protoxilema apresenta esses padrões
PAREDE SECUNDÁRIA EXTENSA
Escalariforme: Regiões sem 
disposição são muito regulares, 
resiste ao colapso e 
crescimento de células vizinhas 
Reticulado: Irregular
Pontoado: Maior cobertura 
da P.1 pela P.2, quase toda P.1 
coberta, exceto nas áreas de 
pontuação. Não permite que a 
célula cresça mais. 
Padrão comum no metaxilema e regiões onde 
parou o crescimento. 
Células parenquimáticas
Parênquima axial
Parênquima radial
 
Função: Armazenamento e translocação 
de água e solutos a curta distância.
Estrutura da madeira. 
 
Parênquima Axial
Classificação: Padrão de distribuição em 
relação aos vasos 
 
Paratraqueal: associado aos elementos de 
vasos;
Apotraqueal: não está em contato direto com 
os vasos;
Faixas: pode ou não estar associado aos vasos.
 
Parênquima Axial
Paratraqueal: 
➔ Mostram alta atividade da enzima fosfatase;
➔ Carreia o açúcar para os vasos, quando é necessário um rápido 
transporte para as gemas. 
➔ Participa do fornecimento de água aos vasos que acumularam 
gases durante o periodo de dormencia.
Parênquima Axial
Paratraqueal:
Escasso: poucas células
Vasicêntrico: completo Aliforme: projeções laterais 
(asas)
Confluente: faixas 
irregulares
Unilateral: um lado do vaso
Parênquima Axial
Apotraqueal:
Difuso: células ou pequenos grupos de células 
isolados entre as fibras;
Difuso em agregados: séries de células 
agrupadas, formando pequenas faixas 
tangenciais, descontínuas.
 
Parênquima Axial
Faixas:
Parênquima Radial
Classificação: aspectos que tais células exibem 
nas seções radiais e tangenciais.
Células procumbentes: maior dimensão no sentido 
radial;
Células quadradas: isodiamétricas;
Células eretas: maior dimensão no sentido axial.
 
Parênquima Radial
Classificação: composição, organização 
e número de células.
Homocelulares: formados por um unico tipo 
celular;
Heterocelulares: formados por dois ou mais tipos 
celulares.
Estes ainda podem ser: unisseriados ou 
multisseriados.
Parênquima Radial
Células que não tem contato com os vasos:
Acumulam amido no início do verão e o mobilizam no início da 
primavera.
Estão relacionados com o transporte radial periódico de carboidratos 
mobilizados para a reativação do câmbio.
Fibras
Células de sustentação.
Função: Rigidez ou flexibilidade da madeira.
Formato alongado e extremidade afiladas, com 
maior dimensão no sentido do eixo longitudinal do 
tronco da árvore.
Fibras
Divididos em:
Libriformes: pontoações simples;
Fibrotraqueídes: pontoações aeroladas.
Ambas podem apresentar septos transversais de parede celulósica, 
podem ser chamadas de septadas. Os elementos septados retêm seu 
protoplasma, são multinucleados e reservam substâncias,
Pontoações
Os elementos celulares do xilema secundário 
têm pontoações, que podem ser:
Pontoações simples: fibras libriformes, 
células do parênquima axial e radial.
Pontoações aeroladas: vasos, traqueídes e 
fibrotraqueídes.
 
Pontoações
Nas pontoações aeroladas, a parede 
secundária forma uma projeção sobre a 
cavidade de pontoação deixando no 
centro uma abertura. 
Pontoações
Quanto ao arranjo, podem ser:
Escalariformes Opostas Alternas
Xilema 
primário 
Xilema primário 
Xilema primário
Metaxilema
Protoxilema
Parênquima
Fibras 
Observação: 
Esses tipos celulares estão 
organizados apenas no sistema 
axial. 
Proto e 
metaxilema 
Metaxilema
Protoxilema
Constituição:
 Constituído de células condutoras; 
 
Diferenciam primeiro, ou seja, adquirem 
paredes lignificadas precocemente; 
 
Menor diâmetro. 
 
Protoxilema
Protoxilema
Constituição:
 Constituído de células condutoras; 
 
Diferenciam primeiro, ou seja, adquirem 
paredes lignificadas precocemente; 
 
Menor diâmetro. 
 
Constituição:
 Constituído de células condutoras; 
 Diferenciam tardiamente, ou seja, adquirem 
paredes secundárias ocorre mais tarde; 
 
Maior diâmetro. 
 
Aumento de tamanho da célula antes de atingir a 
maturidade; 
 
Metaxilema
Constituição:
 Constituído de células condutoras; 
 Diferenciam tardiamente, ou seja, adquirem 
paredes secundárias ocorre mais tarde; 
 
Maior diâmetro. 
 
Aumento de tamanho da célula antes de atingir a 
maturidade; 
Metaxilema
Xilema 
Secundário 
Xilema secundário 
Contribui para o crescimento da 
espessura do corpo vegetal;
Em estágio completo de desenvolvimento 
constitui a madeira, ou lenho; 
Grande importância econômica. 
Xilema secundário 
Tecido complexo; 
Diferentes tipos celulares organizados 
em dois sistemas distintos: Axial 
(vertical) e radial (horizontal). 
Derivadas do câmbio. 
Sistema Radial e Axial 
Células axiaisCélulas 
radiais
Axiais têm origem nas células 
fusiformes

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.