A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Pensamento critico e comunicação escrita

Pré-visualização | Página 2 de 5

fundamental.
 
- A importância de se pensar criticamente na comunicação escrita;
O pensamento crítico ajuda-nos a não sermos conduzidos por uma argumentação ardilosa, aparentemente correta e boatos que infestam os meios de comunicação e nos induzem a acreditar em tudo. Pensar criticamente requer disposição para filtrar, de forma imparcial e não discriminatória, as informações que diariamente recebemos, fazendo perguntas investigativas reflexivas, diretas ou indiretas a fim de chegar ao centro da questão, ou do interesse de quem as emite, como queiram. Devemos nos acostumar a pensar criticamente, sair do automático e verificar se os fatos, informações e dados reais correspondem ao que realmente acontece. Como se estivéssemos vendo de fora, como alguém que não está participando, apenas analisando. O pensamento crítico afasta as opiniões pessoais e foca apenas nos fatos e na racionalidade. Mas não pense que o pensamento crítico é unicamente racional: ele também abre espaço para a criatividade. Alguém que é capaz de pensar criticamente costuma ter mais ideias e sugestões, o que sempre leva à inovação. Afastar sua opinião pessoal abre espaço para pensar em outras opiniões – e é assim que nascem as melhores ideias. Não é à toa que o pensamento crítico é visto como uma habilidade essencial para todo bom estudante ou funcionário. Saber questionar e, especialmente, se questionar, é importante para abrir espaço para o conhecimento e para o surgimento de novas ideias. Desenvolver um pensamento crítico pode ser difícil, mas os resultados vão mudar sua maneira de ver o mundo. Vale a pena tentar!
 
- O conceito de lógica e sua divisão: lógica formal e lógica material.
 O termo "lógica" vem de uma palavra grega que significa razão, A Lógica é, de fato, a ciência das leis ideais do pensamento, e a arte de aplicá-las corretamente à procura e à demonstração da verdade.
Lógica formal— É a parte da Lógica que estabelece a forma correta das operações intelectuais, ou melhor, que assegura o acordo do pensamento consigo mesmo, de tal maneira que os princípios que descobre e as regras que formula se aplicam a todos os objetos do pensamento, quaisquer que sejam.
 A Lógica formal compreende normalmente três partes, que tratam da apreensão e da ideia, — do juízo e da proposição, — do raciocínio e da argumentação.
  Lógica material— É a parte da Lógica que determina as leis particulares e as regras especiais que decorrem da natureza dos objetos a conhecer. Ela define os métodos das matemáticas, da física, da química, das ciências naturais, das ciências morais etc., que são outras tantas lógicas especiais.
 
- Escrever de maneira crítica pode influenciar em sua carreira profissional?
 No exercício da profissão, seja ela qual for, é preciso tempo, prática e também dedicação para aperfeiçoar nossa arte de influenciar. É importante identificar os truques de mercado, elaborar estratégias de captação de clientes e melhorar seu poder de argumentação e persuasão. A capacidade de raciocinar logicamente é uma habilidade que interfere diretamente no desempenho das atividades profissionais. Independentemente da profissão e da área em que o indivíduo atua, pensar, raciocinar e escrever de maneira crítica são competências de grande diferenciação, permitindo que indivíduos consigam elaborar argumentos válidos e convincentes, importantes para convencer seus clientes, sua equipe, seu chefe e assim por diante. Pessoas que costumam pensar e escrever criticamente tendem a ter a mente aberta para novidades e ideias diferentes, além de serem racionais, razoáveis e colaborativas. 
Fazer perguntas, não se satisfazer com as soluções fáceis e buscar mais conhecimento são o tripé de pessoas curiosas. Deixar a aceitação de lado, investir na curiosidade, entender o cenário completo de um problema é importante para se tornar um pensador crítico e consequentemente transmitir essa informação.
 
Unidade 3 - De 22/10 a 28/10
por MONICA BENEDITA DE SOUZA OLIVEIRA - sexta, 26 Out 2018, 11:30
 
- O conceito de texto administrativo-técnico e sua aplicação
O texto administrativo - técnico, é um texto redigido de maneira mais elaborada e formal. Eles  são objetivos e imparciais, fazem referência aos escritos próprios de uma determinada ciência ou disciplina. Os textos desse tipo se caracterizam por uma linguagem e estrutura de texto exclusivo de um determinado âmbito científico.
Na maioria dos casos, é difícil que uma pessoa que não tenha o mínimo de experiência ou conhecimento da ciência ou do âmbito a que pertence o documento possa entender totalmente esse texto. Por exemplo, uma composição jurídica redigida por um juiz ou advogado estará escrita na linguagem técnica do direito. Ou seja;tem caráter técnico, objetivo ou científico.
O estilo do texto requer imparcialidade e exatidão, emprego da objetividade, conteúdo pautado em fatos, vocabulário preciso e impessoal, clareza no discurso, linguagem denotativa.
Esse tipo de texto apresenta algumas peculiaridades em sua estrutura e estilo. Isso porque geralmente tratam-se de documentos oficiais de correspondência que possuem uma finalidade, seja informar, solicitar, registrar, esclarecer, descrever sobre objetos ou processos, dentre outros.
Uma das principais características de um texto técnico é a utilização de linguagem de especialidade, isto é, a linguagem utilizada numa dada área que engloba tanto a terminologia como as formas de expressão específicas da área em questão. 
A linguagem de especialidade não se limita apenas à terminologia; ela inclui termos funcionais (que descrevem operações ou processos), e propriedades sintácticas e gramaticais; adere a convenções próprias, tais como evitar a voz passiva (na maior parte dos textos técnicos) e o uso de terminologia consistente.
Por isso, nos textos técnicos é utilizado a linguagem formal, objetiva, e segue as regras da norma culta padrão.
Os textos técnicos são muito utilizados no meio acadêmico, profissional, comercial e empresarial.
- o conceito de texto dissertativo, suas características e sua aplicação
O texto dissertativo trata-se de um texto pelo qual é exposto uma opinião sobre um determinado assunto, sendo composto por argumentos lógicos e tendem a convencer o leitor.
Dissertar é o mesmo que discorrer, ou seja desenvolver uma explicação perante a um tema. Sendo assim, o texto dissertativo faz parte dos textos expositivos, juntamente com o texto de apresentação científica, didático, artigo ou relatório. Apresentam características essencialmente informativa.
O texto dissertativo-argumentativo é uma modalidade de texto opinativo.Para organizá-lo, você vai defender um ponto de vista em relação a determinado assunto. A opinião do autor precisa ser embasada com explicação e argumento. O objetivo é fazer com que o leitor ou ouvinte seja convencido em relação à sua ideia que será exposta e explicada.
Um texto argumentativo precisa de uma série de explicações que o justifiquem. Além das provas, o texto precisa contar com um raciocínio coerente e consistente.
A coerência diz respeito à relação dos argumentos entre si. 
O texto dissertativo pode ser classificado como:
- Expositivo:  No expositivo, o discente expõe um conceito, uma teoria ,e o seu ponto de vista sobre o assunto; Como o próprio nome já sugere, é um tipo de texto em que se expõem as idéias ou pontos de vista. O objetivo é fazer com que o leitor os considere coerentes e não fazê-lo concordar com eles.
- Argumentativo: O autor busca comprovar a exatidão ou a perfídia dos conceitos discutidos no texto; O autor almeja persuadir o interlocutor, e por motivo recorre a indícios, testemunhos e raciocínios,o intuito é, persuadi-lo a concordar com a ideia ou ponto de vista exposto. Isso se faz por meio de várias maneiras de argumentação, utilizando-se de dados, estatísticas, provas, opiniões relevantes, etc.
 No expositivo se expõe um conceito, uma teoria e o seu ponto de vista sobre o assunto, além de expressar a visão alheia. Normalmente ele expande a concepção, revelando