A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
ACFrOgBTjXTAuPmMNKiVfHOW3lOuGwhYcokAyBrT2UzedrecFKmGuKNbhkuSWASGUPmbhMrJ29PhqnZrUbcJFtM2m69OAwa5eqDrYuRrU09YZPZXSUg6LBo27lIzVYA=

Pré-visualização | Página 1 de 5

Biologia Celular – Ramo da biologia que estuda a célula 
Importância da Biologia Celular: 
 Conhecimento do funcionamento celular 
 Compreensão do funcionamento dos organitos (estruturas que asseguram o 
funcionamento da célula) /organelos responsáveis pelo funcionamento celular 
 Funcionamento dos vários sistemas celulares (digestivo, circulatório, nervoso, 
muscular, ósseo) 
 
Célula – a menor unidade de um organismo vivo. 
Robert Hooke (1665) – observação ao microscópio de finas lâminas de cortiça e 
a identificação de pequenos espaços (alvéolos) que atribui a designação de célula. 
Anton Van Leen Wenhock (1647) – existência de células livres 
(espermatozóides do peixe, hemácias, microrganismos da água). Organização celular 
(conceito). 
Robert Brown (1831) – descrição de um corpúsclo (núcleo) interno em células 
de orquídeas. 
 
Teoria Celular 
Todos os seres vivos têm organização celular: alguns são formados por uma 
única célula, outros por milhões de células. Scheidem (1838) e Schwann (1839) 
Teoria celular aperfeiçoada – toda a célula tem origem noutra célula preexistente 
(reprodução celular). Rudolf Virchow (1855). 
Confirmação experimental de que a vida não surge espontaneamente, mas a 
partir de células preexistentes ⇒ Louis Pasteur (1860) 
Pressupostos: 
 A célula é a unidade básica de estrutura e função dos seres vivos; 
 Todas as células provêm de células preexistentes; 
 As células contêm a informação hereditária dos seres vivos, a qual passa das 
células-mães para as células-filhas. 
Com base na teoria celular e nos seus pressupostos estabelece-se: 
 As células constituem as unidades morfológicas e funcionais (fisiológicas) de 
todos os organismos vivos; 
 As características de um organismo vivo dependem das características das 
suas células. 
Existirá um módulo estrutural de célula comum a todos os seres vivos? 
Modelo estrutural de célula versus o conceito de 
biodiversidade 
 Variedade de formas de vida no planeta, incluindo-se a diversidade dentro das 
espécies, entre espécies e ecossistemas; 
 A vida está organizada em vários níveis, permitindo assim distinguir diferentes 
espécies de organismos vivos; 
 Na classificação dos organismos vivos podem utilizar-se como critérios: 
o O nível de organização 
o Complexidade estrutural 
Unicelulares versus Multicelulares 
Organismos simples – organismos unicelulares (bactérias, algas, protozoários) 
Organismos complexos – organismos multicelulares (plantas, animais, fungos: 
cogumelos) 
 Os organismos unicelulares ou multicelulares são caracterizados pelo mesmo 
modelo estrutural? 
 Procariontes – núcleo não organizado (bactérias e cianobactérias) 
 Eucariontes- núcleo organizado (todos os restantes) 
 Dependem do nível de organização estrutural celular, classificação quanto à 
organização celular. 
Célula Procariótica 
 Reduzidas dimensões (estão no limite de visibilidade 
do moc); 
 Possuem DNA (nucleóide), citoplasma, membrana 
citoplasmática, parede celular, cápsula 
(normalmente nas patogénicas), flagelos; 
 Não possui um invólucro nuclear nem outras 
estruturas membranares. 
Célula Eucariótica 
 Células de estrutura mais complexa; 
 Possuem núcleo organizado 
delimitado por um invólucro nuclear e 
várias outras organelos membranares 
apresentam uma grande variedade 
morfológica e de acordo com o 
organismo a que pertencem e com a 
função que desempenham; 
 Representada em todos os restantes 
grupos de seres vivos. 
Células eucarióticas: 
 Animais 
 Vegetal 
 
 
Do Procarionte ao Eucarionte 
 O pequeno tamanho das células procariótica 
o A reduzida quantidade de DNA 
o A simplicidade estrutural 
 
 O aumento da actividade e da eficiência metabólica da célula foi conseguida 
graças a um processo evolutivo. 
 Responsável por 
 O aparecimento das células eucarióticas 
 
Hipótese os eucariontes têm a sua origem nos procariontes. 
 
A maioria dos seres vivos é constituída por células eucarióticas muito semelhantes. 
 
Todas as células eucarióticas têm um laço evolutivo comum. 
Evolução biológica: acredita-se que as células procarióticas tenham, por 
especialização e necessidade de sobrevivência originando as células eucarióticas. 
Os seres vivos procariontes habitaram em ambientes aquáticos e foram-se 
diversificando, sobretudo no que se refere ao seu metabolismo. 
Duas teorias explicativas para o aparecimento da célula eucariótica: 
1. Teoria autogénica (não simbiótica) 
2. Teoria endossimbiótica 
 
1. Teoria autogénica (não simbiótica): 
As células eucarióticas teriam derivado de procariontes unicelulares, por um 
processo de complexificação. 
 
Especialização das membranas internas, derivada de invaginações da 
membrana plasmática: 
 Teriam rodeado o nucleóide (DNA), originando o núcleo 
 Os organelos celulares tiveram origem a partir de invaginações da 
membrana citoplasmática 
 Porções do DNA abandonaram o núcleo ficando incluídas nas estruturas 
membranares do citoplasma (mitocôndrias e cloroplastos) 
 
 
Organização estrutural da célula eucariótica por invaginação da membrana 
plasmática. 
 Organização celular 
 Sistema de membranas internas/compartimentação 
 Inclusões internas (citoplasmáticas) 
 
2. Teoria endossimbiótica: 
As células eucarióticas são o resultado da associação simbiótica entre vários 
ancestrais procariontes. 
 
 
 
 
As mitocôndrias seriam procariontes heterotróficos aeróbios. 
 
Os cloroplastos ter-se-ão originado a partir de procariontes fotossintéticos 
 
O sistema 
endomembranar terá 
surgido de 
invaginações da 
membrana plasmática. 
As mitocôndrias e cloroplastos 
desenvolveram-se a partir de 
células procarióticas que 
permaneceram em simbiose no 
interior de células procarióticas. 
 
 
 Simbiose 
 
 
 
 
 
 
 
 Simbiose 
 
 
 
 
 
 
Evidências que apoiam a Teoria Endossimbiótica: 
 As mitocôndrias e os cloroplastos são basicamente do mesmo tamanho das 
bactérias; 
 As mitocôndrias e os cloroplastos possuem dupla membrana, assim como 
muitas bactérias, e a membrana interna das mitocôndrias e dos cloroplastos 
não possui nenhuma semelhança com a membrana citoplasmática das células 
eucarióticas; 
 As mitocôndrias e os cloroplastos possuem o seu próprio DNA (circular), 
semelhante ao DNA das bactérias. 
A estrutura dos ribossomas encontrados em cloroplastos e mitocôndrias é mais 
parecida com a estrutura dos ribossomas do procariontes do que os eucariontes. 
As mitocôndrias seriam 
procariontes heterotróficos 
aeróbios. 
A célula procariótica 
hospedeira. 
Beneficiaria de protecção e 
do alimento fornecido pela 
célula hospedeira. 
Beneficiaria da energia 
produzida pela célula 
fagocitada. 
A célula proto-eucariótica 
hospedeira. 
Os cloroplastos seriam 
procariontes autotróficos 
(fotossintéticos), 
provavelmente um 
antepassado das 
cianobactérias actuais). 
Beneficiaria da protecção e 
do alimento fornecido pela 
célula hospedeira. 
Beneficiaria da energia 
produzida via a fotossíntese 
pela célula endocitada. 
As proteínas necessárias à fabricação das mitocôndrias e dos cloroplastos são 
produzidos exclusivamente pelo DNA destas organelas e não pelo DNA contido no 
núcleo das células. 
As mitocôndrias e os cloroplastos possuem a sua própria maquinaria para a síntese 
de proteínas. Esta maquinaria é muito similar àquela encontrada em organismos 
procariontes. 
Bioquímica Celular: Célula = unidade funcional 
 A célula possui uma maquinaria estrutural