A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
 1000 PERGUNTAS (respostas)

Pré-visualização | Página 38 de 50

conhecida como pseudoparalisia. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatrics orthopaedics. 4. ed. Saunders, 2007. p.1935. 
348 1.000 Perguntas e Respostas Comentadas em Ortopedia e Traumatologia 
548. Resposta correta: a. 
O condrossarcoma é um tumor maligno que ocorre principalmente em 
adultos, raramente encontrado na adolescência e praticamente nunca em crian-
ças. Diante da suspeita diagnóstica de condrossarcoma em esqueleto imaturo, 
deve ser feita a cuidadosa diferenciação em relação ao osteossarcoma condro-
blástico, seu principal diagnóstico diferencial. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatrics orthopaedics. 4. ed. Saunders, 2007. p.2328. 
549. Resposta correta: e. 
A classificação de Aitken parte do tipo mais leve (A) para o tipo mais 
grave (D). No tipo B, a cabeça femoral está presente, unida ao colo e diáfise 
por tecido cartilaginoso, porém, com ossificação tardia. No tipo C, a cabeça 
femoral não existe ou está hipoplásica, enquanto que o acetábulo é raso e 
displásico. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatrics orthopaedics. 4. ed. Saunders, 2007. p.556. 
550. Resposta correta: d. 
Em crianças prematuras ou imunocomprometidas pode não haver leuco-
citose com desvio para esquerda em casos de artrite séptica. Sinais radiográficos 
não são esperados nos primeiros dias, sendo que também a cintilografia não é 
exame de escolha para o caso. Resultados de hemoculturas são demorados e, 
quando há uso prévio de antibiótico, geralmente são negativos. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatrics orthopaedics. 4. ed. Saunders, 2007. p.1430. 
551. Resposta correta: d. 
As mucopolissacaridoses são doenças de acúmulo lisossomal caracteriza-
das por diversas deficiências enzimáticas. No caso da síndrome de Morquio, a 
enzima deficiente pode ser a N-acetil glicosamina-6-sulfatase (tipo IVA) ou a 
beta-galactosidade (tipo IVB), o que causa a excreção aumentada de sulfato de 
queratina na urina dos pacientes. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatrics orthopaedics. 4. ed. Saunders, 2007. p.870. 
552. Resposta correta: b. 
A falha de fechamento é do arco posterior. A lesão está localizada na me-
dula, sistema nervoso central. O diagnóstico pré-natal pode ser realizado pela 
ultrassonografia. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.1773-77. 
Respostas comentadas - Seção 9 - Pediátricas 349 
553. Resposta correta: e. 
A luxação pode e deve ser prevenida através de fisioterapia e reequilíbrio 
muscular cirúrgico. Em geral, o predomínio é da musculatura adutora, provo-
cando subluxação lateral e colo femoral valgo. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.1646-48. 
554. Resposta correta: a. 
A fase de apoio da marcha compreende todo o tempo em que o pé está em 
contato com o solo. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.8-17. 
555. Resposta correta: e. 
Na osteomielite aguda hematogênica da criança, a pressão exercida pelo 
pus permite o descolamento periosteal, espalhando o processo infeccioso. Nos 
seus estágios iniciais, a dor é produzida pela pressão intraóssea, e a cintilografia, 
além de demorada, pode ser negativa nos estágios mais precoces, não sendo 
exame de eleição para diagnóstico. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.1082-
95. 
556. Resposta correta: d. 
A recidiva das deformidades é frequente. A obstrução ao movimento é 
principalmente de origem muscular. A deformidade característica é em adução 
do polegar, "polegar empalmado". 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.2087-99. 
557. Resposta correta: a. 
A osteogênese imperfecta caracteriza-se por defeito normalmente qualitati-
vo do colágeno, cuja fratura tende a ocorrer em locais de maior estresse (tais como 
a parte convexa do osso longo), mas sem prejuízo do processo reparatório. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.761-5. 
558. Resposta correta: e. 
Os dedos são acometidos em crianças menores. A salmonelósica tem como 
característica o acometimento multifocal. A brucelótica acomete, principalmen-
te, ossos curtos. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.1123-31. 
350 1.000 Perguntas e Respostas Comentadas em Ortopedia e Traumatologia 
559. Resposta correta: b. 
As distrofias musculares são doenças caracterizadas pela intensa destruição 
das fibras musculares esqueléticas. Essa intensa destruição nos estágios iniciais 
da doença provoca o aumento sérico da creatinofosfoquinase. 
Referência: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.2126-35. 
560. Resposta correta: a. 
A falta de sensibilidade pode tornar difícil o diagnóstico de fraturas. O 
comprometimento do quadril é frequente no nível lombar baixo. Pacientes com 
mielomeningocele devem ser manipulados com material especial, sem látex, de-
vido à grande possibilidade de desenvolverem alergia. 
Referências: Tachdjian MO. Pediatric orthopaedics. 2. ed. Philadelphia: Saunders, 1990. p.1854; 
Crenshaw AH (ed.) Campbell's operative orthopaedics. St. Louis: Mosby; 1992. p.2631; 
561. Resposta correta: d. 
As fraturas do colo do rádio em crianças devem ser tratadas de forma 
conservadora. Caso haja desvio significativo, a indicação inicial é a redução in-
cruenta e imobilização. 
Referência: Beaty JH, Kasser JR. Rockwood e Wilkins Fraturas em Crianças. Sª ed., Barueri: 
Manole, 2004. p.498. 
562. Resposta correta: d. 
O tratamento é conservador, necessitando, em alguns casos, de tração cer-
vical leve no nível do leito. 
Referência: Sizínio H, Barros Filho TEP, Xavier R, Pardini Jr AG, et ai. Ortopedia e traumatolo-
gia: princípios e prática. 3 ed., Porto Alegre: Artmed. 
563. Resposta correta: b. 
A deformidade em varo é consequência de mau alinhamento rotacional. O 
edema associado à flexão do cotovelo provoca compressão arterial. As lesões da 
artéria braquial e do nervo mediano estão associadas ao desvio posterolateral. 
Referência: Beaty JH, Kasser JR. Rockwood e Wilkins Fraturas em Crianças. Sª ed., Barueri: 
Manole, 2004. p.577. 
564. Resposta correta: b. 
A deformidade característica na neurofibromatose, e que pode evoluir para 
uma pseudoartrose da tíbia, é a anterolateral. 
Referência: Boyd HB. Pathology and natural history of congenital pseudarthrosis of the tibia. 
Clin Orthop, 166:5-13, 1982. 
Respostas comentadas - Seção 9 - Pediátricas 351 
565. Resposta correta: a. 
As fraturas do rádio distal nas crianças têm grande potencial de remode-
lação. O menino de dez anos ainda tem potencial de crescimento e de remode-
lação moderado, podendo ser aceitos desvios de até 15º no plano sagital e 5º no 
plano frontal. 
Referência: Beaty JH, Kasser JR. Rockwood e Wilkins Fraturas em Crianças. s• ed., Barueri: 
Manole, 2004. p.415. 
566. Resposta correta: d. 
O quadro articular apresenta pequena gravidade neste caso, entretanto, 
todo paciente com ARJ deve ser examinado por oftalmologista a cada seis meses 
pelo risco de iridociclite grave, que pode resultar em perda da visão. Essa com-
plicação ocorre em 20% dos pacientes. 
Referência: Schaller JG, Johson GD, Holborow EV, et ai. The association of antinuclear antibod-
ies and erydociclitis of juvenile rheumatoid arthritis (Still's disease). Arthritis Rheum, 17:409, 
1974. 
567. Resposta correta: a. 
Na escoliose congênita, as deformidades unilaterais, tanto barra como he-
mivértebras, possuem um pior prognóstico por possuírem grande potencial de 
progressão. 
Referência: Winter RB, et ai. Instructional course lectures, the American Academy ofOrthopae-
dic Surgeons - Congenital spinal deformity. JBJS Am, 78:300-311,1996. 
568. Resposta correta: a. 
As lesões