A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
 1000 PERGUNTAS (respostas)

Pré-visualização | Página 17 de 50

resultado. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
242. Resposta correta: b. 
O tempo de lesão é criticamente importante. O osso, as partes moles e o 
músculo têm, em ordem decrescente, a tolerância à isquemia. O músculo é capaz 
de sobreviver por 4 a 6 horas de isquemia. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
243. Resposta correta: e. 
As fases da cicatrização são três. A primeira é inflamatória, na qual ocorre 
a hemostasia e a resposta inflamatória aguda, durando de 1 a 4 dias. A segunda 
é a fase proliferativa, em que ocorre angiogênese e proliferação de fibroblastos, 
dando início ao processo de fibroplasia (síntese de colágeno). A última fase é de 
maturação, em que se forma o tecido cicatricial propriamente dito. A contração 
caracteriza-se pela ação dos miofibroblastos. Essas células são fibroblastos pre-
sentes no tecido de granulação que sofrem diferenciação, apresentado estrutura 
com actina-miosina semelhante às encontradas na célula muscular. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
244. Resposta correta: e. 
Os enxertos de pele total são mais grossos, mais maleáveis após cicatriza-
ção, possuem menor tendência a reetração, textura da pele próxima a normal, 
pega mais difícil, maior proteção às estruturas nobres e melhor recuperação da 
sensibilidade por crescimento das fibras nervosas dentro das suas bainhas. 
Respostas comentadas - Seção 4 - Mão 277 
O enxerto de pele parcial preserva a derme na área doadora, tem o fecha-
mento por segunda intenção, pode cobrir áreas maiores, tem maior retração e a 
vascularização é produzida rapidamente. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
245. Resposta correta: b. 
O padrão vascular ao acaso não apresenta um feixe vascular principal, 
sendo a nutrição do retalho dada por vasos subdermais. A nutrição do retalho 
vai depender de sua base e, dessa forma, esses vasos devem ser usados por meio 
de sua rotação para atingir a área receptora. A .. base nunca deve ser menor que 
_su~ ra. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
246. Resposta correta: b. 
O músculo serrátil anterior se situa na parede dorsolateral do tórax. É 
coberto pelo músculo grande dorsal, com 9 a 10 digitações que se originam de 8 
9~ as. Insere-se em toda a extensão da borda medial da escápula. As digi-
tações inferiores se originam da sétima à nona costelas e possuem suprimento 
vascular independente do restante do músculo. Essas digitações inferiores são 
irrigadas pela artéria do músculo serrátil anterior, que se origina do tronco tora-
codorsal, e pelo ramo da artéria subescapular, que, por sua vez, é ramo da artéria 
axilar. As digitações superiores são supridas pela artéria torácica lateral. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
247. Resposta correta: e. 
O enxerto vascularizado é indicado em defeitos ósseos segmentares maio-
res que-º.Â8 cm para ressecção de tumor, perda óssea traumática, osteomielite e 
pseudoartrose infectada. A sua utilização em defeitos menores é razoável nos 
casos em que há fracasso biológico, pseudoartrose persistente após tratamento 
convencional, osso com vascularização pobre, infecção ou irradiação, pseudar-
trose congênita. O pedículo tem comprimento de 6 a 8 cm, com diâmetro arterial 
entre 1,5 e 3 mm acompanhado de duas veias. O pedículo vascular é formado, 
no terço médio, pela artéria fibular, a maior responsável pela vascularização da 
diáfise da fíbula, não contribuindo, entretanto, para a irrigação das epífises. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
278 1.000 Perguntas e Respostas Comentadas em Ortopedia e Traumatologia 
248. Resposta correta: e. 
A artéria suprarretinacular intercompartimental 1,2 origina-se da arté-
ria radial, 5 cm proximal à articulação radiocárpica. Passa debaixo do braquior-
radial e segue distalmente sobre o retináculo dos extensores. Anastomosa-se 
distalmente com a artéria radial. O enxerto está indicado nas pseudartroses 
do escafoide, particularmente naquelas localizadas na sua extremidade proxi-
mal e nas relacionadas com sofrimento vascular dos fragmentos. Na moléstia 
de Kienbõck, particularmt;nte nas fases II e III-A, usa-se o enxerto ósseo vas-
cularizado, mas a artéria fnais usada 4-5 ECA (artéria do compartimento 
extensor). · 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
249. Resposta correta: d. 
Na lesão traumática aguda, a tenorrafia primária é a melhor opção de tra-
tamento. Nos casos de ruptura espontânea, ou nos casos crônicos, a transferência 
tendinosa é indicada. Os tendões usados na transferência podem ser o extensor 
próprio do indicador (EPI), o extensor radial longo do carpo (ERLC), o abdutor 
longo do polegar (ALP). O mais usado é o~A desvantagem técnica é a perda 
de extensão independente do indicador'. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
250. Resposta correta: e. 
A queimadura de primeiro grau apresenta a pele rosada, com eritema e 
sem bolhas. A de segundo grau subdivide-se em A e B, sendo que A apresenta 
eritema, dor, bolhas e cor rosa na pele, e B apresenta bolhas, aparência desigual 
entre branco e rosa e menos dor. Queimaduras de terceiro grau apresentam-se 
brancas, com veias trombosadas, sem dor, com pele semelhante a couro. São 
caracterizadas pela morte de todos elementos germinativos da epiderme. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
251. Resposta correta: a. 
Os carcinomas basocelulares são a forma mais comum de câncer de pele, 
afetando 800.000 pessoas por ano nos Estados Unidos. Câncer de pele não mela-
noma é o tumor maligno mais comum nos Estados Unidos. Estimativas de 2001 
indicam que existem nos EUA mais de 1,3 milhão de casos, constituídos por 80% 
Respostas comentadas - Seção 4 - Mão 279 
de carcinoma de células basais e 20% de células escamosas. O carcinoma de células 
escamosas (SCC) é o mais frequente tumor maligno encontrado nas mãos. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed., v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
252. Resposta correta: e. 
Osteoma osteoide é uma lesão benigna do osso que tem sido bem descrita 
na mão e no rádio distal. 
De 5 a 15% do osteomas osteoides ocorrem na mão e no punho, sendo mais 
comum na falange proximal e no carpo. O envolvimento da falange média é raro. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand surgery. 
5. ed. , v. II. Philadelphia: Churchil Livingstone; 2005. 
253. Resposta correta: e. 
O fragmento proximal é flexionado pelos interósseos que se inserem na 
base da falange proximal, e a tração ocorre no fragmento distal pela ação do 
capuz extensor através dos músculos extrínsecos, resultando na deformidade 
típica: desvio dorsal com angulação volar. 
Referência: Green, DP, Hotchkiss RN, Pederson WC, Wolfe SW. Green's operative hand