A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
Aula 01

Pré-visualização | Página 1 de 1

Teoria da Contabilidade
Marcos V. Kucera
Aula 1
OBJETIVOS
Nesta aula, você deverá:
Reconhecer a importância da teoria contábil.
Delinear os vários enfoques ao desenvolvimento de teorias da contabilidade: fiscal, legal, ético, econômico, comportamental e estrutural.
Esquematizar as várias classificações e os métodos de verificação das teorias da contabilidade.
2
Teoria Contábil
Toda ciência busca a sistematização do conhecimento, normalmente calcada em fenômenos naturais, sobre os quais as mais variadas teorias científicas válidas se assentam.
Em regra, qualquer teoria científica relaciona-se à descrição, com embasamento lógico e racional, da observação dos fenômenos naturais.
Para a Ciência Contábil o principal papel da teoria é embasar a descrição e a compreensão dos fenômenos patrimoniais em bases científicas.
3
Enfoques da Teoria da Contabilidade
No decorrer da evolução contábil, diversos enfoques têm sido adotados de forma a solucionar problemas em contabilidade:
Fiscal
Legal
Ético 
Econômicos - Macro/micro e social-empresarial
Enfoque Comportamental
Enfoque Estrutural
4
Enfoque Fiscal
Consiste em relacionar a teoria ao que a legislação fiscal diz sobre determinado assunto. 
Não obstante, a legislação fiscal não tem sido uma pioneira do pensamento contábil. Embora as leis fiscais tenham acelerado a adoção de boas práticas contábeis e, portanto, provocado uma análise mais crítica de procedimentos e conceitos contábeis aceitos, também tem representado obstáculos à aceitação da boa teoria contábil.
5
Enfoque Legal
É baseado nos aspectos legais sobre determinado tema. Embora a lei proporcione numerosos exemplos que podem estimular o pensamento em questões da teoria contábil, raramente é o fator decisivo, embora hoje haja um alto grau de convergência entre as Leis Civis, Comerciais e Societárias, com as Normas Brasileiras harmonizadas com as IFRS.
6
Enfoque Ético
Este enfoque enfatiza os aspectos éticos para a solução determinado tema, com base em conceitos relacionados a justiça, verdade e equidade, que permeiam toda as modernas teorias contábeis atuais. 
“Será que não seria o caso de fazer mais do que simplesmente obedecer a legislação vigente?” 
A moderna contabilidade admite nos seus pilares a subjetividade responsável do contador (aspectos éticos). 
7
Enfoque Econômico
Sempre houve uma forte vinculação entre os fenômenos Econômicos e seus impactos sobre a Contabilidade, mas nos últimos anos, temos observado um grande esforço no sentido de relacionar a análise e interpretações econômicas das informações contábeis, impactando de forma preponderante a teoria contábil.
8
Enfoque Econômico
Macroeconomia – Trata os efeitos dos procedimentos de divulgação de informações e indicadores em nível mais amplo das relações econômicas (agregados), setoriais, país e unidades federadas, blocos macroeconômicos, etc. 
Microeconomia – Trata o efeito dos procedimentos contábeis de divulgação de informações e indicadores no nível da empresa. 
Contabilidade social-empresarial – Uma visão amplificada macro e micro da empresa sobre aspectos como poluição e degradação ambiental, desemprego, insalubridade, entre outros.
9
Enfoque Comportamental
Uma alternativa ao enfoque econômico, que consiste em associar as versões da psicologia e da sociologia no desenvolvimento das teorias da contabilidade. Neste enfoque a preocupação reside na relevância da informação contábil e no comportamento dos usuários em consequência da apresentação das informações contábeis. 
10
Enfoque Estrutural
Enfoque clássico da contabilidade. Visa a solução de problemas relacionados à estrutura do sistema contábil, procurando tratar as transações por analogia, de forma a uniformizar o registro e a divulgação. Somente quando há desconformidade com modelos pré-definidos é que se recorre às características qualitativas da transação, com base nos princípios contábeis. 
Hoje há uma maior amplitude conceitual nas abordagens contábeis, mas os processos de reconhecimento, mensuração, registro e divulgação são o núcleo e o cerne da contabilidade. 
11
Classificação das Teorias
Independentemente do enfoque adotado para solução de problemas, sempre há as seguintes questões: “Como dizer que uma solução está correta?” e “O que significa uma solução correta? ”.
Por isso, é necessário conhecer as diferentes classificações das teorias.
Teoria como Linguagem
Teoria como Raciocínio
Teoria como Decreto
12
Teoria Como Linguagem
A primeira forma de classificar o debate teórico, consiste em analisar a questão que se pretende solucionar, considerando a contabilidade como uma linguagem dos negócios.
Pragmática - qual efeito da transação observada?
Semântica - qual o significado de seus elementos?
Sintaxe - quais são as regras estruturais?
 
13
Teoria Como Raciocínio
A segunda maneira de classificar a forma do debate teórico consiste em analisar como os argumentos são processados:
Raciocínio dedutivo - os conceitos fluem do geral para o específico. As generalizações derivam de postulados.
Raciocínio indutivo - os conceitos fluem de observações específicas para uma generalização. Frequentemente, o que é específico baseia-se em experiências práticas ou como resultado de experimentos. As ciências baseadas em experimentos são cunho empírico. Quase todas as teorias contábeis incluem dedução e indução.
14
Teoria Como Decreto
Tanto as teorias indutivas, quanto dedutivas podem ser descritivas ou prescritivas:
Teorias descritivas (positivas) – Visam explicar como os administradores, profissionais e indivíduos decidem o que é melhor para eles. Ex: Recomendação de divulgações de determinadas informações em notas explicativas. 
Teorias prescritivas (normativas) – Visam determinar as melhores práticas, ou seja, qual a melhor maneira de se registrar contabilmente uma transação. Ex: Reconhecimento e mensuração de um imobilizado. 
15
16
Teoria da Contabilidade
Marcos Kucera
Atividade 
Atividade 1
As adições e exclusões para fins de apuração do lucro líquido ajustado, sobre a demonstração do resultado do exercício de uma entidade, optante pelo Lucro Real, para fins da teoria contábil é uma transação que possui os seguintes enfoques:
Estrutural e Comportamental
Ético e Estrutural
Legal e Fiscal
Econômico e Ético
Comportamental e Legal (alternativa C)
18
Atividade 2
A estrutura do balanço patrimonial determinada pela legislação societária de forma convergente com as normas brasileiras de contabilidade (CPCs), para fins de aplicação da teoria contábil relaciona:
Teoria Comportamental Empírica e como Decreto
Teoria como Raciocínio Empírico e Enfoque Fiscal
Teoria como Raciocínio Positivo e Enfoque Ético
Teoria como Decreto Prescritiva e Estrutural
Teoria como Raciocínio Sintático e Enfoque Legal
(alternativa D)
19