A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
exercicio total

Pré-visualização | Página 7 de 9

de danos sofridos em acidente de veículos;
	
	
	d) Não Poderá a autora escolher livremente o procedimento; tendo em vista que a lei impõe ao magistrado esta escolha, ao despachar a petição inicial.
	
	 
	c) Não poderá a autora escolher livremente o procedimento, tendo em vista a existência previsão legal;
	
	
	b) Poderá a autora escolher livremente o procedimento; tendo em vista que a lei permite a livre escolha até o valor de R$50.000,00 (cinquenta mil reais)
	
	
	
		
	
		6.
		O processo é o meio pelo qual o cidadão busca resolver um determinado conflito de interesse. Os atos processuais são públicos. Correm, todavia, em segredo de justiça alguns deles. Indique a opção cujo processo não tramita em segredo de justiça:
	
	
	
	 
	Que verse sobre separação de corpos.
	
	 
	Que verse sobre ação de despejo.
	
	
	Que verse sobre divórcio.
	
	
	Que verse sobre casamento.
	
	
	Que verse sobre união estável.
	
	
	
		
	
		7.
		Quanto aos atos processuais, é correto afirmar:
	
	
	
	
	a) O prazo para sua prática é contínuo, seja estabelecido pela lei ou pelo juiz, mas é interrompido nos feriados.
	
	 
	c) Acolheu-se entre nós o principio da liberdade das formas, considerando-se como válidos os atos processuais que, realizados de modo diverso, lhe preencham a finalidade essencial, salvo se dependerem de forma determinada expressamente exigida por lei.
	
	 
	e) Podem as partes, de comum acordo, reduzir ou prorrogar prazos processuais de qualquer natureza.
	
	
	b) Pelo princípio da publicidade dos atos processuais, bem como do direito à informação, não pode haver atualmente nenhum processo que corra em segredo de justiça.
	
	
	d) A superveniência de férias interromperá o curso do prazo para a prática dos atos processuais.
	
	
	
		
	
		8.
		(TRF 5ª 2012 - FCC - ANALISTA JUDICIÁRIO) - E correto afirmar que:
	
	
	
	 
	os atos e termos processuais não dependem de forma determinada senão quando a lei expressamente a exigir, tendo-se por válidos aqueles que, realizados de modo diverso, lhe preencham a finalidade essencial.
	
	
	o direito de consultar os autos e de pedir certidão de seus atos é livre a qualquer pessoa, salvo apenas o segredo de justiça.
	
	
	é possível às partes lançar nos autos cotas marginais ou interlineares, desde que em linguagem processual de praxe.
	
	 
	os atos processuais, como regra, correm em segredo de justiça, podendo ser tornados públicos por ordem judicial fundamentada.
	
	
	em todos os atos e termos do processo é facultativo o uso do vernáculo, pois pode ser anexado ao processo documento redigido em língua estrangeira, sem ressalvas
	
	
	
		1.
		Nos moldes da Constituição Federal de 1988, requer-se a imparcialidade do juiz, como um dos fundamentos do princípio do juiz natural, resguardando a decisão de pré-compreensões sobre o fato e sobre o direito e também a pessoa do magistrado que, impulsionado por condições pessoais, não decidiria pelo livre convencimento, trazendo uma decisão carregada de subjetividade formada durante a instrução. Assim sendo, assinale a alternativa INCORRETA:
	
	
	
	
	c) O artigo 5º, LIII, da Constituição Federal de 1988 estipula o princípio do juiz natural. Trata-se de vedação ao juiz ou tribunal de exceção e de obrigatoriedade de respeito à competência material e em razão da pessoa: ¿ninguém será processado nem sentenciado senão pela autoridade competente;¿. Assim, veda a criação de um juízo ou tribunal, unicamente para a apreciação de determinada causa, sendo que este deverá estar previamente constituído
	
	
	a) A imparcialidade, em primeiro lugar, decorre do sistema legal do processo, que adotou o chamado sistema acusatório, no qual são distintos o órgão acusador e o órgão julgador. Nesse sentido a imparcialidade decorre da equidistância do juiz em face das partes
	
	
	e) O direito de a parte recusar o juiz não está, necessariamente, condicionado à possibilidade ou à probabilidade de que ele esteja realmente propenso a prejudicá-la; basta apenas a ocorrência de uma causa legal que justifique a desconfiança sobre a sua imparcialidade, pois o que está em jogo, afinal, é a confiança depositada na justiça.
	
	 
	d) Reputa-se fundada a suspeição de parcialidade do juiz, em primeiro lugar, quando ele seja amigo íntimo de qualquer advogado das partes.
	
	
	b) O sistema processual é pautado no livre convencimento motivado, isto é, na liberdade que se defere ao juiz para a valoração da prova, neste sentido é extremamente difícil se estabelecer parâmetros atinentes a escolha da pertinência e do controle do material probatório, sem que se macule a liberdade e a independência do magistrado.
	
	
	
		
	
		2.
		(TRT 11ª 2012 - FCC - ANALISTA JUDICIÁRIO) - É correto afirmar que o Ministério Público:
	
	
	
	
	não pode atuar num mesmo processo como parte e como fiscal da lei.
	
	
	pode, como fiscal da lei, ampliar os limites da lide, suscitando questões a respeito das quais a lei exige a iniciativa da parte.
	
	 
	deve estar presente como fiscal da lei em todos os processos em que o Estado estiver presente na relação processual.
	
	
	só pode juntar documentos e certidões quando estiver atuando como parte, não podendo fazê-lo como fiscal da lei.
	
	 
	pode recorrer no processo em que oficiou como fiscal da lei, mesmo que não haja recurso da parte.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		3.
		(TRT - 21ª Região (RN)/2015/ Juiz do Trabalho Substituto) Considerando os princípios gerais do processo civil, bem como a legislação atualmente aplicada, a doutrina e jurisprudência sobre o tema, assinale a alternativa correta:
	
	
	
	 
	O legislador consagrou o princípio da livre apreciação da prova pelo magistrado, devendo este, no entanto, indicar, obrigatoriamente, na sentença, os motivos que lhe formaram o convencimento.
	
	 
	O duplo grau de jurisdição é considerado prerrogativa processual da Fazenda Pública, incidindo automaticamente sempre que esta for parte processual.
	
	
	Cabe ao juiz decidir por equidade quando as normas de direito material impliquem em decisão injusta, segundo o seu entendimento.
	
	
	A inclusão do direito fundamental à razoável duração do processo, no texto constitucional, deu nova feição ao princípio do impulso oficial no âmbito do processo civil permitindo aos magistrados de forma ampla a liberdade de condução do processo, produzindo provas e conhecendo de ofício questões úteis à célere pacificação social através da prestação jurisdicional, ainda que não suscitadas pelas partes.
	
	
	As regras de direito processual são instrumentais às de direito material, razão pela qual alterações legislativas de natureza processual não se aplicam a processos futuros, mantendo-se para as pretensões deduzidas em juízo, a legislação processual vigente, ao tempo da propositura da demanda
	
	
	
		
	
		4.
		O Juiz será considerado suspeito quando:
	
	
	
	 
	amigo íntimo ou inimigo de qualquer das partes ou de seus advogados
	
	
	quando nele estiver postulando, como defensor público, advogado ou membro do Ministério Público, seu cônjuge ou companheiro, ou qualquer parente, consanguíneo ou afim, em linha reta ou colateral, até o terceiro grau, inclusive
	
	
	de que conheceu em outro grau de jurisdição, tendo proferido decisão
	
	
	em que interveio como mandatário da parte, oficiou como perito, funcionou como membro do Ministério Público ou prestou depoimento como testemunha
	
	
	quando for parte no processo ele próprio, seu cônjuge ou companheiro, ou parente, consanguíneo