trabalho estágio supervisionado 2
13 pág.

trabalho estágio supervisionado 2


DisciplinaPsicologia e Aprendizagem28 materiais106 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Universidade Veiga de Almeida (UVA)
Curso de Psicologia
Psicologia e Aprendizagem
Relatório da Análise do Comportamento Operante
Ana Carolina Cunha Regalado ( 20181103148 )
Júlia Aires Fernandes Pereira ( 20181106443 )
Rio de Janeiro
Novembro de 2018
Resumo
 O relatório traz o resultado de pesquisa sobre Análise do Comportamento , o mesmo teve como objetivo colocar em prática o que foi aprendido na matéria de Psicologia e Aprendizagem sobre o condicionamento operante através dos experimentos de Skinner, ou seja, a teoria da Análise do Comportamento do psicólogo americano B. F. Skinner foi a base para este relatório. No experimento foi utilizado alguns conceitos do autor, assim como, o nível operante e a modelagem do comportamento. 
 O experimento foi realizado em um laboratório a partir de um programa de computador, chamado CyberRat, tem como objetivo fazer com que o rato pressionasse a barra, dentro de uma caixa que simulava a \u201cCaixa de Skinner\u201d. Ele era observado e estimulado durante algumas semanas, até obter o resultado desejado sobre seu comportamento operante.
 Com isso, foi verificado como o animal opera sobre o ambiente a partir de estímulos inseridos. As experiências no laboratório virtual tiveram uma excelente contribuição para o aprendizado, pois através dela percebemos que situações do passado interfere no modo como nos comportamentos atualmente, ou seja, cada organismo possui uma história de vida, atua sobre o seu meio e se comporta de determinado jeito conforme o seu condicionamento operante, ademais os organismos produzem respostas de acordo com as modificações do meio.
Palavras chaves: B. F. Skinner; condicionamento operante; observação
Sumário
Resumo.............................................................................................................................2
Sumário.............................................................................................................................3
Introdução........................................................................................................................4
Método..............................................................................................................................7
Sujeito Experimental.............................................................................7
Ambiente, Materiais e Instrumentos.....................................................7
Procedimento........................................................................................7
Resultados.........................................................................................................................9
Nível Operante......................................................................................9
Modelagem do comportamento...........................................................10
Discussão.........................................................................................................................11
Referências Bibliográficas............................................................................................12
Anexos............................................................................................................................13
Introdução
 \u201c Pode-se dizer que as bases fundamentais que norteiam a obra de Skinner estão vinculadas a sua pretensão de fazer da Psicologia uma ciência e, para compreender essas bases filosóficas, precisam identificar os modelos de ciência que ele adota\u201d. (MICHELETTO, 2001, p.31, apud Sampaio, A.A.S. Skinner Sobre ciência e comportamento humano), ou seja, o behaviorismo de Skinner dedica-se ao comportamento observável, pois acreditava que a tarefa de investigação científica era estabelecer relações entre estímulo e resposta, tendo como base fundamental a análise do comportamento. 
 Na análise do comportamento, as operações são o que o experimentador faz ou arranja, enquanto os progressos são as mudanças que resultam no comportamento. Procedimentos particulares de aprendizagem podem ser descritos em termos destas operações, considerados isoladamente ou em combinação. Obviamente, a operação mais simples consiste meramente em observar o comportamento. O comportamento que observamos nos diz o que um organismo é capaz de fazer. Mas, porque não temos qualquer controle sobre os eventos, quando só observamos podemos ser incapazes de tirar conclusões sobre as causas do comportamento. Portanto, devemos intervir. (CATANIA, 1992, p.4,15). Para melhorar a compreensão do assunto será discutido brevemente sobre o experimento proposto por Skinner.
 O estágio básico deste período é fundamentado na teoria do comportamento operante, descoberto por Skinner ( Behaviorismo radical). Essa conquista só foi possível por conta da criação da caixa de Skinner, do qual era baseado em um rato dentro de uma caixa, e o mesmo estava restrito de água. Quando o sujeito passa a se aproximar de uma barra localizada na parede da caixa, Skinner concedia apenas uma gota de água. \u201c Estudar o comportamento de ratos nos fornece insights sobre o comportamento humano, isto é, surgem ideias interessantes que nos ajudam a compreender melhor o comportamento humano\u201d ( MOREIRA & MEDEIROS, 2007, p.166).
 O comportamento operante abrange um leque amplo de atividade humana dos comportamentos do bebê de balbuciar, de agarrar objetos e de olhar os enfeites do berço aos mais sofisticados, apresentados pelo adulto. Como nos diz Keller, o comportamento operante \u201cinclui todos os movimentos de organismo dos quais se possa dizer que, em algum momento, tem efeito sobre ou fazem algo ao mundo em redor\u201d. O comportamento operante opera sobre o mundo, por assim dizer, quer direta, quer indiretamente. (BOCK, 2001, p.48)
 Segundo Skinner, comportamento operante é uma ação voluntária do sujeito que produzirá uma resposta. Ele ocorre sobre o ambiente, ou seja, é uma ação ou reação do sujeito sobre o ambiente, modificando-a de algum modo. O comportamento operante é adquirido e mantido devido suas consequências, logo, é aprendido. 
 Para modelar um comportamento, utilizar-se o procedimento de aproximações sucessivas, na qual reforça-se os comportamentos mais próximos ao comportamento final desejado, o reforço diferencial cujo reforço é diferenciado entre uma e outra classe de comportamento e o reforço precisa estar presente exatamente no momento em que o comportamento desejado for realizado para obter resultados mais efetivos. 
 O objetivo deste trabalho foi demonstrar como o sujeito se \u201c coloca \u201c diante do ambiente, por meio da realização entre estímulo e a resposta emitida pelo sujeito, mediamente do condicionamento operante e da análise do comportamento, ou seja, observar no laboratório as reações do rato aos estímulos provocados e seus 
movimentos , para saber como o rato se comporta diante de alguns estímulos e 
respostas, e como são as suas reações diante delas
 As experiências no laboratório teve uma inigualável colaboração no aprendizado, pois através do experimento foi possível concluir que o passado sempre influenciou no jeito dos comportamentos atualmente, por isso que em um mesma situação duas ou mais pessoas se comportam de maneiras distintas.
 De acordo com Skinner em seu livro About Behaviorism (1974), apud BRITO, Ilka. ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO. recife, 2015. 
 Por que as pessoas se comportam como elas se comportam?
 Esta foi, provavelmente, primeira uma questão prática: como
 Uma pessoa poderia antecipar e, então, preparar-se para o que
 Outra pessoa faria? Mais tarde a questão tornou-se prática em
 Outro sentido: Como outra pessoa poderia ser induzida a com-