A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
RELAÇÕES CIÊNCIA,TECNOLOGIA E SOCIEDADE

Pré-visualização | Página 4 de 4

série de considerações sobre como e em que bases serão estabelecidos os conjuntos de princípios fundamentais da comunidade de espíritos transdisciplinares. No estabelecimento dessas bases, o Congresso levou em consideração a seguinte sequência de valores sociais para as disciplinas acadêmicas: crescimento exponencial do saber, que torna impossível o olhar global do ser humano; a autodestruição material e espiritual de nossa espécie – o homem não se dá conta da dimensão planetária dos conflitos atuais; lógica assustadora da eficácia pela eficácia, novo obscurantismo – o homem assume um saber mais acumulativo e um interior cada vez mais empobrecido (tem consequências sociais negativas incalculáveis), o crescimento do saber aumenta as desigualdades entre seus detentores e os que são desprovidos dele – engendrando desigualdades crescentes no seio dos povos e entre as nações do planeta, todas essas atitudes são antitransdisciplinares; e, por fim, a necessária esperança de mudança.
	
	
	
Pergunta 10
0,5 em 0,5 pontos
	
	
	
	Segundo Silveira (2012), o cientista não é capaz de:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
Produzir testes psicológicos de rigidez e docilidade, em plena Modernidade sólida.
	Respostas:
	a.
Suspeitar do saber pré-construído e saber questionálo, uma vez que esse saber tornou-se constitucionalizado em um contexto social e histórico.
	
	b. 
Produzir testes psicológicos de rigidez e docilidade, em plena Modernidade sólida.
	
	c.
Apresentar alternativas durante a vigência de um paradigma para possibilitar o surgimento de outro de forma a apresentar soluções novas.
	
	d. 
Observar novos fatos e buscar descrevê-los ou explicá-los para melhor compreensão de sua realidade.
	
	e. 
Julgar o saber construído e o saber novo, chegando a uma nova conclusão.
	Feedback da resposta:
	Alternativa: B
Comentário: segundo Silveira (2012), o cientista é aquele capaz de: 
• Suspeitar do saber pré-construído e saber questioná-lo, uma vez que esse saber tornou-se constitucionalizado em um contexto social e histórico. 
• Apresentar alternativas durante a vigência de um paradigma para possibilitar o surgimento de outro de forma a apresentar soluções novas. 
• Observar novos fatos e buscar descrevê-los ou explicá-los para melhor compreensão de sua realidade. 
• Julgar o saber construído e o saber novo, chegando a uma nova conclusão.