A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
Ética para OAB - nov 2018

Pré-visualização | Página 4 de 7

a) 4h dia/ 20h semana 
b) 8h dia – havendo exclusividade (firmada em contrato individual) 
c) Horas extras 100%: hora normal + adicional de 100% ou MAIS. 
d) Adicional noturno 25% – das 20h as 05h do dia seguinte - hora 
normal + adicional de 25%. 
 
3. HONORÁRIOS SUCUMBÊNCIAIS. 
a) Empresa + advs empregados – honorários sucumbenciais serão 
100% dos advogados empregados. 
b) Sociedade de advs + advs empregados – honorários sucumbenciais 
partilhados entre empregados e empregadores. 
OBS: Direito disponível  cabe negociação em contrário 
 
HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS 
 
Proibição de advocacia gratuita. 
Exceção “pro bonno” ou advogado em defesa de outro advogado no tribunal de 
ética (defensor dativo do tribunal de ética). 
 Característica de “dívida alimentar” 
 
1. PACTUADOS/CONVENCIONADOS – advogado e cliente pactuam 
valor, mediante contrato verbal ou escrito (preferencialmente) : força de 
título executivo extrajudicial. 
 POSSIBILIDADE DE PACTO/CLÁUSULA “QUOTA LITIS” – contrato 
de resultado: pactua-se uma porcentagem sobre o valor de ganho da 
causa. Desde que o advogado não receba valor maior que o do cliente, 
somando a sucumbência. 
OBS: advogado, mesmo sem ser parte, pode habilitar contrato de 
honorários nos autos e pedir reserva do valor contratado para futuro 
levantamento de alvará. 
 TABELA DA OAB: valor mínimo, definida pelo conselho seccional. 
Cobrança menor: honorários aviltantes, vedados. 
 
2. ARBITRADOS JUDICIALMENTE – definidos pelo juízo (no caso de 
nomeação como dativo ou ausência total de pactuação). 
 
 
3. SUCUMBENCIAIS – pagos pela parte vencida. Subsistem com os 
honorários arbitrados e os pactuados. 
 
- Cabe fixação na fase recursal, desde que limitados à porcentagem 
prevista. 
- Execução: havendo substabelecimento, deverá ser realizada em 
conjunto com o substabelecente. 
- Cabe ao advogado em causa própria. 
- Justiça gratuita: condena ao pagamento, mas fica suspensa. 
- Prazo prescricional de cobrança: 05 anos 
 
4. FORMAS JUDICIAIS DE COBRANÇA 
 
a) Contrato por escrito – título executivo extrajudicial 
b) Contrato verbal – ação de cobrança 
OBS: PRESCRIÇÃO 05 anos – do vencimento do contrato; ou do 
trânsito em julgado da decisão fixadora; ou do último ano extrajudicial; 
ou da desistência/transação; ou renúncia/revogação. 
OBS 2: Também prescreve em 05 anos a ação de prestação de contas. 
 
5. TABELA DA OAB: não cabe cobrança inferior ao mínimo, mas cabe 
superior de acordo com critérios legais. 
Cobrança menor: honorários aviltantes, vedados. 
 
6. SUBSTABELECIMENTO: 
a) Sem reservas: responsabilidade de pagamento de honorários 
pelo cliente 
b) Com reservas: responsabilidade pelo pagamento/divisão corre 
pelo advogado substabelecente. 
 
7. ADVOCACIA “PRO BONNO” 
a) Características: 
- Voluntária 
- Gratuita 
- Eventual 
 
b) Clientes 
- PF hipossuficientes 
- PJ desde que filantrópicas OU sem fins lucrativos e PF por 
essas pessoas assistidas 
OBS: NÃO cabe para objetivos políticos/partidários. 
OBS 2: Impedimento de trabalhar “cobrando” para o mesmo 
cliente no prazo de 03 anos. 
 
 
 
ORGÃOS DA OAB 
 
 
 
1. CONSELHO FEDERAL 
- órgão supremo da OAB 
- sede: Brasília 
c) composição: conselheiros federais 
I. Integrantes das delegações de cada unidade federativa – três 
representantes por Estado, mas com direito de apenas um voto. 
OBS: em eventual empate, não será computado o voto da 
delegação. 
OBS 2: delegação que tiver interesse no assunto não tem direito 
de voto. 
II. Ex-presidentes do CF na qualidade de membros honorários 
vitalícios – NÃO tem direito de voto, somente de fala  exceção, 
ex-presidentes anteriores a 1994 (direito adquirido) 
OBS: Aplicável aos conselhos seccionais. 
OBS 2: qualquer outro advogado tem direito à voz. 
 
d) Competência: 
- representar com exclusividade a advocacia brasileira; 
- lista sêxtupla para o tribunal federal ou interestadual; 
- propor ações de controle de constitucionalidade; 
- criar e intervir em conselhos seccionais (por resoluções); 
- editar o código de ética e disciplina; 
- julgar recursos da OAB. 
 
2. CONSELHOS SECCIONAIS 
- base territorial: Estados, DF e Territórios (criados por LC). 
Conselho 
Federal
Conselho 
Seccional
(um por estado)
Subseções
(+15 advogados ligados ao município --> 
dentro de um mesmo pode ser criada 
mais de uma, independente do tamanho)
CAA 
TED 
 
a) Composição: 
I. conselheiros seccionais em número proporcional ao número de 
advogados inscritos. 
- abaixo de 3000 adv: até 30 (não é mínimo, mas máximo) 
- acima de 3000 adv: cada grupo de 3000 dá direito a um 
conselheiro, até o número máximo de 80. 
II. Ex-presidentes: seguindo as regras do CF. 
OBS: qualquer outro advogado tem direito à voz. 
 
b) Competências: 
- criar tabela de honorários advocatícios 
- lista sêxtupla para tribunal estadual 
- elaboração do exame de ordem 
- criação das subseções e da caixa assistência 
- funcionar como tribunal de recursos = decisões de presidente do 
CS, ou diretorias de CS, SUBS, CX, ou decisões de tribunal de 
ética são passíveis de recurso. 
 
3. SUBSEÇÕES 
- extensões dos conselhos seccionais  único órgão da OAB que NÃO 
tem PJ própria. 
- base territorial: um município ou + de um município ou parte de 
município. 
- pelo menos 15 advogados domiciliados profissionalmente na região 
- se houver mais de 100 advogados poderá haver conselho de 
subseção. 
- criação de comissões é mera liberalidade da subseção, mas existem 
três obrigatórias (para conselhos das subseções e conselhos 
seccionais): I. comissão de direitos humanos; II. comissão de estágio e 
exame de ordem; III. comissão de orçamentos e contas. 
 
a) Conselho de subseção: 
- receber representação ou emitir parecer prévio, mas julgamento 
cabe só ao tribunal de ética que fica CS; 
- elaborar regimento interno a ser referendado pelo CS; 
- receber documentos para inscrição dos quadros de advogados e 
estagiários, mas decisão final é do CS. 
 
4. CAIXA ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS 
- conselhos seccionais com mais de 1500 inscritos. 
- pode criar plano de saúde, plano de previdência, demais benefícios, 
etc... 
 Extinção da CAA: se tiver patrimônio, vai para o conselho seccional. 
 
 
ELEIÇÕES E MANDATOS 
 
- Eleições: de 3 em 3 anos – mandatos também 3 anos. 
- Realizadas nos conselhos seccionais na segunda quinzena de novembro. 
 
a) CHAPAS: 
- Membros: Advogados em dia com a anuidade; 
5 anos de advocacia (de fato – atuação POR ANO em pelo 
menos 05 atos privativos de advogados – assessoria, 
consultoria, direção, gerência jurídica); 
Não pode exercer função passível de demissão a qualquer 
momento; 
Sem condenação disciplinar; 
Não pode fazer parte da lista tríplice do 1/5 constitucional. 
Cada chapa conta com os seguintes membros: 
I. Presidente da CS 
II. Vice-presidente 
III. Secretário Geral DIRETORIA 
IV. Secretário Geral Adjunto 
V. Tesoureiro 
VI. Diretoria da CAA 
VII. Rol dos conselheiros seccionais 
VIII. Rol dos conselheiros federais (3) 
 Chapa com a maioria dos votos válidos será vencedora. 
 Vota-se duas vezes, primeiro a chapa geral e depois na chapa da 
subseção (havendo subseção). 
Na subseção: Diretoria + conselheiros dos conselhos 
próprios. 
b) Posse: 
- No CS: 01 de janeiro 
- No CF: 01 de fevereiro 
 
c) Diretoria do conselho federal: escolhida entre os conselheiros federais 
de cada Estado 
 Eleição indireta. 
 O presidente nacional da OAB é o único que não precisa ser 
escolhido entre os 03 de cada Estado. 
 
d) Reeleição: admitida por aplicação subsidiária do código eleitoral 
 
e) Extinção do mandato: 
I. Atividade incompatível 
II. Penalidade disciplinar 
III. Falta em 03 reuniões consecutivas mensais 
 
 Substituição