A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
29 pág.
Av Parcial Pedagogia nas Instituições não escolares

Pré-visualização | Página 2 de 9

de no manter a competitividade no mercado exige desenvolver sempre novas competências nos funcionários. Nesse campo, a tarefa do pedagogo é crucial, colaborando não só nos processos de capacitação em serviço, como também na avaliação permanente que permita diagnosticar as novas necessidades em função de cada contexto e os meios para gerá-las mais rapidamente nos grupos de trabalho". 
As palavras-chave que sintetizam a ideia da autora são:
Resposta: competitividade /pedagogo.
Segundo Chiavenato (1992), os resultados de pesquisas realizadas classificaram as empresas em dois tipos. O primeiro tipo, as organizações mecanísticas, possuíam as seguintes características:
Resposta: Hierarquia de autoridade rígida, com pouca permeabilidade entre os diferentes níveis de hierarquia.
De acordo com o pensamento crítico, as organizações são vistas como um produto das contradições existentes na sociedade, como espaços determinados por essas contradições. As organizações buscam evitar os conflitos sociais, através de mediações, isto é, por meio de processos através dos quais elas impedem o surgimento dos conflitos internos entre os trabalhadores, contribuindo para o enquadramento dos trabalhadores e para uma aceitação passiva do sistema capitalista e da ordem social.
No caso das organizações hipermodernas, próprias do paradigma flexível, é necessário que as empresas desenvolvam novas estratégias e mediações, pois agora é mais difícil controlar trabalhadores mais qualificados e escolarizados. Nessa perspectiva, as organizações hipermodernas sofisticam e complexificam as mediações exercidas, de modo a manter os trabalhadores sob sua orientação. 
Assim as organizações hipermodernas:
Desenvolvem mediações econômicas mais amplas, oferecendo salários mais elevados, possibilidades de ascensão na carreira e educação permanente.
Substituem as ordens e interdições por regras e princípios mais sutis, que os trabalhadores passam a internalizar e a reproduzir sem muita reflexão.
Passam a produzir uma ideologia conformista, produzindo uma religião da empresa, a qual todos os trabalhadores devem compartilhar e aderir.
Produzem nos trabalhadores uma dependência psicológica da organização, já que ela passa a ser, ao mesmo tempo, fonte de angústia e prazer para eles
 Assinale a opção correta:
Resposta: Todas as afirmativas são verdadeiras.
No paradigma tradicional de gestão, administrar consistia em controlar o processo de produção em si, acreditando-se que o controle e o monitoramento de todos os eventos desse processo iriam garantir a eficiência do resultado. Compreendia-se que a eficácia desse monitoramento do processo produtivo seria assegurada por três elementos. Assinale a alternativa que apresenta os três elementos referidos.
Resposta: Conhecimento científico, instrumento de controle, autoridade gerencial.
No paradigma flexível, exige-se que o operário antecipe os resultados, conceba o processo de trabalho e crie soluções para os imprevistos. Nesse paradigma é necessária uma preparação mais ampla dos trabalhadores. Eles agora passam a ser incentivados a desenvolver competências que os tornem capazes de construir novos significados e referenciais para sua atuação.
Nas organizações hipermodernas, cabe à gestão preparar o trabalhador para:
Resposta: saber o porquê de suas ações, dominando o know why.
AVALIAÇÃO PARCIAL 3
Não há uma forma única, nem um único modelo de educação; a escola não é o único lugar onde ela acontece e talvez nem seja o melhor. O ensino escolar não é sua única prática e o professor profissional não é seu único praticante. (BRANDÃO, C. R. O que é educação. 33. ed. São Paulo: Brasiliense, 1995, p. 9.) A afirmativa de Brandão reproduzida acima propõe uma nova dimensão educativa, pois:
Resposta: propõe uma educação aberta, diversificada, participativa e que acontece em múltiplos espaços, entre os quais se inclui a escola.
A pedagogia é um processo sustentado em que uma ou mais pessoas adquirem novas formas ou desenvolvem formas existentes de conduta, conhecimento, prática e critérios, destinadas a ser um provedor e avaliador apropriados, do ponto de vista ou do adquirente ou de alguma(s) outra(s) pessoa(s), ou de ambos. (BERNSTEIN, 1999a apud DANIELS, 2003, p.15). Esta concepção de Pedagogia: (Concurso para Pedagogo ¿ Universidade do Piauí-2011):
Resposta: (B) afirma que os processos de desenvolvimento e aprendizagem devem levar em consideração questões cognitivas, afetivas e de criação de possibilidades.
O paradigma fordista supunha a presença de um Estado planejador, regulador do processo de acumulação, articulador dos interesses conflitantes entre capital e trabalho. Estamos nos referindo ao Estado de Bem Estar Social. Analise as afirmativas abaixo e assinale a opção que apresenta as informações corretas. I Esse Estado fazia intervenções e atuava como um grande regulador da economia. II O Estado passa então a realizar de modo sistemático o planejamento e a administração econômica do país, de modo a garantir a reprodução ampliada do capital. III O Estado de Bem Estar Social fazia intervenções nos mercados, estabelecendo subsídios, preços mínimos, estoques reguladores. IV O Estado de bem-estar promovia a redução das desigualdades sociais, através de rede de serviços sociais V Os sindicatos e as classes trabalhadoras o temiam o Estado de Bem Estar Social (?????), pois esta forma de regulação da economia trazia para esta classe muitos prejuízos.
Resposta: I, II, III, IV.
O fordismo atingiu seu ápice nas décadas de 50 e 60. Este período foi denominado por muitos economistas de anos dourados e foi caracterizado por um conjunto de relações econômicas, sociais e políticas que asseguraram a conquista de um nível elevado de produção, consumo, produtividade e comércio que foram eficazes, durante quase 30 anos, na preservação do processo de acumulação do capital. Neste sentido é correto afirmar que são características dos anos dourados. Assinale a alternativa que apresenta a resposta correta. I Período que se caracterizou por altas taxas de crescimento; II Aumento de produtividade; III Elevação dos salários; IV Decréscimo acentuado do consumo (????); V Expansão dos sistemas de proteção ao bem-estar dos cidadãos.
Resposta: I, II, III, V.
As novas formas de organizar os processos produtivos, pautadas no modelo flexível, romperam com os contornos rígidos da separação entre execução e concepção do processo de trabalho, diluindo as bases que sustentaram a fábrica fordista. Neste novo paradigma de gestão, a administração apresenta as seguintes características:
Resposta: É atribuído ao grupo o como fazer.
A produção flexível leva a um paradigma industrial que convive com o questionamento dos princípios fordistas de produção, com o abandono de equipamentos rígidos, voltados para a produção de produtos padronizados, e vê crescer a adoção de sistemas integrados de automação flexível. Surge então um novo modelo que operou uma revolução técnica mais radical e que causou mais impacto, uma vez que alguns de seus pontos básicos têm penetrado em escala mundial, mesclando-se ou mesmo substituindo o padrão fordista dominante.
Esse novo paradigma industrial convive com o questionamento dos princípios fordistas de produção, o abandono de equipamentos rígidos, voltados para a produção de produtos padronizados, e vê crescer a adoção de sistemas integrados de automação flexível que apresentam as seguintes características:
I.  A descentralização no nível interno e na subdivisão da indústria.
II. A inovação com adoção de novos processos.
III. A integração entre etapas do processo produtivo.
IV. A Linha de montagem para reduzir os custos da produção. (????)
V.  A flexibilidade nos equipamentos que garantem a variação do processo
Após análise do texto e dos itens anteriores marque, abaixo, o ÚNICO item INCORRETO, ou seja, aquele que não é uma característica do novo paradigma industrial.
Resposta: IV.
A origem da Teoria Contingencial

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.