fundamentos e teoria organizac (2)
69 pág.

fundamentos e teoria organizac (2)


DisciplinaProva de Economia Numero 1809944 Unopar Alguem Tem4 materiais69 seguidores
Pré-visualização19 páginas
1
UNIDADE 1
ADMINISTRAÇÃO \u2013 ORIGEM, 
INFLUÊNCIAS, FUNÇÕES, PRIMEIRAS 
ESCOLAS E TEORIAS
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
PLANO DE ESTUDOS
A partir desta unidade, você será capaz de:
\u2022 explicar ao acadêmico os primórdios da administração e as suas principais 
influências causadas na sociedade;
\u2022 descrever as funções e as perspectivas do administrador;
\u2022 identificar as escolas da administração conforme suas características e 
seus influenciadores, visando comparar e criticar seus objetivos.
Esta unidade está dividida em três tópicos. Ao final de cada um deles você 
encontrará atividades que auxiliarão no seu aprendizado.
TÓPICO 1 \u2013 AS PRINCIPAIS INFLUÊNCIAS E AS FUNÇÕES DO ADMINIS-
TRADOR NOS AMBIENTES ORGANIZACIONAIS
TÓPICO 2 \u2013 A TEORIA CIENTÍFICA E TEORIA CLÁSSICA: CONCEITOS, 
PRINCIPAIS INFLUENCIADORES, CARACTERÍSTICAS E 
CRÍTICAS
TÓPICO 3 \u2013 A TEORIA NEOCLÁSSICA E A TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO 
POR OBJETIVOS: CONCEITOS, PRINCIPAIS INFLUENCIA-
DORES, CARACTERÍSTICAS E CRÍTICAS
Assista ao vídeo 
desta unidade.
2
3
TÓPICO 1
UNIDADE 1
AS PRINCIPAIS INFLUÊNCIAS E AS FUNÇÕES 
DO ADMINISTRADOR NOS AMBIENTES 
ORGANIZACIONAIS
1 INTRODUÇÃO
A sociedade contemporânea está boa parte de seu tempo conectada, 
passamos a utilizar novos meios de comunicação e adotamos, de forma corriqueira, 
novos termos, como por exemplo: curtir, compartilhar etc. Veremos como esses 
recursos interferem na nossa vida.
O que é administração, será que a utilizamos em nosso dia a dia?
Definir e utilizar a administração, em nosso dia a dia, tornou-se vital para 
que possamos, entre outras coisas: planejar o nosso tempo, visando usufruir de 
cada momento de forma qualitativa; organizar o imenso número de informações 
que acessamos e recebemos; controlar os dados mais relevantes; e construir um 
processo que nos levará, então, a dirigir e executar quais as ações e/ou atitudes que 
vamos tomar, sejam elas a curto, médio ou longo prazo.
Em relação à administração no ambiente corporativo ou organizacional, 
conhecer e aplicar os conceitos desta ciência se torna uma vantagem competitiva, 
não só localmente, mas também em termos globais. A relevância do conhecimento 
desse conceito, no âmbito das empresas, sejam elas de pequeno, médio ou grande 
porte, sejam elas do setor produtivo ou de prestação de serviços, e através 
desses conhecer, dominar e aplicar o conceito de administração, gera infinitas 
possibilidades para que essa empresa possa empreender e, principalmente, 
reinventar-se de forma inteligente e ágil, visando assim, acompanhar aos processos 
de mudanças que ocorrem.
Vamos falar, também, de um conceito específico, que a princípio foi aplicado 
na administração da qualidade. O conceito preconiza que para aprimorar-se 
continuamente é preciso: planejar, executar, controlar e agir, num ciclo que sempre 
se repete, chamado de ciclo PDCA.
Apresentaremos os principais influenciadores da administração, que são 
os ramos: filosófico, militar, da igreja, científico, industrial, econômico e visão 
empreendedora.
UNIDADE 1 | ADMINISTRAÇÃO \u2013 ORIGEM, INFLUÊNCIAS, FUNÇÕES, PRIMEIRAS ESCOLAS E TEORIAS
4
Assim, é fundamental para que a organização contemporânea domine o 
conhecimento sobre o seu setor de atuação, esteja conectada constantemente às 
mudanças e inovações ao longo de sua existência. 
\u201cA administração tornou-se fundamental na condução da sociedade 
moderna. Ela não é um fim em si mesma, mas um meio de fazer com que as coisas 
sejam realizadas da melhor forma, com menor custo e com maior eficiência e 
eficácia\u201d (CHIAVENATO, 2014, p. 17).
Rumo ao conhecimento!
2 COMO TUDO INICIOU
Uma ciência considerada jovem, a administração está com pouco mais 
de 100 anos, ela é resultante de acontecimentos recentes na história do século 
XX (CHIAVENATO, 2014). Porém, a administração vem sendo utilizada na 
humanidade desde a sua mais tenra época, através da organização das tarefas 
entre seus membros. Observam-se registros na pré-história através de imponentes 
construções erguidas na antiguidade; no Egito, na Mesopotâmia e na Assíria 
foram encontrados registros datados da época de 1300 a.C., onde está evidenciada 
a necessidade da organização e administração. Também na China antiga existem 
registros das atividades administrativas através das parábolas de Confúcio, 
porém, o pontapé inicial definitivo da Ciência da Administração ocorrerá de forma 
significativa no início do século XX (CHIAVENATO, 2011). 
Acompanhe no Quadro 1 como a administração evoluiu ao longo do tempo 
e os principais responsáveis, aqueles que contribuíram de forma significativa.
QUADRO 1- EVOLUÇÃO CRONOLÓGICA DA ADMINISTRAÇÃO 
Anos Responsáveis Evolução
4000 a.C. Egípcios Necessidade de planejar, organizar e controlar.
2600 a.C. a 2000 
a.C.
Egípcios Descentralização e necessidades de ordens escritas.
1800 a.C. Hamurabi (Babilônia)
Uso de controle escritos e estabelecimento do 
salário-mínimo.
600 a.C.
Nabucodonosor 
(Babilônia)
Incentivos salariais e controle da produção.
400 a.C.
Sócrates (Grécia)
Platão (Grécia)
Início da especialização, universalização da 
administração e uso do arranjo físico e manuseio de 
materiais.
175 a.C. Cato (Roma) Descrição das funções.
1525
Nicolau Maquiavel 
(Itália)
Liderança, adoção de táticas políticas e início do 
consenso na organização.
TÓPICO 1 | AS PRINCIPAIS INFLUÊNCIAS E AS FUNÇÕES DO ADMINISTRADOR NOS AMBIENTES ORGANIZACIONAIS
5
3 AS PRINCIPAIS INFLUÊNCIAS SOFRIDAS PELA CIÊNCIA 
ADMINISTRATIVA
1776
Adam Smith 
(Inglaterra)
Conceito de controle e início da especialização dos 
operários.
1779
Eli Whitney (Estados 
Unidos)
Início do método científico e criação da 
contabilidade de custos e controle da qualidade.
1800
Mathew Boulton 
(Inglaterra)
Auditoria, benefícios natalinos, padronização das 
operações e métodos de trabalho.
1810
Robert Owen 
(Inglaterra)
Treinamento dos operários e benefícios através do 
fornecimento de casas para os operários.
1832
Charles Babbage 
(Inglaterra)
Abordagem científica, início da divisão do trabalho 
e estudos de tempos e movimentos. Contabilidade 
de custos.
1886
Henry Metcalfe 
(Estados Unidos)
Ciência e arte da administração.
1900
Frederick W. Taylor 
(Estados Unidos)
Administração científica, aprofundou os estudos 
de tempos e movimentos, criou a racionalização do 
trabalho, com ênfase no planejamento e no controle.
1916
Henri Fayol
(França)
Surgiu a Teoria Clássica da Administração com 
Fayol.
1930
Walter Shewhart 
(Estados Unidos)
PDCA, aplicado incialmente em programas de 
qualidade.
FONTE: Adaptado de Chiavenato (2014)
Uma das razões para a explosão de inovações é que: 
Nos dias de hoje, a sociedade típica dos países desenvolvidos é pluralista 
de organizações, e a maior parte das obrigações sociais (como a produção 
de bens ou serviços em geral) é confiada às organizações (indústrias, 
universidades e escolas, hospitais e comércio, comunicações, serviços 
públicos etc.) que precisam ser administradas para se tornarem mais 
eficientes e eficazes (CHIAVENATO, 2014, p. 31).
Como já foi abordado inicialmente, a administração é uma ciência jovem, 
assim como no âmbito comportamental, no início do século XX, boa parte da 
população que vivia em pequenas aldeias, ou vilarejos, produzia seus alimentos 
e seus utensílios para o uso no dia a dia, porém, alguns indivíduos, mais por uma 
questão de necessidade de sobrevivência ou em busca do sustento e subsistência de 
suas famílias, passaram a especializar-se em algumas tarefas, na época denominados 
de artesões, havia também, nessas vilas, pequenas escolas e prestação de serviços 
de profissionais autônomos \u2013 farmacêuticos, advogados e artistas trabalhando por 
UNIDADE 1 | ADMINISTRAÇÃO