gestao qualidade processo bruno ramos
10 pág.

gestao qualidade processo bruno ramos


DisciplinaGestão da Qualidade17.610 materiais235.552 seguidores
Pré-visualização3 páginas
\ufffd\ufffd
\ufffd\ufffd
Atividade individual
	
	Matriz de análise
	Disciplina: Gestão da Qualidade Processos
	Módulo: 
	Aluno: Bruno Ramos Donato
	Turma: PÓS ADM 21
	Tarefa: Atividade Individual 
	Introdução
	 O Sucesso de todo negócio, seja ele um produto ou serviço, passa por um fator em comum: A Qualidade. Essa quem determina a tomada de decisão do consumidor e também atende as expectativas, pode vir a ser o ponto de virada da organização se bem implantado e seguido à risca. 
Temos na palavra \u201cQualidade\u201d um conceito muito generalista, que pode variar de acordo com a cultura, serviço oferecido pelo concorrente ou até mesmo com a nossa expectativa. Mas mesmo com uma definição muito ampla, o termo pode ser definido como: Nível de satisfação percebido pelo cliente sobre determinados requisitos.
No caso apresentado neste documento, a empresa Super Insumos, já consolidada no mercado e frente a um novo desafio: O Programa Mega Aço Empreendimentos. A empresa terá que remodelar alguns de seus processos organizacionais por meio de Sistemas de Gestão de Qualidade, buscando a excelência na sua maneira de operar, onde a qualidade se mostra muito mais que somente entregar um produto ileso de defeito, onde todos os setores da empresa devem agir de maneira sinérgica. 
No decorrer da leitura e do conteúdo apresentado, ficará nítido que as metodologias agem como faísca propulsora para as organizações atingirem seu nível máximo de performance.
	Desenvolvimento \u2013 identificação das ações necessárias para superação das questões apresentadas pela Super Insumos.
	
Elementos importantes a serem observados na Implementação da Qualidade na empresa Super Insumos:
 Neste conteúdo será abordado a montagem de um plano a ser executado pela empresa Super Insumos, que com diversos problemas administrativos e operacionais, iremos usar o tradicional PDCA dentro de suas 4 etapas: Plan, Do, Control e Act como um Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ).
 Na implementação da Qualidade em uma empresa, alguns elementos devem ser observados para que a transição ocorra com sucesso. São eles:
1. Plan
 - Escolha de um produto ou serviço: Uma das principais etapas é estudar afundo o negócio e identificar quais são os produtos ou serviços mais relevantes e que valham a pena ter seus esforços dedicados, usando a regra de pareto para fazer essa seleção, pode ajudar no processo de implementação de um sistema de gestão. 
- Indicadores de Desempenho: Um dos principais itens, fundamentais para medir o conceito de Qualidade perante ao objetivo estabelecido. Exemplo: No caso das entregas dos produtos. A Rapidez, segurança e o transporte serão um dos indicadores.
- Metas: Um resultado a ser atingido dentro de determinado tempo. No Caso da empresa Super Insumos que possui diversos problemas operacionais e necessita remodelar quase todo seu processo produtivo. É estipular um prazo de 180 dias (6 meses) visando reduzir desde os defeitos de peças fabricadas a mercadorias extraviadas para a proporção de 1% com 3 meses após a implantação do Sistema PDCA.
2. Do
- Coleta de Informações: Definido o modelo de indicadores, deve-se estabelecer como serão coletadas as informações. Como a empresa já está em funcionamento, os arquivos de histórico referente a processo produtivo servirão de base.
- Engajamento e Implantação: No caso descrito da Super Insumos não há como implantar uma metodologia de qualidade sem que todos da empresa estejam engajados. Pois são responsáveis direta ou indiretamente pela qualidade, por isso o treinamento adequado e o senso de responsabilidade é fundamental para uma equipe comprometida.
3. Check
- Acompanhamento de Indicadores: Com indicadores e coleta de informações definidos, estabelecer uma periodicidade de checagem e acompanhamento semanais. Haverá também equipe trabalhando em dois turnos, pois a remodelagem do processo produtivo, ocasionará gargalos e experimentações de novos processos, que durante certo período tempo impactará na linha produtiva que não terá sua performance máxima até que o sistema PDCA esteja corretamente implantado.
4. Act
- Melhoria Contínua: Com o processo vigente e funcionando em perfeita sintonia, é hora de coletar esses dados e estudar para alavancar todo o processo.
Benchmarking Funcional \u2013 Desmotivação dos Funcionários
O Benchmarking reforça as empresas a pensarem além das limitações, que se superadas podem ser fatores chaves para elevar sua competitividade. No caso da Super Insumos a Desmotivação dos funcionários é um dos fatores que implica de maneira significativa nos resultados e desempenho da organização ao longo do tempo. 
A Solução escolhida para o problema em questão (Desmotivação dos funcionários) foi o Benchmarking Funcional, na qual é comparado o processo de trabalho entre as organizações ainda que o segmento seja diferente. 
Passo 1: Análise Interna
Veicular uma pesquisa minuciosa dentro de todos os departamentos da empresa, emitindo questões a respeito das condições de trabalho, plano e carreira e outros valores propostos que possam ser de relevância ao colaborador. Compreender primeiro quais os anseios, medos e insatisfações. Com base nesses pontos colhidos como respostas, estará a compreensão para melhorar.
Passo 2 \u2013 Identificar Empresas de excelência
É Necessário identificar empresas que tenham o resultado almejado e se pautar no plano ação utilizado pela mesma, como os casos citados a seguir: 
A Bristol-Myers Squibb é uma indústria Farmaceútica com Sede em Nova York, e também com alocações no Brasil, Notou-se que após inserir práticas que prezem por mais liberdade no horário de trabalho, a produtividade de seus funcionários melhorou de maneira significativa, na organização e no comprometimento com a Empresa. 
Samanta Pastor, diretora de RH do Grupo, falou sobre o caso: 
\u201cA ideia é incentivar a capacidade de autogestão e produtividade de todos, além de desenvolver aspectos como a maturidade, responsabilidade, disciplina, motivação e foco no resultado\u201d.
Todas as Sextas, o expediente de 450 Funcionários da Brystol no Brasil se encerra às 15 horas, no horário de Verão, termina ainda mais cedo. A Empresa batizou essas práticas como \u201cShort Friday\u201d e \u201cSummer Friday\u201d. Essas horas são abatidas em expedientes durante a semana. 
No Segundo exemplo, a Golden Cross, empresa que oferece planos de saúde, também encontrou uma alternativa muito interessante de reduzir o Turn Over de seus funcionários, mantê-los mais produtivos e comprometidos. 
Para incentivar seus funcionários a baterem as metas, a Golden estipulou um plano de recompensa para os que obtiverem o melhor desempenho e o impacto se mostrou claro nos resultados, ficando entre as principais do segmento. 
O prêmio aos colaboradores variam entre Eletrodoméstico e até valores de até R$70 mil na reforma da própria casa.
Passo 3 - Definir métodos e Estratégia para a captura dos dados
Para tomar melhor conhecimento das práticas utilizadas das empresas citadas anteriormente, uma das alternativas mais viáveis, são as parcerias entre as organizações. Como por exemplo no caso da Golden Cross: Oferecer o serviço da Organização como parte do pacote de benefícios dos funcionários da Super Insumos. Aumentando o faturamento da empresa e tendo como benefício um estudo mais afundo de seu plano na gestão e motivação de seus colaboradores, além de possíveis outras práticas a serem estudadas no futuro. Criando um elo de negócios e colaboração entre ambas. 
Passo 4 \u2013 Identificar as Lacunas de Desempenho
A Etapa de comparação, propriamente dita, com o modelo na qual a melhoria foi inspirado e com os dados colhidos no passo 1, inicia-se o processo para medir seu desempenho. 
Passo 5 \u2013 Implementação de ações específicas ou adaptações
Com as práticas implantadas no ambiente de trabalho retiradas de empresas de outros segmentos, é necessário que ainda se continue um estudo para observar adaptações ou melhorias particulares sugeridas pela empresa.