Contabilidade e Planejamento Tributário  Av2
4 pág.

Contabilidade e Planejamento Tributário Av2

Pré-visualização2 páginas
Disciplina:
	Contabilidade e Planejamento Tributário (CTB37)
	Avaliação:
	Avaliação II - Individual FLEX ( Cod.:424425) ( peso.:1,50)
	Prova:
	8649735
	Nota da Prova:
	10,00
Gabarito da Prova:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada
Parte superior do formulário
	1.
	A Pessoa Jurídica, ao constituir sua empresa, depara-se com a possibilidade de enquadrá-la na opção de Simples Nacional. Se essa opção for adotada no início das atividades, salvo desenquadramento tácito, será mantida durante todo o ano calendário. Sobre a solicitação de enquadramento e/ou manutenção da opção pelo Simples Nacional, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Uma vez enquadrado no Simples Nacional, essa opção deve ser mantida durante toda a existência da entidade.
	 b)
	A opção pelo Simples Nacional é feita uma única vez, não necessitando de renovação.
	 c)
	O contribuinte não pode ser desenquadrado do Simples Nacional no decorrer do ano vigente.
	 d)
	O enquadramento no Simples Nacional deve ser renovado a cada início de ano.
	2.
	A receita da Pessoa Jurídica é obtida através do resultado de suas operações. O conceito de receita independe da forma de tributação adotada para determinação do IRPJ e CSLL do contribuinte. Considerando os fatores geradores de receita, analise as sentenças a seguir:
I- O pagamento da folha de salários é parte integrante da receita da Pessoa Jurídica pagadora.
II- O valor obtido pela venda de mercadorias e da prestação de serviços é considerado receita.
III- Os resultados positivos obtidos em operações financeiras são considerados receita.
IV- As devoluções de venda aumentam o valor da receita para fins de tributação.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Somente a sentença I está correta.
	 b)
	As sentenças III e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças II e III estão corretas.
	 d)
	As sentenças I e IV estão corretas.
	3.
	O pagamento dos tributos deve ser cuidadosamente acompanhado pelos gestores da empresa, pois o valor despendido com eles é bastante significativo em qualquer ramo de atividade. O descuido no controle dos tributos pode gerar sérios problemas para o resultado das operações, bem como para a continuidade da empresa. Precisamos planejar cuidadosamente cada tributo incidente em nossas operações. Assinale a alternativa CORRETA que apresenta um erro de planejamento tributário:
	 a)
	Manter os pagamentos de tributos regulares.
	 b)
	Identificar possibilidades de redução de tributos.
	 c)
	Escolher o melhor regime de tributação.
	 d)
	Sonegar para pagar menos impostos.
	4.
	Depois de apurado o Lucro Real do exercício e efetuados os devidos ajustes exigidos pela legislação tributária, deve-se efetuar o cálculo do valor do imposto a pagar. Qual alíquota deve-se aplicar para o cálculo do IRPJ sobre o Lucro Real, apurado pelas pessoas jurídicas em geral?
	 a)
	Alíquota de 12%.
	 b)
	Alíquota de 15%.
	 c)
	Alíquota de 9%.
	 d)
	Alíquota de 8%.
	5.
	As empresas enquadradas no Simples Nacional são divididas em ME ? Micro Empresa ou EPP ? Empresa de Pequeno Porte, de acordo com as normas estabelecidas na legislação tributária. Essa divisão auxilia a empresa a identificar as alíquotas aplicáveis ao seu faturamento para fins de definição da tributação incidente. Considerando as definições de ME e EPP relacionadas ao Simples Nacional, analise as sentenças a seguir:
I- O enquadramento como ME ou EPP é feito considerando o faturamento do ano imediatamente anterior.
II- O Lucro Líquido do exercício é utilizado pelo ente tributante para enquadramento da Pessoa Jurídica como ME ou EPP.
III- Iniciando as atividades no decorrer do ano calendário, deve-se considerar o faturamento médio da classe empresarial.
IV- A opção por ME e EPP somente será solicitada no início do ano calendário.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As sentenças III e IV estão corretas.
	 b)
	Somente a sentença I está correta.
	 c)
	As sentenças II e IV estão corretas.
	 d)
	Somente a sentença II está correta.
	6.
	A opção pelo Lucro Presumido determina muito mais do que simplesmente a forma de apurar a base de cálculo do Imposto de Renda e da Contribuição Social da Pessoa Jurídica. A forma de apurar e tributar o PIS e COFINS também segue definições atribuídas pelo regulamento do Lucro Presumido. Considerando as definições para o PIS e a COFINS atribuídas pelas regras do Lucro Presumido, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) No Lucro Presumido, o PIS e a COFINS seguem a sistemática da cumulatividade.
(    ) Aplicam-se as alíquotas de 0,65% para o PIS e 3% para a COFINS no faturamento.
(    ) O PIS e COFINS passa a ser cumulativos com direito a créditos proporcionais às vendas.
(    ) A cumulatividade do PIS e da COFINS determinam a ausência da incidência desses tributos no faturamento.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - V - F - F.
	 b)
	F - V - F - V.
	 c)
	F - F - V - F.
	 d)
	V - F - V - F.
	7.
	As Pessoas Jurídicas que exercem a atividade de serviços contábeis estão autorizadas a optar pelo Simples Nacional desde que cumpram com algumas exigências legais voltadas ao atendimento à sociedade. Considerando as condições a serem cumpridas pelos escritórios de contabilidade optantes pelo Simples Nacional, analise as sentenças a seguir:
I- Para manter o enquadramento no Simples Nacional, o escritório de contabilidade deve fornecer ao fisco informações sigilosas de seus clientes.
II- A inscrição e a primeira declaração do MEI devem ser fornecidas gratuitamente pelos escritórios de contabilidade optantes pelo Simples Nacional.
III- Para manter o enquadramento no Simples Nacional, o escritório de contabilidade deve admitir colaboradores com necessidades especiais.
IV- Os escritórios de contabilidade optantes pelo Simples Nacional devem promover eventos orientativos para seus clientes também optantes pelo Simples Nacional.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Somente a sentença I está correta.
	 b)
	As sentenças I e II estão corretas.
	 c)
	As sentenças II e IV estão corretas.
	 d)
	As sentenças II e III estão corretas.
	8.
	Ao final de cada mês, a Pessoa Jurídica optante pelo Simples Nacional deve apurar e recolher o tributo incidente em suas operações. Para que seja possível o pagamento do tributo, a Pessoa Jurídica deve identificar a base de cálculo, atribuir a alíquota aplicável e calcular o valor do tributo. Considerando as características do recolhimento do tributo pelo optante do Simples Nacional, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Será emitida uma guia para cada tributo agrupado na faixa de enquadramento.
(    ) Quando a empresa possuir filiais, o recolhimento será centralizado na matriz.
(    ) O contribuinte emitirá guia única para recolhimento do Simples Nacional.
(    ) A guia de recolhimento englobará inclusive os tributos não abrangidos pelo Simples Nacional.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	F - V - V - F.
	 b)
	F - V - F - F.
	 c)
	V - F - V - V.
	 d)
	F - V - F - V.
	9.
	A empresa AEI apresenta as seguintes informações a serem utilizadas para calcular o valor do Simples Nacional a recolher:
EPP sujeita à aplicação da Tabela 1.
Mês de tributação: Abril/X3.
Receita do mês de Abril/X3: R$ 90.000,00.
Receita acumulada entre Abril/X2 a Março/X3: R$ 690.000,00.
Alíquota a ser aplicada em Abril/X3: 8,28%.
Assinale a alternativa CORRETA que apresenta o valor do Simples Nacional a ser recolhido:
	 a)
	O total a recolher é R$ 57.132,00.
	 b)
	O total a recolher é R$ 9.936,00.
	 c)
	O total a recolher é R$ 49.680,00.
	 d)
	O total a recolher é R$ 7.452,00.
	10.
	O Lucro Presumido é uma forma de apuração do lucro da Pessoa Jurídica que, em muitas situações, é vantajoso