A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Atualidades Declinio do Chavismo

Pré-visualização | Página 3 de 3

acordo com a posição política da pessoa que o faz: se poucos analistas falam em 
"ditadura total", somente uma minoria também acredita que haja "uma plena democracia". No período 
do governo Maduro, a repressão aos meios de comunicação tem aumentado na medida de seu isolamento. 
Mesmo entre os antigos chavistas, aumenta a divisão interna. Para esses, Maduro tem rasgado muitos itens 
importantes na constituição implementada durante o governo Chávez, representando um retrocesso em 
muitos pontos importantes do governo anterior. 
3. Saída da Venezuela do MERCOSUL
Os quatro países fundadores do Mercosul - Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai - enviaram uma "comuni-
cação" à Venezuela em dezembro de 2016, indicando que os direitos do país no bloco "estão suspensos". 
A decisão está relacionada ao vencimento do último prazo acordado em setembro para que Caracas cum-
prisse suas obrigações de adesão ao Mercosul. Os chanceleres do bloco elaboraram um comunicado no 
qual explicam que a Venezuela não cumpriu seus acordos. As informações são da Rádio França Internacional
A marginalização da Venezuela se desenhava desde que os demais sócios bloquearam, em julho de 2016, 
o acesso do país à presidência semestral do bloco. Em setembro, os quatro países fundadores decidiram 
ocupar o posto de forma colegiada e intimaram o governo do presidente Nicolás Maduro a adotar até 1º de 
dezembro todos os compromissos de adesão. Entre eles, a livre circulação de mercadorias entre os países 
do Mercosul e a cláusula democrática.
8
4. O monstro da Inflação
Fonte: Abril, 2017.
A economia venezuelana entrou numa espiral inflacionária que não parece mais ter fim. O Fundo Monetário 
Internacional (FMI) já havia previsto em janeiro um recorde de inflação neste ano no país, com a estimativa 
de 720% – ou seja, que os preços seriam multiplicados por mais de oito. No dia 11 de abril, porém, um 
novo relatório divulgado pelo Fundo em Washington foi além, ao prever uma taxa de até 2.200% no final 
de 2017. Para os anos seguintes, o problema se agrava até chegar a 4.600% de inflação anual em 2021.
É difícil prognosticar a evolução dos preços num prazo tão longo, mas as previsões do FMI não deixam dú-
vidas sobre o descontrole monetário na Venezuela. Se os presságios desse relatório se cumprirem, os preços 
se multiplicarão por mais de 400 milhões em um prazo de seis anos. Algo que hoje custe 100 bolívares 
custaria 42,7 bilhões no final de 2021.
Esta situação hiperinflacionista se dá em um contexto de derretimento do valor da moeda venezuelana, o 
bolívar, que perdeu praticamente todo o seu valor desde a ascensão de Nicolás Maduro ao poder. Embora a 
taxa de câmbio oficial esteja em 6,30 bolívares por cada dólar, no mercado negro a moeda norte-americana 
é negociada por mais de 1.100 bolívares, segundo o site dolartoday.com, referência extraoficial do mercado 
paralelo. Isso significa que a divisa vale na verdade menos de 1% do que diz a taxa oficial de câmbio. E os 
salários não subiram da mesma forma.
9
Bibliografia
Matérias de Jornais:
http://diplomatique.org.br/venezuela-as-razoes-do-caos/
http://diplomatique.org.br/aquilo-que-chavez-lembrou-a-esquerda/
https://www.cartacapital.com.br/internacional/oposicao-desafia-maduro-com-nova-marcha-apos-25-mortes-em-um-mes
http://brasil.elpais.com/brasil/2017/05/17/internacional/1495057216_276984.html
http://g1.globo.com/mundo/noticia/em-clima-de-tensao-manifestantes-vao-as-ruas-na-venezuela.ghtml
http://brasil.elpais.com/brasil/2017/04/01/internacional/1491076022_326137.html
http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2016-12/venezuela-e-
http://brasil.elpais.com/brasil/2016/04/12/economia/1460485173_766551.htmlsuspensa-do-mercosul
http://www.valor.com.br/internacional/4951686/venezuela-e-um-desastre
http://www.valor.com.br/internacional/4955454/plano-de-constituinte-na-venezuela-e-criticado
Filmes
“A Revolução não será televisionada” – Dir. Donnacha O’Briain, Kim Bartley. 2003, 74 min.
“Ao Sul da Fronteira” – Dir. Oliver Stone. 2009, 77 min.
livros
A Revolução Venezuela – Gilberto Maringoni. Editora Unesp. Coleção: “As Revoluções do Século XX”.